Aeródromo Municipal de Cascais (Tires)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde novembro de 2010).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Ambox important.svg
Este artigo ou seção parece estar escrito em formato publicitário.
Por favor ajude a reescrever este artigo para que possa atingir um ponto de vista neutro, evitando assim conflitos de interesse.
Para casos explícitos de propaganda, em que o título ou todo o conteúdo do artigo seja considerado como um anúncio, considere usar {{spam}}, regra n° 6 da eliminação rápida.


Aeródromo Municipal de Cascais
AerodromoMunicipalCascais.jpg
ICAO: LPCS
Tipo Público
Administração C. M. Cascais
Serve Cascais, Estoril, Oeiras, Grande Lisboa
Localização Não disponível
Inauguração 11 de Outubro de 1964


Altitude 99,4 m (326 ft)
Movimento em 2013 Não disponível
Capacidade anual Não disponível
Website oficial Página oficial
Pistas
Cabeceiras Comprimento Superfície
17/35 1 700 m (5 577 ft) Asfalto

O Aeródromo Municipal de Cascais (Código ICAO: LPCS)[1] {PCS}, também conhecido como Aeródromo de Tires, é um aeródromo português situado em Tires, na freguesia de São Domingos de Rana, concelho de Cascais. A sua pista é em asfalto, com 1700m x 30m, a 17/35, e situa-se a uma altitude de 99 m (326 ft).[2] Serve Cascais/Estoril/Oeiras/Grande Lisboa.[carece de fontes?]

A Pista possui ainda sinalização luminosa, luzes de aproximação e sistema Apapis.[2] Tem também uma Aerogare, com capacidade para 300 passageiros/hora, que está preparada para receber tráfego internacional (passageiros de países do Acordo de Schengen), assegurando um serviço confortável e de qualidade nas operações de embarque e desembarque.[3]

Esta infra-estrutura possui ainda, Serviços de Controlo de Tráfego Aéreo, Movimento e Operações Aeroportuárias, Segurança, Despacho, Meteorologia, Socorros e Incêndios, Placa, Abastecimento de Combustível, Assistência e Manutenção de Aeronaves e um restaurante/cafetaria, assim como 7 lojas nas áreas públicas.[4]

No Aeródromo de Tires encontram-se duas dezenas de empresas com mais de 500 trabalhadores, onde funcionam as principais escolas de aviação do país, como a Gestair Flying Academy, a Leávia ou a OMNI dando formação a pilotos, hospedeiras e comissários de bordo para as principais companhias aéreas portuguesas.[5]

Informações[editar | editar código-fonte]

Tabela 1 - Informações
Pista certificada Sim - LPCS
Localização Tires
Distância a Tires 1 Km
Telefone 21 445 73 00
Fax 21 445 17 56
Email - Geral amcascais@arcascais.pt
Responsavel C. M. Cascais
Director Dr. Paulo de Andrade
Horário 08:00 ao pôr-do-sol. Fora deste período a pedido
Manga de vento Sim
Luzes na pista Sim
Marcas na Pista Sim
Aprons Sim
Apapis Sim
Beacon ( ibn ) Sim ( branco e verde )
Restaurante/Bar Sim
Transportes Taxi
Combustíveis Avgás 100LL - Jet A-1
Hangar Vários
Guarda Permanente

História[editar | editar código-fonte]

O aeródromo foi inaugurado no dia 11 de Outubro de 1964 (com a denominação Aeródromo Municipal de Cascais - Campo de Turismo Conde Monte Real), tendo sido construído nos terrenos do antigo Casal de Tires.[carece de fontes?] Ao longo dos anos tem sofrido obras de beneficiação e algumas ampliações. O campo está implantado sobre uma bancada de rocha, de onde foram extraídos blocos com dimensões superiores a 1 m3. Têm sido construídos vários hangares e outras instalações de apoio, sendo hoje propriedade do município.

A ampliação das suas pistas deu origem a que o aeródromo pudesse passar a ser frequentado e utilizado por aviões de maior porte, tendo já a categoria internacional. Recentemente as pistas começaram a ser aumentadas no intuito de fomentar o turismo, permitindo a utilização de voos charters e podendo servir mesmo de alternativa ao Aeroporto de Lisboa, em certos casos pontuais. A pista inicial tinha 600 metros, passando depois para 1000 metros e os hangares tinham capacidade para 8 aviões.[carece de fontes?]

