Aeroporto de Campina Grande

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aeroporto Presidente João Suassuna
Aeroporto Presidente João Suassuna - Campina Grande.jpg
IATA: CPV - ICAO: SBKG
Tipo Público
Administração Infraero
Serve Campina Grande
Localização Não disponível
Inauguração 1963


Altitude 500 m (1 640 ft)
Movimento em 2013 Aumento 143.766 Passageiros
Aumento 257.139 t de Carga
Aumento 3.702 Aeronaves
Capacidade anual 250.000 Passageiros
Website oficial Página oficial
Pistas
Cabeceiras Comprimento Superfície
15 / 33 1 600 m (5 249 ft) Asfalto

O Aeroporto Presidente João Suassuna (IATA: CPVICAO: SBKG), localiza-se na cidade de Campina Grande, no estado da Paraíba.

Distante 06 (seis) quilômetros do centro da cidade, seu acesso se dá através da Avenida Assis Chateaubriand. Está situado no Distrito Industrial de Campina Grande, em uma área a 500 metros de altitude.

Atende a Região Metropolitana de Campina Grande e outros municípios polarizados pelo compartimento da Borborema, totalizando uma população de mais de 1 milhão de habitantes. Opera diariamente voos regionais e nacionais. É também utilizado pela ESAC - Escola Superior de Aviação Civil, com sede em Campina Grande, para voos de instrução de seus docentes, e eventualmente por aeronaves da Força Aérea Brasileira em exercícios de treinamento.

Em uma área de 2.500 m², o atual terminal de passageiros dispõe de dois pavimentos com saguão, salas de embarque e desembarque, sala vip, seis balcões de check-in, lanchonete, lojas, agência de turismo, locadora de veículos, serviço de proteção de bagagens, serviço de táxi e estacionamento para 180 veículos.

O Aeroporto Presidente João Suassuna, tem se consolidado como importante pólo no desenvolvimento econômico de Campina Grande, que recebeu o título de "Tech City", destaque no desenvolvimento de tecnologia no mundo. Além de ser uma das principais portas de entrada para turistas que visitam a cidade no mês de Junho para "O Maior São João do Mundo", como é conhecida a festa de São João de Campina Grande.

História[editar | editar código-fonte]

Versos de Ariano Suassuna, em painel exposto no aeroporto.
Boeing 737-800 (PR-GGZ), da Gol.

O Aeroporto Presidente João Suassuna, tem suas raízes históricas antes mesmo da sua criação. Na década de 1940, era o único campo de pouso da região, e já recebia voos comerciais da LAP - Linhas Aéreas Paulistas e do Lóide Aéreo Nacional.

No dia 02 de Agosto de 1960, o Aeroporto Presidente João Suassuna foi criado pela Lei Nº 3.795, e inaugurado em 1963. Foi homologado para o tráfego aéreo público em 24 de Abril 1964 pela Portaria nº 88 do antigo DAC – Departamento de Aviação Civil, visando a cobertura de toda região agreste e central da Paraiba. A denominação do aeroporto é uma homenagem ao ex-governador do Estado da Paraíba, João Suassuna. Nessa época, o governador de Estado era chamado de Presidente, daí a denominação Aeroporto Presidente João Suassuna.


A primeira aeronave a jato a utilizar o João Suassuna foi um Boeing 737-200 Super-Advanced da Varig, em 1975. O fato marcou o início da aviação a jato na Paraíba.


Em 04 de Novembro de 1980, o Aeroporto Presidente João Suassuna, passou a fazer parte da rede de aeroportos administrados pela Infraero, que realizou diversos investimentos no aeroporto. Em 1984 o terminal de passageiros passou por reforma, aumentando sua capacidade de atendimento para 80.000 passageiros por ano.


Na década de 1990 foram feitas melhorias no aeroporto, como a reconstrução e reforço complementar da pista e pátio, incluindo modernização do sistema de balizamento noturno e construção da via de acesso a Seção Contra-Incêndio, inaugurados em 1995, e novas melhorias que foram implantandos no terminal de passageiros em 1998.


