Alagoinha do Piauí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Alagoinha do Piauí
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 9 de abril
Fundação 9 de abril de 1986
Gentílico alagoinhense
Prefeito(a) Pedro Otacílio de Sousa Moura (PSB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Alagoinha do Piauí
Localização de Alagoinha do Piauí no Piauí
Alagoinha do Piauí está localizado em: Brasil
Alagoinha do Piauí
Localização de Alagoinha do Piauí no Brasil
07° 00' 28" S 40° 56' 20" O07° 00' 28" S 40° 56' 20" O
Unidade federativa  Piauí
Mesorregião Sudeste Piauiense IBGE/2008[1]
Microrregião Pio IX IBGE/2008[1]
Distância até a capital 379 km
Características geográficas
Área 448,101 km² [2]
População 7 349 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 16,4 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,576 baixo PNUD/2000[4]
PIB R$ 23 255,904 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 035,23 IBGE/2008[5]
Página oficial

Alagoinha do Piauí é um município brasileiro do estado do Piauí. Localiza-se na microrregião de Pio IX, mesorregião do Sudeste Piauiense. O município tem 6.496 (estimativa) habitantes (2003). Foi criado em 1986.

Localização[editar | editar código-fonte]

Noroeste: Monsenhor Hipólito e Pio IX Norte: Pio IX Nordeste: Pio IX
Oeste: Monsenhor Hipólito Reinel compass rose.svg Leste: Pio IX
Sudoeste: Monsenhor Hipólito e Campo Grande do Piauí Sul: São Julião e Vila Nova do Piauí Sudeste: São Julião

História[editar | editar código-fonte]

Alagoinha data do Século XVIII, quando o português João Raimundo chega da Bahia e se instala em Areia Branca. Depois sucessivas famílias foram chegando do Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte e foram habitando a região. As famílias que ergueram o município e lhe deram origem foram: Brito, Fialho, Lima e Dias de Medeiros. Outrora povoado do município de Pio IX, foi emancipada por força da Lei Estadual 4.042 promulgada em 9 de abril de 1986 pelo governador Hugo Napoleão.

Aspectos políticos[editar | editar código-fonte]

Sendo Alagoinha povoado de Pio IX e havendo crescido sua população lideranças se organizam em busca de sua emancipação política. Caetano Abel de Carvalho, outrora delegado do povoado e vereador por Pio IX, juntamente com a família Alencar e líderes políticos de Pio IX em união com o deputado estadual Ildefonso Dias somam forças para a emancipação de Alagoinha. Já idoso Caetano Abel de Carvalho cede sua vaga de vereador para seu filho Salomão Caetano de Carvalho que é eleito vereador (PDS) por Pio IX em 1982. Daí então o então vereador se engaja na luta pela emancipação política daquele povoado que em 1986 se torna município e mediante plebiscito foi escolhido o nome de Alagoinha do Piauí posto que a oposição a Salomão Caetano sugeriu um novo nome para o município (Marianópolis). Em 15 de novembro de 1986 foram realizadas as eleições municipais com a vitória de Salomão Caetano de Carvalho (PDS) e de seu vice Pedro José Neto (PDS). No pleito foram derrotados dois candidatos do PFL (devido a figura da sublegenda, mais de um nome podia ser apresentado): José Enéas de Sousa e Adão das Chagas Brito. Contando com o apoio do PMDB, a coligação elegeu cinco dos sete vereadores sendo que os governantes foram empossados em 31 de dezembro. Em 1988 Braz José Neto é eleito sucessor de Salomão Caetano de Carvalho com cerca de 80% dos votos válidos e o PDS elege todos os vereadores e os suplentes para o quatriênio seguinte. Nas eleições de 1992 Salomão Caetano de Carvalho é eleito novamente prefeito de Alagoinha do Piauí para o terceiro mandato de sua coligação, porém veio a falecer no começo de sua administração e assume o cargo o vice-prefeito Valdemar Jonas da Rocha. Nas eleições de 1996 o município elegeu o primeiro prefeito petista no estado, o médico Manoel do Nascimento Rocha, que é derrotado por Braz Neto nas eleições municipais de 2000. Em 2004 Braz Neto é reeleito numa disputa com Francisco João de Carvalho (PDT). No último ano de sua gestão (2008) o prefeito Braz José Neto foi substituído pelo vice-prefeito João Deolindo de Carvalho. Nas eleições de 2008 o PT volta ao poder ao eleger o médico Clodoaldo de Moura Rocha. No dia 02 de agosto de 2011 o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí cassou o mandato de Clodoaldo de Moura Rocha e seu vice-prefeito Francisco João de Carvalho. Assumiu interinamente a prefeitura, a presidente da Câmara Municipal, vereadora Esteva Alves (PP), que administrou Alagoinha do Piauí até a realização de uma eleição suplementar ocorrido no dia 06 de novembro de 2011, onde o médico Pedro Otacílio de Sousa Moura (PSB)venceu o candidato petista Jorismar José da Rocha. O novo prefeito assumiu o cargo no dia 11 de novembro de 2011. Poucos meses depois, Pedro Otacílio de Sousa Moura (PSB)e Jorismar José da Rocha (PT) se unem para as eleições municipais de outubro de 2012.

Prefeitos eleitos[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Piauí é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.