Adão Negro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde 2006).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Adão Negro
Placeholder male superhero c.png

Dados da publicação
Publicado por Fawcett Comics (1945 - 1973)
DC Comics (1973 - presente)
Primeira aparição The Marvel Family # 1 (Dezembro de 1945)
Criado por Otto Binder
C. C. Beck
Características do personagem
Alter ego Teth-Adam (original)
Theo Adam (reincarnado)
Espécie humano
Afiliações Kahndaq

Sociedade da Justiça
Sociedade da Injustiça
Sociedade secreta dos supervilões
Esquadrão Suicida

Inimigos Capitão Marvel
Situação presente ativo
Codinomes conhecidos Khem-Adam
Habilidades Ele detém os poderes concedidos por:
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Adão Negro, originalmente em inglês Black Adam, é um personagem fictício de histórias em quadrinhos atualmente pertencente à editora americana DC Comics. Originalmente parte da Fawcett Comics é um super-vilão, basicamente, a versão maligna do Capitão Marvel, do qual figura como principal arquinimigo.

Criado pelo roteirista Otto Binder e pelo desenhista C. C. Beck em 1945, Adão foi um dos primeiros detentores dos poderes do Mago Shazam ainda na época do Antigo Egito, quando ainda era Teth-Adam, filho do faraó Ramsés II, com os quais deveria combater o mal e preservar a paz, assumindo a identidade de Adão Negro. Entretanto, Teth se deixou seduzir pelo poder, sendo, como castigo, exilado pelo Mago Shazam em outra dimensão. Só no Século XX d.C., quando o próprio Mago Shazam viu o caos que se instalara no mundo, dicidindo oferecer seus poderes ao jovem Billy Batson, para representar, assim como fora com Teth milênios atrás, o defensor da paz e da justiça, que este último conseguiu se libertar, voltando-se definitivamente contra o Mago Shazam e seu recente "pupilo", o Capitão Marvel, tornando-se, de longe, o principal inimigo do personagem, e da família Marvel como um todo, com o objetivo de saciar sua sede de vingança.

De fato, o Adão Negro se provou um poderosíssimo inimigo, competindo de igual para igual não apenas com o Capitão Marvel, mas também com outros grandes nomes da DC Comics, incluindo Superman e Mulher-Maravilha. Os incríveis poderes à disposição de Adão Negro são vastos, além de poder manipular magia, algo que, diretamente, o Capitão Marvel não pode fazer. Com exceção disso, os poderes do personagem são basicamente os mesmos do Capitão, com a diferença que, diferentemente do super-herói, que "canaliza" seus super-poderes de deuses gregos, Adão Negro retira seus super-poderes de divindades egípcias. São elas: Shu (resistência, vigor); Hórus (velocidade, capacidade de voô); Amon (super-força); Zehuti (sabedoria); Aton (poder) e Mehen (coragem); Assim como o Capitão Marvel, Adão precisa pronunciar a palavra mágina "SHAZAM" para ter canalizar seus super-poderes.

Teve sua primeira aparição na revista The Marvel Family #1, publicada nos EUA em dezembro de 1945. Foi classificado como o décimo-sexto maior vilão da história das HQs, no livro Greatest Comic Book Villain of All Time.[1]

Origem (pré-crise nas infinitas Terras, Fawcett Comics)[editar | editar código-fonte]

Adão Negro era originalmente Thet-Adam no antigo Egito, e tornou-se o Poderoso Adam, o primeiro campeão do Mago Shazam. Depois, Thet-Adam enlouqueceu e queria abusar de seu poder. Como punição o mago Shazam o baniu para uma estrela distante. 5000 anos depois, ele retornou voando a velocidade da luz em 1945 a Terra (sem ter envelhecido), onde confrontou o segundo campeão do Mago Shazam, Capitão Marvel, e a Família Marvel. A princípio, nenhum dos lados obtinha uma verdadeira vitória, já que Adão Negro e a Família Marvel eram invulneráveis aos golpes uns dos outros. Irônicamente, Tio Marvel, o único membro sem poderes da Família Marvel logrou Adão Negro a dizer a palavra Shazam, o que reverteu-o a Teth Adam, e todos os anos de envelhecimento suprimidos por seu poder vieram á tona: Adam tornou-se um esqueleto ressequido (Marvel Family #1).

DC Comics[editar | editar código-fonte]

Nos anos 70, Capitão Marvel retornou a ser publicado após um hiato de 20 anos, mas pela DC Comics, que tem sido a casa do herói desde então. Em Shazam! #28, Adão Negro é ressuscitado por Dr. Silvana com um de seus inventos. Uma vez ressucitado, Adão quebrou a máquina, pois segundo Dr. Silvana só ela poderia matá-lo novamente. Em vez de ajudar Silvana a dominar o mundo, ele tentou ele mesmo dominar o mundo, sofrendo derrota pelas mãos da Família Marvel várias vezes. Esta versão de Adão Negro foi vista pela última vez em Crise nas Infinitas Terras, onde o membro dos Novos Titãs, Quartzo, o transformou em cristal.

