Agaricus xanthodermus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaAgaricus xanthodermus
Agaricus xanthodermus section.jpg

Classificação científica
Reino: Fungi
Filo: Basidiomycota
Classe: Agaricomycetes
Ordem: Agaricales
Família: Agaricaceae
Género: Agaricus
Espécie: A. xanthodermus
Nome binomial
Agaricus xanthodermus
Genev.

Agaricus xanthodermus, vulgarmente conhecido como Agárico-amarelado é um cogumelo do género Agaricus que exibe uma forte coloração amarela na sua base quando é cortado. É venenoso quando ingerido por maior parte das pessoas, causando desregulações a nível gastrointestinal, mas é comido por outros sem qualquer efeito nefasto.


Taxonomia[editar | editar código-fonte]

O cogumelo agárico-amarelado foi oficialmente descrito pela primeira vez em 1876, e a palavra xanthodermus deriva da palavra grega cujo significado é "pele-amarelada". A forma A. xanthoderma também é muitas vezes usada na comunidade científica para se referir a este cogumelo, e na verdade é essa a palavra mais correta em termos linguistas. [1] [2]

Morfologia[editar | editar código-fonte]

O píleo tem geralmente entre 6 a 10 cm de diâmetro, embora haja exemplares que atingem os 15 cm. Embora quando jovens possam apresentar (raramente) uma forma quadrada, é inicialmente convexo e vai-se achatando com a idade. É esbranquiçado por fora e pode ter vários tons de castanho por dentro. É seco e suave mas pode-se tornar escamoso com a idade. As lamelas vão progredindo do cor-de-rosa até ao castanho. Microscopicamente, podemos referir o facto de existirem na lamela grande grupos de cistídios. A principal característica própria dos A.xanthodermus é uma cor amarela intensa que surge imediatamente quando se corta a base do caule, que depois desvanece para tons de castanho. Muitas outras espécies de Agaricus, como A. augustus, A. arvensis e A. silvicola, espécies comestíveis, também emitem uma cor amarelada quando são cortados, mas a reacção é muito menos intensa.

O agárico-amarelado tem um cheiro característico bastante desagradável, e é mais forte na base do caule. Na cozinha o cheiro é torna-se tão notável que chega a dissuadir as pessoas de comê-lo.

Distribuição geográfica e Habitat[editar | editar código-fonte]

Este cogumelo é muito comum e amplamente distribuída na América do Norte , Europa , Ásia Ocidental, incluindo leste da Anatólia e Irão, Norte de África, e sul de África . Foi introduzido na Austrália . Podemos encontrá-los em bosques, jardins e sebes no Outono. É uma espécie saprotrófica. [3] [4]

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Meinhard Moser; Geoffrey Kibby. Keys to agarics and boleti: Polyporales, Boletales, Agaricales, Russulales. [S.l.: s.n.], 1983. 535 pp.
  2. Courtecuisse; Duhem. Guide des champignons de France et d'Europe. [S.l.]: Delachaux&Niestle, 1994. 476 pp.
  3. http://journals.tubitak.gov.tr/botany/issues/bot-04-28-1-2/bot-28-1-2-23-0207-2.pdf
  4. Asef Shayan, M.R. (2010) (in Persian). قارچهای سمی ایران (Qarch-ha-ye Sammi-ye Iran) [Poisonous mushrooms of Iran]. Iran shenasi. p. 214
  • Collins Gem Guide: Mushrooms and Toadstools, Stefan Buckzacki (1982).