O projecto foi da autoria do Arquitecto Mário de Meneses.[carece de fontes?]

O primeiro avião a aterrar no aeródromo de Tires foi o Auster D4 com matricula CS-AMN (diario N° 7 , serviço N°53), pilotado por Nuno Ryberg Mousinho Figueiredo, piloto civil.

O primeiro avião a levantar voo do aeródromo de Tires foi pilotado por Jorge Vargas, piloto civil.[6]

Noticias[editar | editar código-fonte]

Como o novo Aeroporto de Lisboa vai ser construído em Alcochete, na margem sul o Aeródromo Municipal de Cascais torna-se na única base aérea na margem Norte do Tejo com as condições necessárias para receber voos executivos. Devido a este facto o presidente da Câmara Municipal de Cascais, António Capucho, entrou em negociações com o Ministério das Obras Públicas para tornar o aeródromo numa base aérea para voos executivos transformando-se o aeródromo municipal num importante pólo económico do concelho.

Será efectuado um investimento que rondará os sete milhões de euros, que servirá para melhorar as infra-estruturas, prevendo-se uma expansão do aeródromo com a aquisição de um terreno privado, de 42 mil metros quadrados na zona poente, que servirá para a construção de seis a oito novos hangares para que os aviões sejam guardados em segurança.

O objectivo é poder vir a realizar-se entre seis a oito voos executivos por dia.

Outro dos objectivos da empresa é conseguir reduzir os prejuízos atingidos em 2008 num valor de 383 mil euros, que foram agravados pelas taxas de navegação de controlo aéreo pagas à N.A.V. Portugal E.P.E. (800 mil euros) e descontos que foram feitos aos operadores num valor de (300 mil euros) por imposição governamental.[5] .

Localização[editar | editar código-fonte]

Planta da Localização
Coordenadas
Tabela 2 - Coordenadas
LAT N* 38º 43' 32"
LNG W* 09º 21' 19"
Localização

A 2 Km de Tires, na Estrada Nacional 247.5, o aeródromo encontra-se localizado numa zona de grande qualidade turística na Costa do Estoril, mais propriamente situado na freguesia de São Domingos de Rana, concelho Cascais.[4]

Morada

Aeródromo Municipal de Cascais - Tires

2785-632 S. Domingos de Rana - Portugal

Acessos

A nível de acessos encontra-se muito bem situado com muito bons acessos como a Auto-Estrada (A5) Lisboa-Cascais.[4]

Frequências e ajudas rádio à navegação[editar | editar código-fonte]

O aeródromo dispõe do mais sofisticado equipamento de comunicações, gravação e meteorologia, assim como para assegurar voos (IFR) com segurança, foram criados procedimentos de saída e entrada compatíveis com o as SID'S/STAR'S existentes na zona terminal de Lisboa (TMA), utilizando duas rádio-ajudas à navegação, um NDB tipo locator e um TVOR/DME.[7]

Tabela 3 - Frequências e ajudas rádio à navegação
TWR (VHF) 120.3 MHz, com 15 nm de cobertura. CTR de Cascais até 1500'
TWR (VHF) 119.9 MHz, Secundário
TWR (VHF) 121.5 MHz, Emergência
TWR (UHF) 337.575 MHz, Militar
GND 121.825 MHz
NDB ( CA ) 359KHz—N 38º 43'29 - W 009º 21´12
VOR ( CAS ) 114.3 MHz—N 38º 44'44 - W 009º 21'39 + DME - Elv. 646

Sinalização luminosa[editar | editar código-fonte]

  • Luzes de pista e aproximação
  • Apapis
  • Farol de identificação: CA

Aerogare[editar | editar código-fonte]

Aerogare

Situada na zona oeste do Aeródromo, com amplos parques de estacionamento, a aerogare tem capacidade para 300 passageiros/hora, e dispõe de todas as condições para receber tráfego internacional e comunitário assegurando um serviço confortável e de qualidade nas operações de embarque e desembarque.[3]

Pista[editar | editar código-fonte]

O Aeródromo dispõe de uma pista de 1.700 metros de comprimento por 30 metros de largura, em betão asfáltico (PCN20) que se encontra a 326 pés de altitude. A pista está preparada para receber tráfego até 40 toneladas e dispõe ainda sinalização luminosa, luzes de aproximação e sistema Apapis.[2]

