Alain Vigneault

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vigneault em 2009.

Alain Vigneault (Cidade de Quebec, 14 de maio de 1961) é um treinador profissional canadense que atualmente dirige o New York Rangers da National Hockey League (NHL). Ele foi anteriormente um defensor por seis temporadas, dividindo-se entre a NHL, Central Hockey League e American Hockey League (AHL). Ele também treinou o Montreal Canadiens, além de ter treinado a Quebec Major Junior Hockey League. Ele ganhou o Prêmio Jack Adams como melhor treinador da NHL da Temporada 2006-07 da NHL. Seu histórico de jogos da NHL incluiu 42 partidas em duas temporadas, 1981-82 e 1982-83, pelo St. Louis Blues.

Carreira como treinador[editar | editar código-fonte]

Vigneault começou sua carreira como treinador aos 25 anos em 1986–87, apenas uma temporada após sua aposentadoria como jogador. Ele começou na Quebec Major Junior Hockey League (QMJHL), treinando por uma temporada o Trois-Rivières Draveurs e cinco pelo Hull Olympiques – coincidentemente, os mesmos dois times pelos quais ele jogou em sua carreira júnior. Ele treinou o Olympiques para o seu melhor desempenho em temporada regular QMJHL em 1987–88, com desempenho de 43-23-4.

Na temporada 1992-93, Vigneault teve sua primeira parada na NHL como técnico assistente da franquia de expansão Ottawa Senators. Todavia, após três temporadas seguidas na última posição, ele retornou à QMJHL no meio da temporada 1995-96 para treinar o Beauport Harfangs.

Uma temporada e meia depois, Vigneault teve uma nova chance da NHL, sua primeira como treinador da liga, com o Montreal Canadiens. Ele foi bem em suas primeiras temporadas com a franquia histórica, e em 2000, foi nomeado para o Prêmio Jack Adams as como treinador do ano, já que quase chegou aos playoffs mesmo com jogadores-chave lesionados. Ironicamente, na temporada após sua nomeação, Montreal começou mal e ele foi demitido.

Após uma terceira passagem na QMJHL, treinando por duas temporadas o Prince Edward Island Rocket, Vigneault foi contratado pela organização do Vancouver Canucks para treinar o afiliado de liga menor, o Manitoba Moose. Após uma temporada de sucesso em Manitoba, na qual o Moose ganhou 100 pontos e atingiu a segunda rodada dos playoffs, ele foi escolhido para substituir Marc Crawford como treinador do Canucks na temporada 2006-07.

Em sua primeira temporada como treinador do Canucks, estabeleceu um recorde de vitórias da franquia em uma temporada, com 49, apagando a campanha de 46 vitórias de Pat Quinn em 1992–93. Vigneault também levou o Canuycks ao título da Divisão Noroeste antes de ser eliminado na Segunda Rodada dos Playoffs para o Anaheim Ducks. Com isso, ele recebeu sua segunda nomeação para o Prêmio Jack Adams e derrotou Lindy Ruff do Buffalo Sabres e Michel Therrien do Pittsburgh Penguins em uma votação em 14 de junho de 2007 para treinador do ano. Na temporada seguinte, todavia, o Canucks não se classificou para os playoffs e o administrador geral Dave Nonis foi demitido. Após o sucessor de Nonis, Mike Gillis, ter sido trazido, foi especulado se o Canucks manteria ou não Vigneault.[1] [2] Após vários encontros com Gillis, Vigneault assinou um contrato de um ano para ficar no Vancouver para a temporada 2009-10. Todavia, os treinadores assistentes de Vigneault, Barry Smith e Mike Kelly, heranças do staff de Crawfor, foram demitidos.[3]

Com a saída do capitão Markus Naslund ao fim da temporada 2008, Vigneault escolheu de forma controversa Roberto Luongo como novo capitão do time, apesar das regras da NHL de proibir goleiros de serem capitães. Luongo tornou-se o primeiro goleiro a se tornar capitão de um time da NHL em 60 anos.[4] Com nova administração e liderança, Vigneault e o Canucks retornaram aos playoffs e ganharam seu segundo título da Divisão Noroeste em três anos. Eles foram derrotados mais uma vez na Segunda Rodada, desta vez para o Chicago Blackhawks.

Perto de entrar no último ano de contrato em 2009–10, Vigneault assinou um contrato de três anos em setembro de 2009.[5]

Desde 2013, é treinador do New York Rangers.

Prêmios e conquistas[editar | editar código-fonte]

Fora do gelo[editar | editar código-fonte]

Vigneault live em Gatineau (Hull), Quebec durante a inter-temporada. Ele é divorciado com duas filhas, Andreane, que estuda na Universidade Laval, e Janie Vigneault, que vive com sua mãe em Trois-Rivières, Quebec. Ele vive em Vancouver durante a temporada. Ele pode ser encontrado ocasionalmente em dias de jogos correndo no Stanley Park. Ele é conhecido na imprensa de Vancouver pelo seu senso de humor. Seu apelido é "A.V".

Desempenho do Treinador[editar | editar código-fonte]

Time Ano Temporada Regular Playoffs
J V D E OTL Pts Final Resultado
MTL 1997–98 82 37 32 13 87 4º na Nordeste Perdeu na segunda rodada (BUF)
MTL 1998–99 82 32 39 11 75 5º na Nordeste Não atingiu os playoffs
MTL 1999–2000 82 35 34 9 4 83 4º na Nordeste Não atingiu os playoffs
MTL 2000–01 20 5 13 2 0 12 5º na Nordeste (demitido)
VAN 2006–07 82 49 26 7 105 1º na Noroeste Perdeu na segunda rodada (ANA)
VAN 2007–08 82 39 33 10 88 5º na Noroeste Não atingiu os playoffs
VAN 2008–09 82 45 27 10 100 1º na Noroeste Perdeu na segunda rodada (CHI)
VAN 2009–10 82 49 28 5 103 1º na Noroeste Perdeu na segunda rodada (CHI)
VAN 2010–11 82 54 19 9 117 1º na Noroeste
Total 676 345 251 35 45  % de Pontos: .570

Referências