Ai no Kusabi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Dezembro de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Ai no Kusabi (間の楔, Ai no Kusabi?) é um romance escrito por Rieko Yoshihara. Originalmente publicada na revista yaoi, Shousetsu June, entre dezembro de 1986 e outubro de 1987. A história é futurista e ambientada em um mundo onde os homens são divididos em várias classes sociais baseadas na sua cor de cabelo.

Iason Mink, um loiro de alta classe, vai até Riki, um Mongrel de cabelo preto, e o torna seu "Mascote". A medida que Riki entende os perigos que Iason encara ele passa a desenvolver sentimentos em relação ao seu mestre. Focado no amor entre Iason e Riki, Ai no Kusabi também explora temas como exclusão social e sistema de castas.

O romance foi parcialmente adaptado em dois episódios OVA por Anime International Company, com o primeiro episódio lançado em agosto de 1992 e o segundo em maio do 1994.[1] Em novembro de 1993, um audio drama intitulado "Erogenous Dark" foi lançado focando um período da história não explorado no romance original. O OVA atualmente não é licenciado fora do Japão.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A história de Ai no Kusabi se localiza no mundo de Amoi, regido por um computador chamado Júpiter. Júpiter tem instalado uma série de estritas regras sociais para a sociedade. Entre outras coisas, o status social é determinado pela cor de cabelo (sendo loiro o mais alto e preto ou castanho escuro o mais baixo). Os Loiros, geneticamente modificados por Júpiter, ocupam a cidade capital de Tanagura. Contrariando a crença popular, o sistema de castas pela cor de cabelo é aplicada somente aos trabalhadores em Tanagura e não na cidade de Ceres. A verdadeira separação é entre aqueles geneticamente criados em laboratório (aqueles em Tanagura) e "mongrels" formados da maneira natural (aqueles em Ceres). Entretanto foi escrito no romance que Tanagura manipulou até mesmo os nascimentos "naturais" de Ceres, que sua população não cresceu por restringir o número de nascimentos de mulheres.

Iason Mink, o presidente do sindicato de Júpiter, está visitando Midas e cruza com um mongrel, Riki the Dark um líder de gangue, sendo atacado assim que tenta roubar um carro. Ele salva Rikim quem, em troca, oferece pagar de volta a dívida com seu próprio corpo. Após Riki dar seu próprio corpo por uma noite Iason decide tornar Riki um "mascote", um escravo sexual, e marca Riki (NE. para saber onde verifique a versão em original em inglês).

Debaixo das restrições de Júpiter, os Loiros são estéreis e proibidos de ter atividade sexual. Os "mascote" são puramente para propósitos voyeuristas.

Dois anos depois, Riki ainda é posse de Iason, causando vários rumores. Tanto Riki ser considerado muito velho para ser um mascote (maioria dos mascotes são jovens adolescentes), como seu status monglel, fazem as ações de Iason serem questionadas; principalmente considerando que mascotes profissionalmente treinados são de fácil aquisição. Além do mais, a maioria dos mascotes são descartados após um ano. Iason se apaixona por Riki, e quebra as leis de Júpiter por ter relações com ele.

Iason permite Riki voltar para Ceres por um ano, retirando a marca e o libertando. Riki é bem recebido em sua antiga gangue, Bison, e eles retornam a vida normal. Passado um ano Iason se certifica que Riki retorne. Usando Killie (um dos membros da Bison que se juntou à Black Market) para dar um trabalho a gangue Bison. Então Iason arma uma armadilha para que a gangue de Riki acabe presa pela polícia de Midas. A pedido de Iason, Riki é solto mais cedo, na mesma noite Iason reivindica Riki como seu mascote na condição de fazer de Guy (parceiro de Riki) também um mascote. Bison é libertada com apenas uma pequena punição, pela confusão. Depois de libertado Guy confessa a Riki seu desejo de novamente se tornarem parceiros (namorados). E é quando Riki revela seu segredo de ter sido o mascote de Iason por três anos e como essa ligação permitiu Bison ser libertada da ilesa da cadeia e ele tinha prometido voltar a seu mestre. Enfurecido, porque o uma vez orgulhoso e independente Riki foi um mascote e está voltando a ser um, Guy bate em Riki, grita com ele e o deixa para nunca mais voltar.

Atração emocional é desenvolvida entre Riki e Iason quando Riki descobre do perigo que Iason está se colocando, para poder ter Riki. Isto é enfatizado quando, pensando nisso, Riki vê um "mascote" de alto nível apanhando enquanto o próprio Riki é continuamente protegido e até mesmo ganha uma parcela de liberdade com Iason.

