Acordos de Arusha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde agosto de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Os Acordos de Arusha (também chamados de Acordo de Paz de Arusha, ou negociações de Arusha) foram uma série de quatro acordos (ou protocolos) assinados em Arusha, Tanzânia em 4 de agosto de 1993, pelo governo de Ruanda e a força paramilitar rebelde Frente Patriótica Ruandense (FPR), sobre mediação, para findar uma guerra de três anos, a Guerra Civil Ruandense. Organizado pelos Estados Unidos, França e a Organização da Unidade Africana, as negociações começaram em 12 de julho de 1992, e duraram até 24 de junho de 1993, com um acordo final durando uma semana, de 19 de junho a 25 de julho de 1993.

Ícone de esboço Este artigo sobre relações internacionais, diplomacia ou sobre um diplomata é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.