Alacid Nunes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alacid Nunes
Prefeito Belém‎‎ Belém
Mandato 1964-1965
Governador Pará Pará
Mandato 1966-1971
Antecessor(a) Jarbas Passarinho
Sucessor(a) Fernando Guilhon
Governador Pará Pará
Mandato 1979-1983
Antecessor(a) Clóvis Rego
Sucessor(a) Jader Barbalho
Deputado federal Pará Pará
Mandato 1975-1979, 1991-1995
Vida
Nascimento 25 de novembro de 1924 (89 anos)
Belém
Dados pessoais
Alma mater Universidade Federal do Pará
Cônjuge Marilda Nunes
Partido UDN, ARENA, PDS, PFL
Profissão militar, economista

Alacid da Silva Nunes (Belém, 25 de novembro de 1924) foi um militar e político brasileiro que governou o estado do Pará por duas vezes.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Francisco da Silva Nunes e Maria da Silva Nunes. Ao optar pela carreira militar seguiu para o Rio de Janeiro e frequentou a Escola Militar do Realengo, a Academia Militar das Agulhas Negras, a Escola de Educação Física do Exército e a Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais. Nesse interregno presidiu a Comissão de Concorrência da Diretoria-Geral do Material Bélico do Exército. Ajudante de Ordens do General Cordeiro de Farias (1953-1955) e comandante da Zona Militar Norte em Recife (1960), foi Secretário de Segurança e chefe de polícia do Território Federal do Amapá (1961) até que retornou a Belém onde graduou-se em Economia pela Universidade Federal do Pará. Em sua cidade natal foi presidente da Comissão de Abastecimento Regional do Pará e do Círculo Militar de Belém. Entre 1961 e 1964 foi chefe da 28ª Circunscrição de Recrutamento e delegado do Comando Militar da Amazônia e da VIII Região Militar como presidente da Comissão de Abastecimento Regional. Por ocasião do 31 de março de 1964 comandava o quartel-general da VIII Região Militar e nessa condição chefiou uma miríade de inquéritos policiais-militares para investigar os adversários do novo regime.

Alinhado aos objetivos do Regime Militar de 1964 foi alçado à condição de protagonista político quando o governador Aurélio do Carmo foi deposto e em seu lugar assumiu Jarbas Passarinho, que na condição de novo ocupante do Palácio dos Despachos, o nomeou prefeito de Belém em 1964,[1] entretanto Alacid Nunes renunciou ao cargo a tempo de concorrer às eleições de 1965 quando foi eleito governador do Pará pela UDN e assim encerrou o predomínio do PSD na política estadual na última refrega antes do ciclo dos governadores biônicos.[2] Tanto Jarbas Passarinho quanto Alacid Nunes ingressaram na ARENA após o bipartidarismo sendo que o primeiro foi eleito senador em 1966, mas a convivência pacífica dos primeiros anos logo foi substituída por uma cisão interna que legou a cada um metade da máquina partidária e somente com a intervenção de Brasília os líderes recalcitrantes conseguiam dividir o mesmo espaço político. Encerrado o seu primeiro mandato de governador foi a Capanema onde dirigiu a Fábrica de Cimento do Brasil S/A (1971-1974). Em 1974 foi eleito deputado federal e Jarbas Passarinho foi reeleito senador. Por decisão do presidente Ernesto Geisel em 1978 o governo do estado foi de novo entregue a Alacid Nunes, sendo que com a reforma partidária ele e Passarinho ingressaram no PDS.

A volta de Alacid Nunes ao poder tornou irremediável o rompimento entre as correntes partidárias e nesse ínterim Jarbas Passarinho logo recebeu o apoio do presidente João Figueiredo[3] ao passo que os alacidistas apoiaram a candidatura do deputado federal Jader Barbalho, que mesmo sendo do PMDB foi eleito governador do Pará em 1982 ao derrotar o empresário Oziel Carneiro, do PDS.

Com a Nova República Alacid Nunes filiou-se ao PFL e foi membro do conselho de administração da Companhia Vale do Rio Doce durante o governo José Sarney (1985-1990) afastando-se de Jader Barbalho quando este firmou uma coligação com Jarbas Passarinho com vistas às eleições de 1986. Foi eleito deputado federal em 1990 e seu filho, Hildegardo Nunes, foi eleito vice-governador do Pará em 1998 no pleito que reelegeu o governador Almir Gabriel

-Notas e referências

  1. Isto É, 13 de outubro de 1982
  2. Eleito em 3 de outubro de 1965 com 163.527 votos ou cerca de 70% da preferência do eleitorado ante uma disputa com Zacarias Assunção
  3. Veja, 25 de fevereiro de 1981

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Jarbas Passarinho
Governador do Pará
19661971
Sucedido por
Fernando Guilhon
Precedido por
Clóvis Rego
Governador do Pará
19791983
Sucedido por
Jader Barbalho