Al-Diriyah

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Distrito de At-Turaif em ad-Dir'iyah *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Diriyahpic.jpg
Palácio Saad ibn Saud
País Arábia Saudita
Tipo Cultural
Critérios iv, v, vi
Referência 1329
Região** Ásia e Oceania
Coordenadas 24° 44' 2.88" N 46° 34' 20.88" E
Histórico de inscrição
Inscrição 2010  (34ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

Al-Diriyah (em árabe: الدرعية; também chamada Ad-Dir'iyah, Ad-Dar'iyah ou Dir'aiyah) é uma cidade da Arábia Saudita, localizada nos limites noroeste da capital árabe, Riyadh. Diriyah foi o lar original da Família Real Saudita e serviu como capital da Primeira dianastia Saudita, de 1744 a 1818. Hoje, a cidade é local do Governo de Diriyah, que também inclui as vilas de Uyayna, Jubayla, e Al-Ammariyyah, entre outras, e faz parte da Província de Ar Riyad.

Localização[editar | editar código-fonte]

As ruínas da cidade velha de Diriyah jazem do outro lado do estreito vale conhecido como Wadi Hanifa, que continua ao sul através de Riyadh e além. Consistindo quase inteiramente de estruturas de tijolos de barro, as ruínas são divididas em três distritos, Ghussaibah, Al-Mulaybeed, e Turaif, localizados no topo das colinas. Das três Turaif é a mais alta e sua parte traseira é facilmente acessível aos turistas. Parte das muralhas da cidade, também feita de tijolos de barro, ainda possuem as mesmas torres de observação.

A cidade moderna foi construída numa menor altitude, aos pés da colina, onde Turaif localiza-se. Ao Norte da cidade, dentro do vale, existem vários jardins, palmeirais e algumas fazendas. Uma represa chamada de Al-Ilb localiza-se mais ao norte.

Planos de renovação e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Entre as estruturas reconstruídas estão a Casa de Banhos, a Qasr Nasr, o Palácio Saad bin Saud, o Burj Faysal (uma torre de observação), grandes partes da muralha ao redor de Turaif e partes das muralhas externa, bem como algumas torres de observação ao redor do wadi. Fora do distrito de Turaif, no lado oposto da wadi Hanifa, a região da mesquita do Xeque Mohammad bin Abdulwahab foi remodelada completamente, restando somente algumas estruturas originais do complexo.

A Mesquita renovada de Muhammad ibn Abd al-Wahhab na Velha Diriyah.

O Plano de Desenvolvimento do Distrito de Turaif" objetiva que o distrito volte a ser um grande centro turístico, cultural e nacional.[1] Antes de se tornar um moderno museu a céu aberto, há a necessidade de muita pesquisa a fim de que sítios arqueológicos não sejam destruídos durante as reformas. Esse locais são:

  • Mesquita Al-Imam Mohammad bin Saud e o Palácio Salwa.
  • Palácios Ibraheem Ibn Saud e Fahad Ibn Saud.
  • Palácios Farhan Ibn Saud, Torki Ibn Saud e Qoo'a Al-Sharia'a

Uma vez terminados, haverá novos visitantes tanto no centro quanto no centro de documentação. Quatro novos museus estão planejados para o distrito:[1]

  • Museu da guerra e defesa
  • Museu dos cavalos
  • Museu da vida social
  • Museu do comércio e finanças

Além do mais, um mercado tradicional du Turief será abrigado no museu.

Principais locais[editar | editar código-fonte]

As estruturas históricas da cidade velha incluem:

  • Palácio Salwa: Foi a primeira residência da Família Al Saud e dos imams durante o Primeiro Estado Saudita. É considerado o maior palácio da região. É composto de cinco partes principais construídas em períodos de tempo diferentes. Provavelmente foi terminado por Saud ibn Abdul Aziz ibn Muhammad ibn Saud, que foi imam de 1803 a 1814.
  • A Casa de Anfitriões e Casa de Banhos de At-Turaif[2] : uma construção tradicional que consiste de pequenas quadras com salas ao redor. A Casa de Banhos é famosa por seu estilo arquitetônico diferente e mostra como a construção se tornou à prova d´água com o uso de diferentes gessos. Ambas recebem água de um poço no wadi.
  • Mesquita Imam Mohammad bin Saud Mosque: uma mesquita construída durante o reinado do Imam Mohammad bin Saud. O Xeque Mohammad bin Abdulwahab costumava lecionar sobre o Islã nesta mesquita. [3] Tornou-se centro de educação religiosa. Estudantes costumavam viajar para a mesquita de várias partes da Península Arábica.
  • Parque Mosim: campo de futebol na área de Nakheel. É o estádio do time Mosim FC, apelidado de Orgulho de Dir'iyah. O Parque Mosim foi construído em 2007, após sua mudança do centro de Riyadh.

O design da cidade pode ser facilmente estudado no Museu Nacional da Arábia Saudita, com o auxílio de um modelo em escala da cidade.

UNESCO[editar | editar código-fonte]

O Distrito de At-Turaif foi inscrito como Patrimônio Mundial por "testemunhar o nascimento do estilo arquitetônico Nadji, que é específico do centro da Península Árabe"[4]

Referências

  1. a b "Turief District Development – Renovating the Local Arabic Architecture" in "Open Ends for the Local Architecture – Contemporary Practices in Saudi Architecture" by Mashary A. ALNaim and Tariq M. Abd El Fattah em Albenaa Magazine, issue 208, Fevereiro de 2008 (Safar 1429) ISSN 1319-206 X
  2. Al-Turaif Bath House and the Guest Palace, KSA-Deputy Ministry of Antiquities and Museums, 2000, ISBN 9960-19-438-8
  3. Rodolfo C. Estimo, Jr. Diriyah: A glimpse into bygone era. Arab News: Wednesday, January 30, 2013. Vol. XXXVIII, no. 59.
  4. At-Turaif District. UNESCO World Heritage Centre - World Heritage List (whc.unesco.org). Em inglês ; em francês. Páginas visitadas em 10/11/2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Al-Diriyah