Tabela 4 - LPCS
Localização N 38º 43’ 32" -- W 09º 21’ 19"
Altitude 326'
QFU 17/35
Comprimento 1700m
Largura 30m
Piso Asfalto - PCN20
Tabela 5 - DISTÂNCIAS DECLARADAS
PISTA RWY TORA (M) ASDA (M) TODA (M) LDA (M)
17 1450 1550 1620 1190
35 1290 1550 1290 1190
Tabela 6 - CARACTERÍSTICAS FÍSICAS
DESIGNAÇÃO RUMO VERDADEIRO TRUE BRG PISTA RWY (M) STOPWAY (M) CLEARWAY (M) STRIP (M) RESISTÊNCIA STRENGHT SUPERFÍCIE SURFACE
17 174º 1190 100 170x60 1700x150 PCN 20 FLEXÍVEL ASPH
35 354º 1190 260 --- 1700x150
Tabela 7 - Legenda Tabela 5 e 6
TORA Take-Off Run(way) Available
TODA Take-Off Distance Available
LDA Landing Distance Available
ASDA Accelerate-Stop Distance Available
SWY StopWay
CWY CLearWay
DTHR Display THReshold

Heliporto[editar | editar código-fonte]

Heliporto

O aeródromo dispõe também de um heliporto, onde está disponível 24 horas por dia um helicóptero do INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica).[5] .

Hangares[editar | editar código-fonte]

Hangares

O aeródromo dispõe de 5 placas de estacionamento, Alfa, Bravo, Charlie, Delta e Echo, todas em betão asfáltico que dão acesso aos hangares.[carece de fontes?]

Abastecimento de combustível[editar | editar código-fonte]

O serviço de abastecimento funciona durante as horas de operação do aeródromo.[8]

As empresas que fornecem o Aeródromo são a BP com o serviço AirBP, e a CEPSA com o serviço CEPSA aviação.[carece de fontes?]

Os combustíveis e os lubrificantes utilizados são concebidos especialmente para todos os motores, de pistão ou de turbina, e são reconhecidos, homologados e certificados, por todos os grandes constructores aeronáuticos.[carece de fontes?]

Combustíveis[editar | editar código-fonte]

Os combustíveis utilizados são o AvGas 100LL e o Jet A-1.[8]

AvGas 100LL
  • A gasolina de aviação AvGas é utilizada em aeronaves com motores a pistão e, como todas as gasolinas, é muito volátil e extremamente inflamável a temperaturas de serviço normais;
  • A manipulação deste produto deve ser objecto de grande atenção;
  • Os grades do combustível AvGas são sobretudo definidos pelo seu índice de octanas;
  • Satisfaz as exigências da última versão da norma Britânica DEF SATN 91-90 e da norma ASTM D 910;
  • Corresponde ao grade 100/130, tem baixo teor de chumbo (Low Lead) e é de cor azul.
Jet A-1
  • Utilizado em motores tipo turboreactor, turbopropulsor e mais recentemente nos motores de diesel a pistão;
  • Jet A-1 é o grade de combustível do tipo querosene adequado à maior parte de aeronaves a reactor;
  • É um produto de acordo com uma norma rigorosa adaptada à escala internacional;
  • Satisfaz as exigências da última versão da norma Britânica DEF STAN 91-91, da norma ASTM D1655 e da especificação F-35 da NATO;
  • Satisfaz as exigências da última versão de AFQRJOS (Aviation Fuel Requirements for Jointly Operated Systems) Check List.

Lubrificantes[editar | editar código-fonte]

Os lubrificantes utilizados nas aeronaves são:

  • Aero 80
  • Aero 100
  • Aero 120
  • Aero D 80
  • Aero D 100
  • Aero D 120
  • Aero DM
  • Aerohydraulic 520
  • Aerogear 823
  • Aeroturbine 535
  • Aerogrease 5
  • Aerogrease 10
  • Aerogrease 15

Serviços de socorros e incêndios[editar | editar código-fonte]

Serviço de Socorros e Incêndios

O Serviço de Socorros e Incêndios encontra-se em funcionamento constante durante o período de operação de aeronaves, dispondo dos mais modernos meios de salvamento e de socorro a aeronaves e pessoas. Todo o pessoal ao serviço possui a formação adequada de modo a garantir a segurança de aeronaves, pilotos e passageiros.[9]

O aeródromo é o único em Portugal, a ter um serviço permanente de socorros e incêndios, com equipas de quatro operadores, o que permite responder a qualquer tipo de acidente de imediato. Dispõe também de um helicóptero do INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica) que está disponível 24horas por dia.[5] .


