Adivinhação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Este homem, em Rhumsiki, Camarões, informa o futuro através da interpretação das mudanças na posição dos diversos objetos como causado por um caranguejo de água doce nggàm[1] .
Xamã doutor de Kyzyl.

Adivinhação ou divinação, profecia, previsão, intuição, palpite, pressentimento, é o ato ou esforço de predizer coisas distantes no tempo e no espaço, especialmente o resultado incerto das atividades humanas. A adivinhação busca determinar o significado ou as causas ocultas dos acontecimentos, predizendo às vezes o futuro, por meio de práticas variadas de consulta aos oráculos.

Nas religiões Afro-brasileiras, o jogo de búzios é um exemplo das artes divinatórias, que consiste no arremesso de um conjunto de 16 búzios sobre uma mesa previamente preparada, e na análise da configuração que os búzios adoptam ao cair sobre ela. O adivinho, antes reza e saúda todos os Orixás e durante os arremessos, conversa com as divindades e faz-lhes perguntas. Considera-se que as divindades afectam o modo como os búzios se espalham pela mesa, dando assim as respostas às dúvidas que lhes são colocadas.

Métodos comuns[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete adivinhação.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Outras leituras[editar | editar código-fonte]

Popular[editar | editar código-fonte]

  • Robert Todd Carroll (2003). The Skeptic's Dictionary. Wiley.
  • Lon Milo Duquette (2005). The Book of Ordinary Oracles. Weiser Books.
  • Clifford A. Pickover (2001). Dreaming the Future: The Fantastic Story of Prediction. Prometheus.
  • Eva Shaw (1995). Divining the Future. Facts on File.
  • The Diagram Group (1999). The Little Giant Encyclopedia of Fortune Telling. Sterling Publishing Company, Inc.

Acadêmica[editar | editar código-fonte]

  • D. Engels, Das römische Vorzeichenwesen (753-27 v.Chr.). Quellen, Terminologie, Kommentar, historische Entwicklung, Stuttgart 2007 (Franz Steiner-Verlag)
  • E. E. Evans-Pritchard, Witchcraft, oracles, and magic among the Azande (1976)
  • Toufic Fahd, La divination arabe; études religieuses, sociologiques et folkloriques sur le milieu natif d’Islam (1966)
  • Philip K. Hitti. Makers of Arab History. Princeton, New Jersey. St. Martin’s Press. 1968. Pg 61.
  • Michael Loewe and Carmen Blacke, eds. Oracles and divination (Shambhala/Random House, 1981) ISBN 0-87773-214-0
  • W. Montgomery Watt. Muhammad: Prophet and Statesman. Edinburgh, Scotland. Oxford Press, 1961. Pgs 1-2.
  • J. P. Vernant, Divination et rationalité (1974)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre esoterismo ou ocultismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.