Adão-ondi-Amã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Adão-ondi-Amã é um local histórico ao longo do rio Grande no Condado de Daviess, Missouri. Segundo A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, é o local onde viviam Adão e Eva depois de serem expulsos do Jardim do Éden, e será um ponto de encontro de uma reunião da liderança do sacerdócio, incluindo os profetas de todas as idades e de outras pessoas justas, antes da Segunda Vinda de Jesus Cristo.

É o local proposto para a construção de um templo mórmon, embora os esforços para construir um templo havia parado no século IXX, como resultado da Guerra Mórmon em 1838 para expulsar os mórmons do Missouri. Adão-ondi-Amã foi um ponto de conflito durante a guerra.

Depois que os mórmons foram expulsos, o local foi rebatizado Cravensville. Foi o local de uma batalha durante a Guerra Civil Americana, em 4 de agosto de 1862, quando as tropas da União tentaram reunir reforços na Primeira Batalha de Independência. Seis confederados foram mortos e 10 feridos. As forças da União tiveram cinco feridos.

A maior parte do local é agora propriedade da Igreja SUD e continua a ser predominantemente agrícola.

Adão-ondi-Amã é objeto de uma revelação registrada na edição de Doutrina e Convênios, um livro de escrituras dentro do Movimento dos Santos dos Últimos Dias: "Spring Hill é chamado pelo Senhor Adão-ondi-Amã, porque, disse ele, é o lugar onde Adão virá para visitar seu povo, ou o Ancião de Dias se assentará, como mencionado por Daniel, o profeta. " [1]

Referências