Agronegócio no Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cultivo de alho com técnica de irrigação

O agronegócio representa em torno de um terço do PIB brasileiro, razão pela qual é considerado o setor mais importante da economia nacional.[1]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

O IBGE divulgou dados referentes a 2004, os quais mostram o peso do setor na economia brasileira[2] :

  • foi responsável por 37% dos empregos;
  • importou o equivalente a R$ 4,8 bilhões, e exportou R$ 39 bilhões;
  • dentro do saldo total do comércio exterior brasileiro (de R$ 36,6 bilhões), o saldo dos negócios agrícolas corresponde a 93% (ou R$ 34 bilhões). O restante da economia nacional responde por apenas 7% (R$ 2,6 bilhões);
  • nos anos de 2000 a 2005, o saldo das exportações do setor cresceu 159%, média de 21% ao ano.

segundo o Ministério da Agricultura, nos últimos anos, poucos países tiveram um crescimento tão expressivo no comércio internacional do agronegócio quanto o Brasil. Em dez anos as exportações do setor saltaram de US$ 15,94 bilhões (1993), com um superávit de US$ 11,7 bilhões, para aproximadamente o dobro. O faturamento com as vendas externas de produtos agropecuários também dobraram no saldo comercial, levando a Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (Unctad) a prever que o Brasil será em breve o maior produtor mundial de alimentos.[3]

Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]