Adriana Garambone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde junho de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Adriana Garambone
Nome completo Adriana Garambone Guerra
Nascimento 4 de julho de 1970 (44 anos)
Rio de Janeiro, RJ
 Brasil
IMDb: (inglês)

Adriana Garambone Guerra (Rio de Janeiro, 4 de julho de 1970) é uma atriz, dançarina e cantora brasileira.[1]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

No início da década de 80, a atriz viveu por nove meses no Marrocos (estava com onze anos de idade), já que seu padrasto era técnico da seleção local.[1] Na adolescência fez escola de balé no Rio de Janeiro e começou a atuar como modelo.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Adriana Garambone começou sua vida profissional como modelo. Em setembro de 1986, participou do Garota do Fantástico, e em 1989 foi classificada entre as cinco finalistas do concurso Supermodel of the World – etapa Brasil, promovido pela Class Modelos e pela Ford Models americana [nota 1]

Formada em Letras, Adriana Garambone cursou teatro na Casa de Arte Laranjeiras (CAL) e estreou na peça Romeu e Julieta, de Shakespeare, com direção de Moacyr Góes.[1] Sua primeira novela foi Salsa e Merengue, seguindo-se então Esplendor, ambas na TV Globo. A atriz participou também da telenovela infantil Caça Talentos, ao lado de Angélica, e protagonizou um episódio de Você Decide. Entretanto, seu trabalho de maior repercussão foi o já clássico da Broadway Chicago, no qual ela deu vida à Roxie Hart e pôde colocar em prática todos os seus dotes artísticos: dançar, cantar e interpretar. Ainda no teatro, ela atuou em diversas peças, como Cabaret Brasil e Relax... It's Sex, ambas de Wolf Maia,[1] além de Cole Porter – Ele Nunca Disse que me Amava, de Charles Möller e Cláudio Botelho. No cinema, Adriana esteve em dois filmes nacionais dirigidos por Hugo Carvana: O Homem Nu e Apolônio Brasil, Campeão da Alegria.

Hoje a atriz é contratada da Rede Record, graças ao sucesso atingido na novela Essas Mulheres, na qual interpretou Adelaide Tavares do Amaral, sua primeira vilã. Participou de outras novelas da emissora, como Prova de Amor (2006), Bicho do Mato (2006) e Amor e Intrigas (2007), na qual interpretou a doce Débora. Em 2009, a atriz também interpretou a obsessiva Maura Orlim em Poder Paralelo.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

No fim da década de 1990, Garambone esteve casada durante dois anos e meio com o ator Cláudio Lins.[1]

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Título Papel Notas
1996 Caça Talentos Bárbara Thompson/Diana Co-protagonista
1996 Salsa e Merengue Clarice Coadjuvante
1998 Corpo Dourado Soninha Participação especial
1998 Você Decide vários episódios Diversos
1999 Mulher Valderez Coadjuvante
2000 Esplendor Marisa Norman Co-protagonista
2001 Roda da Vida Cidinha Co-protagonista
2002 O Quinto dos Infernos Luísa Saucer Coadjuvante[1]
2005 Essas Mulheres Adelaide Tavares do Amaral Antagonista
2006 Prova de Amor Estela Garcia Participação Especial
2006 Bicho do Mato Sílvia Schiller Coadjuvante
2007 Amor e Intrigas Débora Junqueira de Albuquerque Coadjuvante
2009 Poder Paralelo Maura Orlim Vilar Co-protagonista
2010 As Mãos de Meu Filho Madame Novaes Especial Fim de Ano
2011 Rebelde Eva Messi Co-protagonista
2013 Casamento Blindado Pillar Especial Fim de Ano
2013 O Amor e a Morte Maria Especial Fim de Ano
2014 Milagres de Jesus Raquel Espisódio: A Filha de Jairo

Cinema[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • Romeu e Julieta
  • Eduardo II
  • Cabaret Brazil
  • Relax...It's Sex
  • 1999 - Aldir Blanc - Um Cara Bacana
  • Theatro Musical Brasileiro III
  • Cole Porter – Ele Nunca Disse que Me Amava
  • Essa Cara Não Existe
  • 2004 - Chicago .... Roxie Hart
  • 2010 - Gypsy .... Gypsy Rose Lee

Notas

  1. O primeiro lugar desse mesmo ano ficou com a modelo Adriana de Oliveira.

Referências

  1. a b c d e f g Luís Edmundo Araújo (17 de dezembro de 2001). Sucesso até nas Arábias. Revista Istoé Gente. Página visitada em 24 de junho de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]