Acatisia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A acatisia (do grego antigo καθίζειν , transl. kathízein: "sentar", acrescido do prefixo "a", que expressa negação ou ausência; literalmente significa "incapacidade de sentar") é uma síndrome psicomotora que se manifesta pela impossibilidade de estar parado, sentado. Caracteriza-se pela inquietação, ansiedade, parestesia, agitação, vontade de mover-se todo o tempo. É frequentemente causada pelo consumo de antipsicóticos.

A síndrome pode variar de um leve senso de desassossego ou ansiedade a uma total incapacidade de se manter parado, acompanhado de uma grande ansiedade e disforia severa (que se manifesta como uma enorme sensação de terror), tremedeira e transtornos musculares (principalmente no pescoço e boca - com a sensação de "morder pra dentro"). A condição é difícil para o paciente descrever e é frequentemente diagnosticada erroneamente. Quando diagnosticada incorretamente (principalmente se for confundida com psicose), mais antipsicóticos podem ser receitados, o que resulta na piora dos sintomas.

O escritor e criminoso americano Jack Henry Abbot descreveu, em 1981, os efeitos da acatisia produzida por antipsicóticos:

As drogas dessa classe não acalmam nem sedam os nervos. Elas atacam. Elas atacam do fundo de você, você não consegue localizar a origem da dor… Os músculos da sua mandíbula ficam descontrolados, então você começa a morder a boca por dentro, a mandíbula trava e a dor palpita. Durante horas, todos os dias, isso acontecerá. Sua coluna vertebral endurece tanto que você mal consegue mexer a cabeça ou o pescoço, e, às vezes, suas costas se curvam como um arco, e você não consegue ficar em pé. A dor "mói" os seus nervos… Você sofre com a inquietação e sente que tem que andar, caminhar. E então, assim que você começa a caminhar, o oposto acontece: você precisa se sentar e descansar. Na frente, atrás, em cima, embaixo, você continua com uma dor que não consegue localizar, uma ansiedade desgraçada que te esmaga, porque você não sente alívio "nem respirando".
Jack Henry Abbot

A acatisia é um efeito adverso dos neurolépticos (antipsicóticos), tais como as butirofenonas (Haldol), e não deve ser confundida com manifestações motoras ligadas à ansiedade.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Estudos mostram que betabloqueadores, benzodiazepí­nicos e anticolinérgicos são eficazes para controlar temporariamente os movimentos involuntários, sendo os betabloqueadores de ação central os mais eficazes no tratamento causado por antipsicóticos.[2]


Referências

  1. ABBOT, J. H. In the Belly of the Beast (1981/1991). Vintage Books, 35–36. Citado em WHITAKER, Robert, Mad in America (2002), p. 187. ISBN 0-7382-0799-3.
  2. LIMA, Adriano Resende; BACALTCHUK, Josué and FERRAZ, Marcos PT. Tratamento farmacológico de acatisia induzida por antipsicóticos. Rev. Bras. Psiquiatr. [online]. 2001, vol.23, n.2 [cited 2010-09-09], pp. 110-116 . Available from: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462001000200010&lng=en&nrm=iso>. ISSN 1516-4446. doi: 10.1590/S1516-44462001000200010.