Ad libitum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde maio de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Ad libitum é uma expressão latina que significa "à vontade", "a bel-prazer", frequentemente abreviada para ad lib.

Muito usada em música, pode ter vários significados:

  • Em notação musical, indica que o intérprete pode suspender o andamento indicado originalmente e variar livremente o tempo como bem desejar durante o período determinado, não podendo, porém, alterar as notas.[1]
  • Assinala que um determinado instrumento, grupo ou acompanhamento pode ser descartado sem prejudicar a obra ou as intenções do compositor.
  • Repetição ad libitum significa que certa passagem de uma música pode ser repetida quantas vezes o intérprete quiser.

Os antigos Romanos acreditavam que, quando o ser humano se entregava a Baco ele alcançava um estado de AD LIBITUM, conhecendo a si mesmo e entendendo as nuances da vida.

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Na ciência o termo também é usado para indicar que os animais experimentais foram deixados com comida e água a vontade. Por exemplo:"os animais foram deixados com água e comida ad libitum."

Referências

  1. Teoria da música, Bohumil Med.