Agente bacteriostático

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Um agente bacteriostático é um antibiótico. É um produtos farmacêutico que tem como princípio terapêutico impedir a proliferação dos microrganismos.

Detem a multiplicação de bactérias (fissão binária), seu aumento em número, mas não as matam, permitindo, num organismo, ao sistema imunológico a tarefa de eliminar a infecção. Antibióticos bacteriostáticos limitam o cresciento de bactérias por interferirem com a produção de proteína, a replicação do DNA ou outros aspectos do metabolismo celular bacteriano. Os agentes bacteriostáticos são frequentemente inibidores de síntese proteica e atuam por ligação aos ribossomas.

Um exemplo de aplicação dos bacteriostáticos é nos desodorantes.

Deve-se observar que são diferentes dos bactericidas, que matam as bactérias mas não destroem as células mortas, ocorre a morte das células mas não há a lise celular. Os bacteriolíticos são antibióticos que eliminam as bactérias, provocando a destruição da parede bacteriana, há a indução da morte celular por lise celular, levando visivelmente, em laboratório, à diminuição da turbidez de uma cultura bacteriana e do número de células viáveis. Bacteriolíticos inibem a síntese da parede celular em bactérias, um exemplo é a penicilina.