No dia 30 de Outubro 2003, o João Suassuna foi reinaugurado. O aeroporto foi ampliado e totalmente reformado, adotando uma padronagem moderna, de acordo com os aeroportos administrados pela Infraero, como por exemplo, o novo modelo de sinalização, que segue um padrão universal, sendo o João Suassuna o primeiro aeroporto do Brasil a adotá-lo. O terminal de passageiros, passou a ter capacidade para 250 mil passageiros por ano. Foram instalados painéis que retratam bem o gosto pela arte do povo campinense. O painel principal é de autoria do escritor Ariano Suassuna, e possui um texto poético em homenagem ao seu pai, João Suassuna.


Em 2010 a Infraero realizou investimentos que melhoraram a qualidade dos serviços oferecidos. Foram instalados novos balcões de check-in, novo sistema de monitoramento de câmeras, e adequação no quesito acessibilidade. Além disso, houve também a aquisição de novos equipamentos para a área de Auxílio a Navegação Aérea – setor que disponibiliza informações a pilotos de aeronaves sobre as condições meteorológicas e auxilia na elaboração de planos de voos.


No primeiro semestre de 2011, foram feitos investimentos na Seção Contra Incêndio (SCI) do João Suassuna, que recebeu novos equipamentos, adequando a SCI a categoria 6. Em dezembro de 2011, a Gol passou a operar com o Boeing 737-800, com capacidade para 183 passageiros. Foram confirmadas para o ano seguinte, a construção do Posto de Abastecimento de Aeronaves - PAA, com um investimento de aproximadamente R$ 500 mil, proporcionando uma maior operacionalidade das aeronaves que utilizam o aeroporto, além da construção de mais um hangar, com 500 m² de área coberta, que abrigará as aeronaves da ESAC - Escola Superior de Aviação Civil, com sede em Campina Grande, que utilizam o aeroporto para voos de instrução.


Em 2012 foi confirmado a instalação do ILS, equipamento de auxílio a pousos e decolagens em condições climáticas adversas, e em Outubro a instalação do equipamento foi iniciada com previsão de entrar em operação em Abril de 2013. Foi confirmado e licitado também pela Infraero o contrato que visa a adequação do projeto de recuperação da pista de pouso e decolagem 15/33, pista de táxi alfa e dos sistema de drenagem superficial, elaboração dos projetos para nivelamento do balizamento luminoso, pavimentação de trecho de acesso à garagem de viaturas, sinalização horizontal das pistas e pátios e de recuperação do pavimento de concreto do pátio da SCI e via de ligação entre os pátios e resselagem do pátio de manobras de aeronaves, sendo as obras iniciadas em Novembro.


Em 2013 foram concluídas as obras de instalação do ILS, foram retomadas as obras do Posto de Abastecimento de Aeronaves - PAA, bem como deram início as obras de reforma e recuperação da pista de pouso e decolagem, pátio de aeronaves e vias de acesso. Foi anunciado também a instalação do sistema batizado de “Elo”, que trata-se de um corredor fechado e climatizado que levará o passageiro da sala de embarque até o avião, nos aeroportos que não têm embarque pelo segundo piso. Esse foi um ano histórico também para o aeroporto, na quantidade de passageiros que embarcaram e desembarcaram no João Suassuna, se consolidando de vez como principal porta de entrada no interior da Paraíba, que passou a operar emfim com uma segunda companhia aérea.


Nos mais de 50 anos de existência o Aeroporto Presidente João Suassuna recebeu voos da ATA Brasil, que em 2001 voava para o interior nordestino. As rotas foram canceladas no ano seguinte, quando a empresa passou a atuar somente com carga aérea. A BRA, operou entre os anos de 2004 e 2007, fazendo voos charters, cancelados devido a falência da empresa. A Flex operou em 2008 voos por meio de acordo com a Gol, onde a empresa cedia aeronave e tripulação. A Nordeste realizou voos na década de 1990 para algumas capitais nordestinas. Posteriormente passou a operar com a marca Varig até o ano de 2005. A Oceanair (atual Avianca Brasil), inaugurou em 2003 alguns destinos no Nordeste, que foram cancelados ainda no mesmo ano. Em 2005, a empresa voltou a operar no aeroporto, e novamente cancelou o voo. A Varig foi a empresa que operou por mais tempo em Campina Grande, tendo realizado seu primeiro voo em 1970. A Passaredo chegou a solicitar a autorização para voos na cidade no ano de 2012, mas estes não chegaram a ser realizados.


Atualmente, duas companhias operam no aeroporto com três operações diárias. A Gol Linhas Aéreas com dois voos e a Azul Linhas Aéreas com um voo.

