Aki Kaurismäki

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Aki Kaurismaki)
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde junho de 2010)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Aki Kaurismäki, 2012

Aki Olavi Kaurismäki (Loudspeaker.svg? pronúncia) (Orimattila, Finlândia, 4 de abril de 1957) é um roteirista, produtor e cineasta finlandês.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Aki Kaurismäki começou sua carreira como co-diretor nos filmes de seu irmão mais velho, Mika Kaurismäki. Sua estréia como diretor independênte foi em Crime and Punishment (1983), a famosa história criminal de Dostoiévski passada na Helsínquia dos dias atuais. Ganhou notabilidade internacional com seu filme Leningrad Cowboyes Go America. Seu estilo sofre influências de diretores como Jean-Pierre Melville e Robert Bresson, contando com atuações moderadas e um conto de história cinematográfico simples para transmitir sua mensagem. Os críticos também vêem uma influência de Rainer Werner Fassbinder mas Kaurismäki disse que ele de alguma forma nunca teve interesse em ver qualquer filme de Fassbinder até os últimos anos. Seus filmes tem um lado humorístico subestimado que também pode ser visto em filmes de Jim Jarmusch que tem um participação especial no filme Leningrad Cowboys Go America. Jarmusch também usou atores de Kaurismäki em seu filme Night on Earth, uma parte da qual se passa em Helsínquia, na Finlândia. Muito de seu trabalho é centrado em sua cidade nativa de Helsínquia, particularmente Calamary Union que é amplamente filmado na vizinhança operária de Kallio e a trilogia que compreende Shadows in Paradise, Ariel e The Match Factory Girl. Sua visão de Helsínquia é, nota-se, crítica em singularmente não-romântica. Sem dúvida, os personagens geralmente falam sobre como eles desejam deixar Helsínquia: alguns terminam na América do Sul (Ariel), outros na Estônia (Kalamari Union e Take Care of Your Scarf tatjana). As filmagens se passam na década de 80, mesmo nos filmes mais recentes.

Prêmios e protestos[editar | editar código-fonte]

Em matéria de prêmios, o filme mais bem sucedido de Kaurismäki foi The Man Without a Past. Foi vencedor do Grand Prix no Festival de Cannes em 2002 e foi nominado para o Óscar como Melho Filme de Língua Estrangeira em 2003. Entretanto, Kaurismaki recusou estar presente na cerimônia, registrando que ele particularmente não se sentia com espírito para festas em uma nação em atual estado de guerra. Lights in the Dusk, o filme seguinte de Kaurismäki, foi escolhido para ser a nominação finlandesa na categoria Melhor Filme em Língua Estrangeira. Kaurismäki novamente decidiu boicotar o prêmio e recusou a indicação como protesto contra a política exterior do Presidente dos Estados Unidos, George W. Bush.

Trivia[editar | editar código-fonte]

É frequentemente mencionado como a seqüência de abertura de The Match Factory Girl sustenta uma evidente similariedade cin a seqüencia de abertura de Twin Peaks de David Lynch: um close up de um largo tronco sendo cortado e esvaziado em uma fábrica - embora no caso de Lynch seja em uma serraria e no filme de Kaurismäki em uma fábrica de fósforos. O filme de Kaurismäki foi feito ao mesmo tempo que a série de TV de Lynch (1990), então as aparências são meras coincidências. Entretanto, é interessante compará-las: a visão neorealista sem música de Kaurismaki contra a visão romantica com música surreal syntetizadora para cordas de Lynch.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Filmes de Ficção[editar | editar código-fonte]

Documentários[editar | editar código-fonte]

Curta-metragens[editar | editar código-fonte]

  • Rocky VI (1986)(8 min)
  • Through the Wire (1987)(6 min)
  • Rich Little Bitch (1987)(6 min)
  • L.A. Woman (1987)(5 min)
  • Those Were The Days (1991)(5 min)
  • These Boots (1992)(5 min)
  • Välittäjä (1996?)
  • Dogs Have No Hell (2002)(episódio de 10 minutos no filme colaborativo Ten Minutes Older - The Trumpet)

Referências[editar | editar código-fonte]

  • (em inglês) Roger Connah K/K: A Couple of Finns and Some Donald Ducks: Cinema and Society. VAPK Pub., Helsinki, 1991 (Uma extraoridnária colocação dos filmes de Aki e Mika Kaurismäki dentro da sociedade finlandesa. Brilhante e erudito)

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]