Acordos de Arusha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Os Acordos de Arusha (também chamados de Acordo de Paz de Arusha, ou negociações de Arusha) foram uma série de quatro acordos (ou protocolos) assinados em Arusha, Tanzânia em 4 de agosto de 1993, pelo governo de Ruanda e a força paramilitar rebelde Frente Patriótica Ruandense (FPR), sobre mediação, para findar uma guerra de três anos, a Guerra Civil Ruandense. Organizado pelos Estados Unidos, França e a Organização da Unidade Africana, as negociações começaram em 12 de julho de 1992, e duraram até 24 de junho de 1993, com um acordo final durando uma semana, de 19 de junho a 25 de julho de 1993.

Ícone de esboço Este artigo sobre relações internacionais, diplomacia ou sobre um diplomata é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.