Agnes Obel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Agnes Obel
Agnes Obel
Agnes Obel em Bruxelas, 2010
Informação geral
Nome completo Agnes Caroline Thaarup Obel
Nascimento 1981[1]
Origem Copenhague, Dinamarca
País  Dinamarca
Gênero(s) Folk, clássica, Jazz, R&B
Instrumento(s) voz, piano
Período em atividade 2009 – presente
Gravadora(s) PIAS Recordings (2010)
Página oficial http://www.agnesobel.com

Agnes Caroline Thaarup Obel (1981, Copenhague) é uma música, cantora e compositora dinamarquesa. Seu primeiro álbum, Philharmonics, foi lançado pela PIAS Recordings em 4 de outubro de 2010 na Dinamarca, Noruega, Alemanha e outros países europeus.[2] Desde fevereiro de 2011, Philharmonics é certificado ouro.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Agnes Obel nasceu em 1981. Vivendo em Copenhague, e oriunda de uma família de músicos, Agnes Obel aprendeu a tocar piano muito cedo. A sua mãe costumava tocar Bartók e Chopin no piano.[4] Durante sua infância, Agnes Obel encontrou inspiração na obra de Jan Johansson. As canções de Johansson, melodias folk europeias elaboradas num estilo de jazz, influenciaram muito a jovem música.[5]

Frequentou o colégio no Det frie Gymnasium[6] e o curso superior na Universidade de Roskilde.[1]

Aos sete anos, Agnes Obel tocou numa pequena banda, onde habitualmente cantava e tocava baixo. O grupo apresentou-se num festival, e gravou alguns títulos.[7]

Mais tarde, com a ajuda do músico e produtor dinamarquês, Elton Theander, Obel fundou a banda Sohio, em Copenhague. Após dois anos de colaboração, Obel debutou como cantora solo, com o seu primeiro álbum, Philharmonics (2010).

Agnes Obel, compõe, toca, canta, grava e produz todas as suas obras.

Ela é influenciada por artistas tais como, Roy Orbison, Joni Mitchell, PJ Harvey e também pelos compositores franceses Claude Debussy, Maurice Ravel e Éric Satie.[4]

Agnes Obel, vive atualmente em Berlim [2] .

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Brask Rasmussen, Anita. "Jeg er ikke et ord-menneske", 26 de dezembro de 2010. Página visitada em 4 de janeiro de 2011.
  2. a b Schlosser, Rune. "Agnes Obel – Ny melodisk klaverpop", 4 de outubro de 2010. Página visitada em 14 de outubro de 2010.
  3. Guld og platin 2010 (em danish) IFPI Denmark (21 de dezembro de 2010). Página visitada em 21 de janeiro de 2011.
  4. a b Cassavetti, Hugo. "Rencontre avec Agnes Obel", 3 de fevereiro de 2011.
  5. Moreau, Florence. "Agnes Obel", 30 de janeiro 2011. Página visitada em 25 de fevereiro de 2011.
  6. Borg, Carina. "Portræt af Agnes Obel", 29 de dezembro. Página visitada em 4 de janeiro de 2011.
  7. Davet, Stephane. "La grace mélancolique secrète d'Agnes Obel", 10 de fevereiro de 2011. Página visitada em 28 de fevereiro de 2011.