Origem (pós-crise nas infinitas Terras, DC Comics, Shazam: the New Beggining)[editar | editar código-fonte]

A origem não mudou muito. Em vez de uma estrela distante, Shazam baniu Adão Negro para outra dimensão. Mas em 1987 Dr. Silvana o libertou de outra dimensão com um de seus inventos. Uma vez de volta a nossa dimensão, Adão quebrou a máquina, para que ninguém pudesse bani-lo novamente. Ele teria matado Silvana também, se o cientista não tivesse sugerido ser seu guia no mundo moderno.

Origem (pós-Zero-Hora, DC Comics, Power of Shazam graphic novel em diante)[editar | editar código-fonte]

Adão Negro era originalmente Thet-Adam no antigo Egito, e tornou-se o Poderoso Adam, o primeiro campeão do Mago SHAZAM, que serviu ao principe Khufu no antigo Egito (Khufu sendo a encarnação original do Gavião Negro). Depois, Thet-Adam enlouqueceu e queria abusar de seu poder. Como punição o mago Shazam pôs sua essencia de poder num escaravelho feito de jóias. Isto fez com que Adam retomasse sua idade real de centenas de anos, o que o matou instantaneamente. No tempo presente, reencarnou como Theo Adam, e junto com Charles Clarence Batson e sua esposa Marylin, encontrou a tumba do mago Shazam em Abu-Simbel, o Vale dos Reis. Relembrando fatos de sua encarnação passada, Theo Adam matou C.C. Batson e Marylin para ficar com o escaravelho descoberto na escavação, deixando órfão a Billy Batson, que se tornaria o segundo campeão do Mago SHAZAM, Capitão Marvel. Quando Billy se tornou Capitão, seu primeiro feito foi salvar a Rádio WHIZ duma explosão armada por Theo Adam. Entrementes, Theo Adam, de posse do escaravelho, exclamou "Shazam" e se tornou novamente Adão Negro, relembrando sua vida passada totalmente. Em embate com o Capitão, foi derrotado, e voltou a ser Theo Adam. Shazam o puniu fazendo-o ficar mudo, de modo que não poderia se transformar de novo.

Depois disso[editar | editar código-fonte]

Após 4 anos, o demônio Blaze, filha do mago Shazam, fez um feitiço que retornou a voz de Theo Adam bem como eliminou sua necessidade de usar o escaravelho pra se transformar. Na saga que houve, ambos são derrotados.

Recentemente[editar | editar código-fonte]

Adão Negro volta mais uma vez, e enfrenta a Sociedade da Justiça, e só é derrotado com muita astúcia pelo grupo (o qual foi quase dizimado unicamente pelo vilão). Ele é posto sob custódia do grupo e vira um herói (ou uma espécie de...). Afirmava que seus atos perversos eram derivados de sua personalidade de Theo Adam, mas como Thet-Adam era um herói. Recentemente retornou a vilania como membro da Sociedade Secreta dos Supervilões e assumiu a soberania do país de Kandhaq, onde governa como ditador. Na macrossérie 52, Adão Negro se casa e forma a Família Marvel Negro.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Poderes[editar | editar código-fonte]

No Pré-Crise e na série Shazam: the New Beginning, Adão Negro recebia as qualidades de vários deuses egípcios por dizer o nome do mago Shazam. Shu (resistência), Hershef (força), Amon (poder), Zonga (Thoth) (sabedoria), Anpu (velocidade), e Menthu (coragem).

Atualmente, ele deriva seus poderes de: Shu (resistência), Heru (Hórus)(velocidade), Amon (força), Zehuti (Thoth) (sabedoria), Aton (poder), e Mehen (coragem).

Por pronunciar a palavra "Shazam!", ele pode conjurar um relâmpago mágico a fim de mudar de Theo Adam para Adão Negro e vice-versa. Este relâmpago não lhe causa dano, embora oponentes que estejam no raio de ação do mesmo possam ser feridos. Adão pode desafiar a gravidade e literalmente voar. A Sabedoria de Zonga se reflete na forma de conselhos que Adam ouve dentro de sua mente. Este aspecto também permite traduzir línguas perdidas, como hieróglifos. A força de Amon permite erguer pesos dantescos de muitas toneladas, e destruir materiais extremamente resistentes. O vigor de Shu concede a invulnerabilidade ao corpo do vilão, e uma tremenda resistência a venenos e a capacidade de poder sobreviver ao vácuo do espaço. A coragem de Mehem permite a ele encarar os piores vilões e perigos imaginados sem medo. A Velocidade de Heru permite-lhe correr a grande velocidade, fazer ações rapidamente e enxergar o mundo como se estivesse em câmera lenta, permitindo que ele possa pegar projéteis de alta velocidade como balas. Algumas histórias sugerem que o poder de Shazam também concede íncrivel longevidade, uma vez que Adam já havia permanecido vivo durante centenas de anos no antigo Egito. Voltar a sua forma original nessa hipótese o mataria, uma vez que sua forma mortal envelhece normalmente. É digno de nota que Adão Negro já mencionou ter audição e olfato ampliados.

Outras Mídias[editar | editar código-fonte]

  • Aparece em três episódios do desenho animado de 1980, Shazam!. Nesta versão ele apresentava alguns poderes estranhos, como uma visão congelante e a capacidade de dar vida a uma estátua.
  • Apesar de não aparecer em Liga da Justiça sem Limites Teth Adam é citado como antigo soberano de Kandaq e aliado do rei Katar Hol no Egito.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências