Adjetivo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Adjetivo biforme)
Ir para: navegação, pesquisa

Adjetivo é toda palavra que se refere a um substantivo indicando-lhe um atributo. [1] [2] Flexionam-se em gênero, número e grau.

Sua função gramatical pode ser comparada com a do advérbio em relação aos verbos, aos adjetivos e a outros advérbios.[2]

Exemplos:

A borboleta branca.

Da mesma forma que os substantivos, os adjetivos contribuem para a organização e descrição do mundo em que vivemos. Assim, distinguimos uma fruta azeda de uma doce, por exemplo. Eles também estão ligados a nossa forma de ver o mundo: o que pode ser bom para uns pode ser mau para outros.

Flexão de adjetivos[editar | editar código-fonte]

Os adjetivos podem sofrer três tipos de flexão: por gênero, por número e por grau.

Locução adjetiva[editar | editar código-fonte]

Na foto, uma mãe e seu filho. A mãe possui um amor de mãe ou maternal por seu filho. A expressão de mãe é locução adjetiva, pois são duas palavras que possuem o valor de um adjetivo.

Locução adjetiva é a reunião de duas ou mais palavras com função de adjetivo. [3]

Elas são usualmente formadas por:

Exemplos:

Conselho da mãe.
Conselho materno.
Dor de estômago.
Dor gástrica.
Período da tarde.
Período vespertino.
Conselho de pai.
Conselho paterno.

Adjetivos adverbializados[editar | editar código-fonte]

Adjetivos adverbializados são aqueles empregados com valor de advérbio e que por esta razão são invariáveis.

Exemplos:

Terminou rápido a tarefa. (Rapidamente)
Marcos foi direto ao chefe para conversar. (Diretamente)
Alex foi devagar ao dentista. (Vagarosamente)

Adjetivos em outros idiomas[editar | editar código-fonte]

  • Nas línguas germânicas, todos os adjetivos, obrigatoriamente, precedem o substantivo.
  • Em latim, a flexão de grau é sintética e inclui, para todos os adjetivos, o grau superlativo absoluto e o grau comparativo de superioridade.
  • Em inglês, a flexão de grau inclui o grau superlativo relativo e o grau comparativo de superioridade, apenas para substantivos de até duas sílabas. Para os demais substantivos, não existe flexão de grau. Não há superlativo absoluto, sendo substituído pelo advérbio "very". Não há concordância de gênero nem de número.
  • Em alemão, os adjetivos se flexionam em gênero (masculino, feminino e neutro), número (singular e plural), grau (normal, comparativo e superlativo) e caso (nominativo, acusativo, genitivo e dativo).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikilivros Livros e manuais no Wikilivros

Referências

  1. Almeida, Napoleão Mendes de. Gramática Metódica da Língua Portuguesa. São Paulo: Saraiva, 1911 (1992?). Capítulo: VIII, §154 - 38. ,
  2. a b Sandra Macedo. Adjetivos (em português). InfoEscola. Página visitada em 16 de julho de 2013.
  3. Ana Paula de Araújo. Locução Adjetiva (em português). InfoEscola. Página visitada em 16 de julho de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]