Curiosidades:

  • Na época da "Ditadura", todos os presidentes, com exceção de Castelo Branco, visitaram a cidade através do aeroporto. Também muitos ministros passaram pelo aeroporto, como Mário Andreazza, Jarbas Passarinho, etc.
  • O CAV Pizza, restaurante que existia no antigo terminal de passageiros teve seu tempo áureo nas décadas de 1970 e 1980, quando funcionava até altas horas da noite, inclusive como boate, frequentado pela alta sociedade paraibana da época.
  • Nas décadas de 1980 e 1990 o aeroporto era utilizado como ponto de apoio de um grupo de paraquedistas, até acidentes fatais ocorreram nas cercanias, sendo um deles um médico da região, que faleceu no local. Outro, em manobra acrobática girou e caiu sobre o próprio paraquedas se chocando severamente contra o solo próximo das obras da construção da "Alça Sudoeste", foi transportado para o hospital, mas não resistiu.
  • Nesta mesma época o aeroporto sediava uma das bases do projeto de MODART, (Modificação Artificial do Tempo). Este projeto teve início com a instrumentação de uma aeronave C-47 (PT- FAG) para medidas em nuvens no Polígono das Secas e após período de aquisição de dados correspondente, foi instrumentada para nucleação artificial com o intuito de provocar e medir a precipitação. A operação na Paraíba e em específico em Campina Grande se deu por influência do ex-governador Burity, que comprou e equipou com recursos do Estado uma aeronave Bandeirantes para o projeto.
  • Diversas apresentações do Esquadrão de Demonstração Aérea da FAB (Esquadrilha da Fumaça) aconteceram na cidade, utilizando o aeroporto como base.
  • Operações de treinamento da FAB também são frequentes, entre elas a guerra simulada, denominada “Cruzeiro do Sul V - Cruzex no ano de 2010.

Acidentes Aéreos:

  • No dia 07 de Outubro de 1948, um Douglas DC-3, prefixo PP-LPB, da LAP, caiu sobre uma residência na Rua Irineu Joffily no centro de Campina Grande. O acidente não teve vítimas fatais.
  • No dia 05 de Setembro de 1958, a aeronave Curtiss C-46 Commando, prefixo PP-LDX do Lóide Aéreo caiu durante a aproximação para pouso na cidade. Dois tripulantes e onze passageiros morreram.
  • Em 1979, durante seu segundo mandato, o governador Tarcísio de Miranda Burity também sofreu um acidente. O avião que o transportava de Campina Grande para João Pessoa caiu imediatamente após decolar do Aeroporto aeronáutico devido a condições meteorológicas.
  • Na década de 1990, um ultraleve artesanal ao operar no aeroporto se chocou sem gravidade contra as caixas de luzes do Sistema Visual Abreviado Indicador de Rampa de Aproximação (AVASIS), adiando a homologação deste equipamento.

Incidentes Aéreos:

  • Em 2006, uma aeronave da GOL Linhas Aéreas ao tentar decolar saiu da pista, parando próximo ao muro do aeroporto.
  • Diversos relatos de colisões com aves, principalmente no período em que o antigo lixão de Campina Grande estava ativo.

Ligações Aéreas[editar | editar código-fonte]

Companhias Aéreas[editar | editar código-fonte]

Brasil Leme AZU. Azul Linhas Aéreas

Brasil Leme GLO. Gol Linhas Aéreas

Destinos Domésticos[editar | editar código-fonte]

Companhia Destino (s) Aeronave (s)
Leme AZU. Azul Linhas Aéreas Belo Horizonte-Confins, Campinas, João Pessoa, Petrolina Embraer 190, Embraer 195
Leme GLO. Gol Linhas Aéreas João Pessoa, Rio de Janeiro-Galeão, Salvador, São Paulo-Guarulhos Boeing 737-700, Boeing 737-800

Tabela de Voos[editar | editar código-fonte]

