Ahmed el Outassi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ahmed el Outassi.

Abû al-`Abbâs Ahmad ben Muhammad[1] ou Ahmed el-outassi, Ahmed el-Wattássi, ou Mulei Hamete, rei de Fez ( ? - Marraquexe ?, 1549 ?). Sucede a seu pai Mulei Mafamede o português, em 1526 como Sultão oatácida embora seu tio Abû Hasûn `Alî (Abu al-Hasan Abu Hasun Ali ben Muhammad) tente ao princípio de lhe negar o trono.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ahmed chega ao trono de Fez, com um golpe de estado organizado por Mulei Abrahem, alcaide de Xexuão, afastando do poder o sucessor natural Abû Hassûn `Alî (Mulei Bohaçum), irmão do rei defunto.[2] Mas os xerifes saadianos estão em plena expansão, e Ahmed é forçado a reconhecer a soberania deles sobre Marraquexe . Em nome do islão, estes últimos combatem sem concessão os cristãos instalados nas costas ( Ceuta, Arzila, Tânger, Mazagão (Marrocos), Safi, etc. ). Por isso são vistos pelas populações como os defensores do islão, e quando Abu al-Abbas Ahmed, em 1537, marcha contra eles, tem que recuar, sob a pressão religiosa.

Por sua parte os Saadianos obtêm algumas vitórias sobre os hispânicos : sobretudo recuperam a Fortaleza de Santa Cruz do Cabo de Gué ( Agadir ) e a partir daí o rei de Portugal, D. João III decide de abandonar Safi e Azamor nesse mesmo ano, o que reforça o prestígio dos Xerifes aos olhos dos muçulmanos.

Sayda el-Horra[editar | editar código-fonte]

Em 1541 Ahmed casa-se com Sayda el Hora alcaidesa de Tetuão. Esse casamento foi certamente político, porque el-Horra era filha de Barraxe, antigo alcaide de Xexuão, irmã do muito influente novo alcaide de Xexuão, criador de reis, Mulei Abrahem (falecido em 1539), e mulher do falecido Almendarim : todos estes, durante anos foram os principais inimigos dos portugueses instalados em Marrocos. El Horra continuou a residir em Tetuão, sendo afastada do poder o ano seguinte.

De 1545 a 1547, feito prisioneiro pelos Saadianos, o sultão é libertado contra o abandono de Mequinez. O seu filho[3] Mohammed al-Qâsrî reina em seu nome, durante esse período (mas é Abû Hassûn `Alî, o tio de Ahmed, que exerce a regência, Mohammed al-Qâsrî sendo muito novo).

Recupera então seu poder até 1549, ano em que os Saadianos (Mohammed ech-Cheikh) tomam Fez (29 ou 31 de Janeiro de 1549). "O soberano deposto foi removido em Março seguinte para Marrocos (Marraquexe) com suas mulheres e parentes, e os bens dele foram distribuídos pelos alcaides de Marrocos (Marraquexe) e Suz; e as filhas de el-rei tomou o Xerife para si e para seus dois filhos[4] ". "Quanto ao rei de Beles (Abû Hassûn `Alî, ou "Boaçum", tio de Ahmed), consegui sair secretamente da cidade, fugiu para Beles e daí foi refugiar-se em Málaga".

Os Saadianos reunificam o Marrocos.

Em 1554 Abû Hassûn `Alî, o tio de Ahmed, tenta de recuperar o poder, mas morre numa batalha contra Mohammed ech-Cheikh.

Fontes[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

  1. árabe: abū al-`abbās aḥmad ben muḥammad,أبو العباس أحمد بن محمد,
  2. "Neste tempo morreo o belicoso e guerreiro rei de Féz, Mulei Mafamade, e, tendo seu filho, Mulei Hamete (Ahmed el Outassi), muito homem e pera ser rei, leixou o reino a Mulei Bohaçum, seu irmão, por erdarem os irmãos o que foi de seu pai, porem a seu filho, Mulei Hamete, deixou por huzir (o mesmo que alguazil, alvazil, etc, isto é ministro de estado) e erdeiro, que por morte do irmão tornase o reino a ele, o que foi causa de muitas disenções e deferenças e causa da morte d'el-rei Mulei Bohaçum."(Anais de Arzila, crónica inédita do século XVI, por Bernardo Rodrigues II p. 28)
  3. Mohammed al-Qâsrî (Nasir ad-Din al-Qasri Muhammad ben Ahmad) é o irmão de Abû al-`Abbâs Ahmed segundo Les dynasties musulmanes / Afrique du Nord, Wattasides, filho do mesmo segundo (em árabe) ar Les Wattassides / Banû al-Wattas onde tem a filiação Mohammed ben Ahmed
  4. História de Arzila de David Lopes, p. 410-411


Precedido por
Abû Hassûn `Alî
Icone-Islam.svg
Rei de Marrocos

1526 - 1545
Sucedido por
Mohammed al-Qâsrî
Precedido por
Mohammed al-Qâsrî
Icone-Islam.svg
Rei de Marrocos

1547 - 1549
Sucedido por
Mohammed ech-Cheikh ( Saadiano )
Precedido por
Abû Hassûn `Alî
Sultão oatácida
1526 - 1545
Sucedido por
Mohammed al-Qâsrî
Precedido por
Mohammed al-Qâsrî
Sultão oatácida
1547 - 1549
Sucedido por
(Último)