Serviços de handling e facilidades[editar | editar código-fonte]

No aeródromo são efectuados vários serviços de handling por várias empresas.

Alguns dos serviços disponibilizados são:[10]

  • Handling doméstico e internacional
  • Rotações rápidas, paragens técnicas ou para abastecimento de combustível
  • Meteorologia e NOTAM
  • Assistência a passageiros e tripulações
  • Assistência a voos ambulância
  • Lounge para descanso ou reuniões com telefone e internet
  • Serviços de segurança Alfândega e imigração
  • Serviços de bagagem para partidas e chegadas
  • Limpeza de aviões
  • Manutenção de aviões
  • Catering
  • Reservas de hotéis e restaurantes
  • Aluguer de carros e limousines
  • Transporte de tripulações de e para o Hotel
  • Jornais diários
  • Flores
Tabela 8 - Serviços de Handling e Facilidades
Carga Até 9 Toneladas
Fuel/Óleo AvGas 100LL e Jet Fuel, todos os tipos Óleo
Capacidade de Abastecimento Camiões (AR8 Jet)
Hangaragem disponível Lista de espera
Reparação de Aeronaves Sim, a pedido
Oxigénio Sim, a pedido

Facilidades passageiros[editar | editar código-fonte]

Tabela 9 - Facilidades Passageiros
Hotéis Hotéis em Cascais, Estoril e Carcavelos
Restaurantes Restaurante no Aeródromo
Transportes Táxis, Autocarros e Helicópteros
Hospitais Primeiros Socorros; Ambulância; Hospital em Cascais 12 Km (6.5 NM)

Entidades a realizar serviços de handling[editar | editar código-fonte]

São várias as entidades a realizar serviços de handling no aeródromo algumas delas são:[11]


Restaurante e lojas[editar | editar código-fonte]

Restaurante do Aeródromo

Dentro do aeródromo, mas aberto ao público, o restaurante, que hoje se encontra falido, localiza-se junto a torre de controlo, numa zona ajardinada e densamente arborizada.

Para além das especialidades gastronómicas petiscos tradicionais portugueses e bifes acompanhados por diversos e deliciosos molhos, o aeródromo também lhe oferecia a possibilidade de desfrutar de uma magnífica vista sobre a pista e sobre grande parte do aeródromo.

Na esplanada ao ar livre, vai podia-se ver todo o tráfego, com os aviões a descolar e a aterrar a poucos metros.

Existe também a loja do aeródromo onde pode encontrar uma grande variedade de equipamento aeronáutico.

Serviço meteorologia[editar | editar código-fonte]

O serviço de meteorologia do aeródromo é controlado pelo Instituto de Meteorologia I.P., que é a autoridade meteorológica nacional para fins aeronáuticos, que tem como objectivo promover a segurança, regularidade e eficiência das actividades aeronáuticas.

Os principais objectivos do Instituto de Meteorologia são:

  • Coordenar tecnicamente as actividades dos centros meteorológicos para a aeronáutica, assegurando a qualidade dos serviços prestados;
  • Promover e assegurar a execução dos programas de observação meteorológica para a aeronáutica;
  • Coordenar e fiscalizar a observação dos aeroportos e aeródromos nacionais de acordo com as normas nacionais e internacionais;
  • Promover e assegurar a vigilância meteorológica e a elaboração de previsões para a navegação aérea em todo o território nacional, bem como nas regiões de informação de voo de Lisboa e de Santa Maria, através do comprimento dos requisitos aeronáuticos das observações meteorológicas e dos acordos nacionais e internacionais em vigor;
  • Assegurar o controlo de qualidade da informação meteorológica utilizada na protecção à navegação aérea;
  • Estudar e promover a aplicação à aeronáutica dos conhecimentos e técnicas da meteorologia;
  • Estabelecer, actualizar e garantir a normalização e o cumprimento dos procedimentos, especificações e técnicas da meteorologia aeronáutica, em estreita cooperação com as entidades nacionais e internacionais competentes;
  • Desenvolver estudos nos domínios da meteorologia e da climatologia aeronáuticas para satisfação e melhoria dos serviços prestados;
  • Propor a criação e a classificação, no território nacional, de acordo com os regulamentos nacionais e internacionais, de Centros meteorológicos para a aeronáutica, a fixar por portaria conjunta dos Ministros da Ciência e do Ensino Superior e das Obras Públicas, Transportes e Comunicações;
  • Colaborar na formação especializada no domínio da meteorologia e da climatologia aeronáuticas.;

