Adûnaico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde outubro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Adûnaico é uma língua fictícia criada por J.R.R.Tolkien para sua obra. Este idioma, cujo nome significa Língua Ocidental, era o idioma dos homens de Númenor na Segunda Era.

O Adûnaico derivou das línguas relacionadas Bëoriano e Hadoriano, coletivamente chamadas de Taliska. Essas eram línguas dos Humanos, e na Segunda Era um sotaque Bëoriano ainda era encontrado em partes de Númenor, principalmente em Emerië e em redor do Porto de Andúnië. A maior parte da Casa de Bëor, o Velho foi morta depois Dagor Bragollach e então o Hadoriano prevaleceu.

O Adûnaico não parece ter sido influenciado pela Segunda Casa dos Homens, o idioma Haladin: quando os Númenorianos retornaram à Terra-média na Segunda Era, eles não reconheceram as pessoas do Enedwaith e Minhiriath como parentes distantes pois falavam na língua Haladin.

O Westron, ou Língua Geral, largamente falada na Terra-média durante a Terceira Era, teve muita influência do Adûnaico.[1] Os Númenorianos de Umbar e outras colônias falavam uma língua chamada Adûnaico Negro, que era mais próximo da língua antiga e não foi influenciado pelas línguas Élficas.

Referências

  1. Solopova, Elizabeth (2009), Languages, Myths and History: An Introduction to the Linguistic and Literary Background of J.R.R. Tolkien's Fiction, New York City: North Landing Books, p. 70, 84, ISBN 0-9816607-1-1

Ver Também[editar | editar código-fonte]