Acordo de Karađorđevo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapa do Acordo de Karađorđevo de 1991.

O Acordo de Karađorđevo ocorreu em Karađorđevo na província sérvia de Vojvodina1 no âmbito das guerras iugoslavas, aconteceu depois de sucessivas reuniões realizadas em 1991 no início da dissolução da Iugoslávia; tratou-se de um acordo secreto entre Franjo Tuđman, o presidente da Croácia, e Slobodan Milošević,2 o presidente da Sérvia, sobre a divisão da Bósnia e Herzegovina entre sérvios e croatas.

Composição étnica da Bósnia em 1991: os tons em azul representam os bósnios croatas; os verdes os bosníacos; e os vermelhos os bósnios sérvios.

Essas discussões, iniciadas em março de 1991, envolveram a redistribuição de territórios da ex-República Socialista da Bósnia e Herzegovina 3 entre a Croácia e a Sérvia, do mesmo modo que os territórios com qualquer maioria croata ou sérvia (ou pluralidade) seriam anexados. Esta reunião não incluía o terceiro e maior grupo étnico na Bósnia e Herzegovina, os bosníacos.4 5

O acordo também supostamente permitiria que os presidentes das repúblicas da Croácia e da Sérvia, da ainda constituinte Iugoslávia, resolvessem problemas relacionados com a minoria sérvia na Croácia, ao passo que já tinha começado o processo de separação.

Em 2010, o presidente sérvio Boris Tadić admitiu o pacto depois de uma reunião com o seu homólogo croata Ivo Josipović, ao manifestar: "em 1991 se realizou uma reunião histórica de líderes da Sérvia e Croácia, porém daquela vez se tratava de como repartir a Bósnia e Herzegovina. Desta vez se trata do contrário".6

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Posle tajnog susreta Milošević - Tuđman U Karađorđevo», Borba, 27-03-1991. Consultado el 13 de agosto de 2009.
  2. Veiga, Francisco [2004, pag.184-182], Slobo: una biografía no autorizada de Milosevic, DEBATE. ISBN 8483065673 ,9788483065679.
  3. em que os croatas e os sérvios eram dois dos três grupos étnicos constitutivos
  4. (bósnios muçulmanos)
  5. Mahmutćehajić, Rusmir [et al.] [2000, pag.46-47], The denial of Bosnia, Penn State Press. ISBN 027102030X, 9780271020303.
  6. Ria Novosti «Regresa la paz a la península de los Balcanes»

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre relações internacionais, diplomacia ou sobre um diplomata é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.