O antigo amante de Riki, Guy, decide libertar Riki das garras de Iason e o sequestra, levando-o até as ruínas de Dana Bahn (o local da revolução que garantiu a liberdade de Ceres de Tanagura e Midas). Ele tenta remover o anel de mascote de Riki, mas só pode fazê-lo castrando Riki. Tendo retirado Riki de Dana Bahn, Guy contacta Iason e diz a ele para encontrá-lo para receber de volta "algo importante a ele". Enquanto isso, Riki contacta Katz (Líder no mercado negro e antigo mascote de Iason) para ir encontrar com ele. Ele e Riki então viajam para Dana Bahn, não sabendo que Guy está planejando encontrar com Iason lá e queele colocou explosivos em Dana Bahn.

Iason encontra Guy, experando encontrar Riki, uma vez que o rastreador do anel indica que Riki está presente. Quando Guy lhe entrega a caixa contendo o anel de Riki, Iason percebe então que Riki foi castrado, e fica enfurecido; ele destrói o braço de Guy, mas este consegue ativar os explosivos.

Neste momento, Iason ouve a voz de Riki. Abrindo a porta, Iason abraça RIki até que uma explosão os separa, permitindo que Riki veja o ferido Guy. Riki insiste que Iasondeve salvar Guy; Então, Riki, Iason e Guy começam a sair de Dana Bahn. Entretanto, uma explosão causa a queda do teto. Iason deixa Guy cair, e volta para salvar Riki, que estava atrás dele. Quando Iason vê a porta elevadiça fechando, ele joga Riki no espaço que sobrou, enquanto se forçava para deslizar embaixo da porta fechando. Iason perde ambas as pernas por fazer isso. Percebendo que ele não conseguira sair do prédio sem suas pernas, Iason ordena que Riki o deixe para trás. Riki retorna para a superfície com Guy.

Sentado sozinho entre o colapso de fogo de Dana Bahn, Iason vê subitamente Riki retonrando a ele. Riki, tendo entendido que Iason salvar Guy iria com certeza comprometer sua própria vida, decide que ele não pode deixar Iason para morrer sozinho. Riki oferece a Iason um "Dark Moon" (um cigarro envenenado) e eles dividem um último e profundo beijo enquanto Dana Bahn explode. No momento da morte de Iason, Júpiter emite um som: "um gemido quase humano".

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • Riki ("Riki The Dark") - Um mongrel de cabelo preto, líder da guangue Bison da cidade de Ceres.
  • Iason Mink - Um Loiro, presidente do Sindicato e o favorito de Júpiter. Reivindicou Riki como seu mascote.
  • Guy Um parceiro de Riki e membro da Bison.
  • Katze - Um antigo mascote de Iason, Está envolvido no black market. É um gênio de computador. Certa vez quase descobriu o que é chamado de 'Segredo de Tanagura', sendo pego no ato por Iason e descobre uma cicatriz na bochecha que ele mantém escondida com os cabelos pela maior parte do tempo.
  • Júpiter - A inteligência artificial que rege Amoi e coloca suas crianças andróides Loiras no topo da sociedade.
  • Raoul Am - Um Loiro e o segundo no comando de Tanagura. Amigo de Iason Mink e a voz da razão.
  • Mimea - Mascote feminino de Raoul Am. Ela desenvolve interesse pelas maneira incomuns de Riki, apaixonando-se por ele. Para Riki ela é um pouquinho mais do que uma maneira de testar os sentimentos de Iason.
  • Kirie - Uma vez o membro mais jovem da Bison. Ele é fisgado por acordos lucrativos por Katze como parte do esquema de Iason para trazer de volta Riki.
  • Enif - Um mascote de alta classe que costumava desdenhar de Riki, mas depois de descartado é usado como trabalhador barato em contraste com o tratamento benevolente recebido por Riki, que curte sua liberdade.


Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo ou secção, expandindo-o(a). Mais informações podem ser encontradas na página de discussão. Considere também a possibilidade de traduzir o texto das interwikis.

Produção[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo ou secção, expandindo-o(a). Mais informações podem ser encontradas na página de discussão. Considere também a possibilidade de traduzir o texto das interwikis.

Mídia[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo ou secção, expandindo-o(a). Mais informações podem ser encontradas na página de discussão. Considere também a possibilidade de traduzir o texto das interwikis.

Referências

  1. Ai no Kusabi. AIC. Página visitada em 1 de fevereiro de 2008.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]