Adelino Amaro da Costa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Adelino Amaro da Costa
Adelino Amaro da Costa
Ministro(a) de Flag of Portugal.svg Portugal
Mandato VI Governo Constitucional
  • Ministro da Defesa Nacional
Antecessor(a) Loureiro dos Santos
Sucessor(a) Luís de Azevedo Coutinho
Vida
Nascimento 18 de Abril de 1943
Algés
Morte 4 de Dezembro de 1980 (37 anos)
Camarate

Adelino Manuel Lopes Amaro da Costa GC IH (Algés, 18 de Abril de 1943Camarate, 4 de Dezembro de 1980) foi um engenheiro e político português.

Engenheiro civil, licenciado em 1966, foi assistente do Instituto Superior Técnico e director do Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério da Educação Nacional, sob a chefia de José Veiga Simão. Durante o período académico dirigiu o jornal O Tempo. Cumpriu o serviço militar na Marinha de Guerra. Após a Revolução dos Cravos, influenciado pela Democracia Cristã, foi um dos fundadores do então Centro Democrático Social, de que foi um dirigente destacado. Foi o primeiro secretário-geral eleito do CDS, em 1974. Foi deputado à Assembleia Constituinte, entre 1975 e 1976, e à Assembleia da República, até 1980, tendo liderado o Grupo Parlamentar do CDS. Colaborou nos jornais Expresso e O Século. Após a vitória da Aliança Democrática, nas eleições legislativas de 1980, foi-lhe atribuída a pasta da Defesa Nacional do VI Governo, tornando-se assim o primeiro civil a assumir o cargo de ministro da Defesa, depois do 25 de Abril. Na noite de 4 de Dezembro de 1980, é vítima do despenho de um avião em Camarate, onde viajava em direcção ao Porto, em conjunto com a sua esposa, Maria Pires, o então primeiro-ministro Francisco Sá Carneiro, a companheira deste, Snu Abecassis, bem como o chefe de gabinete do primeiro-ministro, António Patrício Gouveia. Sá Carneiro e Amaro da Costa iriam participar num comício de apoio a Soares Carneiro, o candidato da AD nas eleições presidenciais de 1980.

Funções governamentais exercidas[editar | editar código-fonte]

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Loureiro dos Santos
Ministro da Defesa Nacional
VI Governo Constitucional
Sucedido por
Luís de Azevedo Coutinho
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.