Agapornis personatus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAgapornis personatus
Agapornis personata.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Psittaciformes
Família: Psittacidae
Género: Agapornis
Espécie: A. personata
Nome binomial
Agapornis personata
(Reichenow, 1887)

Agapornis personatus (por vezes grafado Agapornis personata) é uma das nove espécies de Agapornis, pequenas aves da família dos louros (Psittacidae). A espécie é nativa do nordeste da Tanzânia e amplamente criada sob cativeiro como mascote.

Nomes[editar | editar código-fonte]

O nome genérico vem das palavras gregas agape, amor, e ornis, ave, ou “ave-do-amor. Em inglês, estas aves são conhcidas por lovebirds, que tem o mesmo significdo, enquanto que em espanhol e francês, se usam termos equivalentes a “inseparáveis”, aludindo ao seu hábito de formarem par para toda a vida. Esta espécie, em particular, é denominada mascarada por causa da sua coloração, em que os olhos parecem os de uma máscara.

Características[editar | editar código-fonte]

O “inseparável mascarado” é um dos Agapornis mais pequenos, com um tamanho médio entre 12,5 e 15 cm. A sua principal característica é a cor negra ou "marrom" quase negro da cabeça, com cada olho rodeado de um anel branco, que o faz parecer estar mascarado. O bico é vermelho brilhante. O dorso é de um verde mais escuro que o ventre e nas asas tem plumas de voo negras. Tem o peito amarelo, que se continua no pescoço, incluindo a nuca. Machos e fêmeas têm idêntica aparência externa, mas os jovens têm cores mais pálidas.[1]

Mutante azul

A mutação azul foi descrita originalmente em aves selvagens, na década de 1920, mas já foram desrcritas outras mutações, em termos de cor, resultantes de seleção em avicultura.[1] .

Alimentação[editar | editar código-fonte]

Estes piriquitos exigem uma dieta variada, principalmente de sementes, fruta ou vegetais frescos. Não convem dar-lhes nada salgado, nem contendo cafeína ou chocolate. O abacate e algumas outras frutas dessa família são venenos para os papagaios em geral[2] .

Reprodução[editar | editar código-fonte]

No seu ambiente natural, os inseparáveis fazem normalmente o ninho num buraco de uma árvore, que forram com folhas e outros elementos vegetais. A postura consiste em quatro ou cinco ovos brancos, que a fêmea incuba por cerca de 20 dias, sendo alimentada pelo macho.[3]

Referências

  1. a b Le Breton, Kenny. Lovebirds...getting started. USA: T.F.H. Publications. 94–96 pp. ISBN 0866224114. (em inglês)
  2. BirdLife.org — Agapornis personata (em inglês)
  3. Alderton, David. The ultimate encyclopedia of caged and aviary birds. London, England: Hermes House, 2003. p. 218. ISBN 184309164X.

Link externo[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Agapornis personatus