Chegadas
Nº Voo Companhia Horário Origem Escala (s) Frequência Aeronave
Leme GLOG3 1170 Gol 01:10h São Paulo-Guarulhos Salvador Seg/Qui/Sex/Sáb Boeing 737-800
Leme AZU.AD 2728 Azul 12:35 h Campinas --- Diário Embraer 195
Leme AZU.AD 2908 Azul 14:50 h Belo Horizonte-Confins --- Diário Embraer 190
Leme GLOG3 1546 Gol 16:35 h Rio de Janeiro-Galeão --- Dom a Sex Boeing 737-800
Leme GLOG3 2164 Gol 16:40 h Rio de Janeiro-Galeão --- Sáb Boeing 737-700
Leme GLOG3 1966 Gol 17:00 h Rio de Janeiro-Galeão Salvador Diário Boeing 737-800
Partidas
Nº Voo Companhia Horário Destino Escala (s) Frequência Aeronave
Leme GLOG3 1759 Gol 04:45h São Paulo-Guarulhos Salvador Seg/Qui/Sex/Sáb Boeing 737-800
Leme AZU.AD 2728 Azul 13:05 h Campinas João Pessoa Diário Embraer 195
Leme AZU.AD 2908 Azul 15:20 h Belo Horizonte-Confins Petrolina Diário Embraer 190
Leme GLOG3 1546 Gol 17:05 h Rio de Janeiro-Galeão João Pessoa Dom a Sex Boeing 737-800
Leme GLOG3 2164 Gol 17:10 h Rio de Janeiro-Galeão João Pessoa Sáb Boeing 737-700
Leme GLOG3 1705 Gol 17:30 h Rio de Janeiro-Galeão Salvador Diário Boeing 737-800
  • O voo G3 1546 iniciará em 01 de Novembro de 2014 e o voo G3 2164 em 06 de Dezembro de 2014.
  • O voo AD 2728 iniciará em 20 de Outubro de 2014.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Movimento de Passageiros
Ano Passageiros Carga Aérea Aeronaves
2002 40.919 641.039 t 3.870
2003 26.901 573.386 t 2.950
2004 40.939 608.672 t 2.810
2005 44.147 547.341 t 2.642
2006 69.628 490.357 t 3.057
2007 66.690 608.567 t 2.821
2008 66.293 572.066 t 2.823
2009 82.240 632.491 t 3.246
2010 114.258 646.714 t 3.891
2011 104.744 630.761 t 3.345
2012 127.609 133.484 t 3.171
2013 143.766 257.139 t 3.702
Ago 2014 119.963 155.901 t 2.404

Fonte: Infraero

Maiores rotas domésticas saindo de Campina Grande 2012
Rank Cidade Passageiros
Bandeira do estado de São Paulo.svg São Paulo-Guarulhos, São Paulo 48.709
Bandeira do estado do Rio de Janeiro.svg Rio de Janeiro-Galeão, Rio de Janeiro 41.149
Bandeira de Pernambuco.svg Recife, Pernambuco 22.653
Bandeira de Minas Gerais.svg Belo Horizonte-Confins, Minas Gerais 11.601
São Paulo Campinas, São Paulo 3.497

Fonte: ANAC - Anuário do Transporte Aéreo 2012.

Serviços[editar | editar código-fonte]

Facilidades[editar | editar código-fonte]

Alimentação
Agencia de Viagens e Turismo
  • DeltaTOUR Viagens e Turismo
Caixas Eletrônicos
Estabelecimentos Comerciais
  • Comadre Sebastiana Artesanato
  • ESAC - Escola Superior de Aviação Civil
  • Ponto CG Conveniência
Locadora de Veículos
Sala Vip
  • Mondeo Tour

Órgãos Públicos[editar | editar código-fonte]

Complexo Aeroportuário[editar | editar código-fonte]

Siglas IATA/ICAO
  • CPV/SBKG
Sítio Aeroportuário
  • Área: 821.782,31 m²
Pátio das Aeronaves
  • Área: 11.200 m²
Estacionamento de Aeronaves
  • Nº de Posições: 10 posições
Pista
  • Dimensões: 1.600 x 42 m
Terminal de Passageiros
  • Capacidade/Ano: 250.000 Passageiros
  • Área: 2.500 m²
  • Balcões de Check-in: 08 Balcões de Check-in
Estacionamento de Veículos
  • Capacidade: 203 vagas

Endereço[editar | editar código-fonte]

Av. Uberaba s/nº
Bairro Velame
Campina Grande - PB
CEP: 58418-410
PABX: (83) 3332-9023
FAX: (83) 3332-9027
Distância do centro da cidade: 06 km

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]