O Instituto de Meteorologia I. P., no âmbito da meteorologia aeronáutica, coopera a nível nacional com o INAC, NAV, ANA, Forças Armadas, companhias aéreas e outros utilizadores particulares, e a nível internacional com a OMM, ICAO, ECMWF, EUROCONTROL e serviços meteorológicos estrangeiros.[12]

Serviço de controlo de tráfego Aéreo[editar | editar código-fonte]

Torre de Controle

O serviço de controlo de tráfego aéreo é prestado por profissionais da NAV que têm como missão prestar os serviços de tráfego aéreo nas Regiões de Informação de Voo (RIV) sob responsabilidade do Estado Português - RIV de Lisboa e RIV de Santa Maria - garantindo o cumprimento da regulamentação nacional e internacional, as melhores condições de segurança, optimizando capacidades e melhorando a eficiência sem descurar preocupações ambientais.

Os principais objectivos são:

  • Optimização dos padrões de segurança do tráfego aéreo;
  • Resposta adequada à procura do tráfego;
  • Melhoria da relação custo/eficácia;
  • Evolução para a excelência, no âmbito da gestão da qualidade,
  • Afirmação da influência de Portugal no Atlântico Norte.

Operadores[editar | editar código-fonte]

  • Aerobática
  • Aero Club de Portugal
  • Aerocondor
  • Aeromec
  • Aeropiloto
  • Aero técnica
  • Aero Vip
  • Aero Vip pilot shop
  • Air Jet Sul Aviation
  • Air Nimbus Turismo Aéreo
  • Aportar
  • Aviometa
  • AWA - Aeronautical Web Academy
  • CEGISA
  • EAA - Escola de aviação aerocondor
  • ERFOTO
  • HBAviação lda.
  • Heli Portugal
  • Heli Sul Soc. de Meios Aéreos, Lda
  • Hersal
  • HTA Helicopteros
  • LEÁVIA - escola de aviação civil S.A
  • Municipia S.A
  • Netjets
  • Omni - Aviação e Tecnologia
  • Groundforce
  • Pelicano - Aviação ultraligeira
  • PTS
  • SafePort Executive
  • Simulador
  • Vinair

Referências

  1. Location Indicators by State. ICAO. Página visitada em 12 de Novembro de 2010.
  2. a b c Pista. Aeródromo Municipal de Cascais. Página visitada em 12 de Novembro de 2010.
  3. a b Aerogare. Aeródromo Municipal de Cascais. Página visitada em 12 de Novembro de 2010.
  4. a b c O Aeródromo. Aeródromo Municipal de Cascais. Página visitada em 12 de Novembro de 2010.
  5. a b c d Ribeiro, Mafalda (Abril de 2009). Investimento de sete milhões de euros no Aeródromo de Tires. Correio de Cascais. Página visitada em 12 de Novembro de 2010.
  6. Aeródromo Municipal. Junta de Freguesia de São Domingos de Rana. Página visitada em 12 de Novembro de 2010.
  7. Radioajudas. Aeródromo Municipal de Cascais. Página visitada em 12 de Novembro de 2010.
  8. a b Combustíveis. Aeródromo Municipal de Cascais. Página visitada em 12 de Novembro de 2010.
  9. Bombeiros. Aeródromo Municipal de Cascais. Página visitada em 12 de Novembro de 2010.
  10. Serviços disponibilizados. Safeport. Página visitada em 12 de Novembro de 2010.
  11. Serviços de Handling e Facilidades. Aeródromo Municipal de Cascais. Página visitada em 12 de Novembro de 2010.
  12. Meteorologia Aeronáutica. Instituto de Meteorologia I. P.. Página visitada em 12 de Novembro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um aeroporto, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Ícone de esboço Este artigo sobre Portugal é um esboço relacionado ao Projeto Portugal. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.