Aeroporto de Sinop

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aeroporto de Sinop
Aeroporto Sinop.jpg
IATA: OPS - ICAO: SWSI
Tipo Público
Administração Prefeitura de Sinop
Serve Sinop
Localização Não disponível
Inauguração 30 de Dezembro de 2008


Altitude 372,5 m (1 222 ft)
Movimento em 2013 170.000
Capacidade anual Não disponível
Website oficial Não disponível
Pistas
Cabeceiras Comprimento Superfície
3/21 1 630 m (5 348 ft) Asfalto

O Aeroporto Municipal Presidente João Figueiredo possui uma pista com mil seiscentos e trinta metros de comprimento por trinta de largura, e está localizado à 13,4 km do centro da cidade. Conta com balizamento noturno desde maio de 2008. Sua pista foi pavimentada em 1984, quando recebeu o avião presidencial Boeing 737-200 FAB VC 96 com o então presidente João Figueiredo. Atualmente, as maiores aeronaves que operam no aeroporto são os Jatos Embraer 190 (para 100 passageiros) e o Embraer 195 (para 118 passageiros) da Azul Linhas Aéreas, além do turboélice ATR 72 da Passaredo Linhas Aéreas, com a capacidade de 70 assentos. O aeródromo deve passar por uma grande ampliação, que contemplará a construção de um novo terminal de passageiros, uma torre de controle; novo posto de abastecimento, ampliação do pátio e da pista de pousos e decolagens, que passará de 30m para 45m de largura e de 1630m para 2500m de comprimento neste primeiro momento, criação de um terminal de cargas, instalação dos equipamentos de auxílio à navegação para que possa funcionar por instrumentos, além de melhorias no setor de combate a incêndios, que já possui dois caminhões, e um terceiro, modelo AP2 deve chegar em breve, fruto de doação do Centro de Lançamento de Alcântara. O projeto integrará o Programa de Investimento em Logística de Aeroportos lançado pelo governo Federal em 2013 e as obras devem começar no segundo semestre de 2014.

Destinos[editar | editar código-fonte]

Destinos Domésticos[editar | editar código-fonte]

Companhias Destinos
Brasil Asta Linhas Aéreas Cuiabá,Alta Floresta, Juara, Juina, Confresa.

Aeronave utilizada: Cessna 208.

Brasil Passaredo Linhas Aéreas Cuiabá, Brasília.

Aeronave utilizada: ATR 72.

Brasil Azul Linhas Aéreas Cuiabá.

Aeronave utilizada: Embraer 190/ Embraer 195.

Características[editar | editar código-fonte]

  • Operação: VFR diurno e noturno.
  • Nível 6 de combate a incêndios.
  • Latitude: 11º53'06 S
  • Longitude: 55º35'10 W
  • Elevação: 374 m (1227 ft)
  • Piso: A

Resistência: 30/F/C/X/T

  • Sinalização: S
  • Pista com balizamento noturno

L14 - Luzes ao longo das laterais da pista; L15 - Luzes de pista de táxi indicando sua trajetória;

  • L21 – Farol rotativo de aeródromo;L26 – Indicador de direção de vento iluminado
  • Companhias aéreas: Azul, Passaredo, Asta.
  • Distância do centro da cidade: 13,4 km.
  • Pista: 1630 x 30 m
  • Contato: Estrada Glória, s/n - Sinop -
  • Fone: Plantão Balizamento Noturno: (66) 9994-8556
  • Fone : Azul Linhas Aéreas: (66) 3532-5172
  • Fone: Passaredo Linhas Aéreas: ( 66) 8436-0403
  • Fone Fixo Aeroporto : (66) 3531-1915/(66) 3531-3426
  • Distância Aérea: Cuiabá 420 km; Brasília 925 km; São Paulo 1601 km; Porto Alegre 2066 km.

Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Sinop[editar | editar código-fonte]

  • Nas dependências do aeroporto funciona um radar do SIVAM responsável pelo monitoramento do espaço aéreo da região. Os dados são enviados via satélite para o CINDACTA IV em Manaus.
  • Histórico

O DTCEA-SI (Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de SINOP) foi criado pela Portaria 728/GC3, de 11/11/99, com a designação de DPVDT 45 (Destacamento de Proteção ao Vôo e Detecção 45). Posteriormente teve sua designação alterada pela Portaria 183/GC3, de 27/02/03, para DTCEA-SI. O Destacamento é uma Unidade de Vigilância e tem como objetivo assessorar o Quarto Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle do Tráfego Aéreo – CINDACTA IV de Manaus no controle e defesa do espaço aéreo da Amazônia, especificamente na sua área de abrangência. Em 28 de agosto de 2003, o Radar Transportável TPS-B34 foi homologado e efetivado operacionalmente, bem como os equipamentos de comunicações na faixa de VHF e UHF. Em 2012 o radar TPS-B34 foi substituído por um radar fixo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]