Alantoína

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde outubro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Alantoína
Alerta sobre risco à saúde
Allantoin.svg
Nome IUPAC (2,5-Dioxo-4-imidazolidinyl) urea
Outros nomes • Alcloxa
• Aldioxa
• Ureidohydantoin
•Glyoxyldiureide
•Hemocane
• 5-Ureidohydantoin
• Vitamina U (antigamente)[1]
Identificadores
Número CAS 97-59-6
PubChem 204
SMILES
Propriedades
Fórmula química C4H6N4O3
Massa molar 158.1 g mol-1
Aparência colourless crystalline powder
Densidade ~1,7 g·cm-3 [2]
Ponto de fusão

225–236 °C (decompõe-se)[2]

Solubilidade em água solúvel (5,7 g·l-1 a 25 °C) [2]
Solubilidade quase insolúvel em etanol [2]
Riscos associados
MSDS Allantoin MSDS (PDF)
Compostos relacionados
Compostos relacionados Ácido úrico
Ureia
Excepto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições PTN

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Alantoína é um composto químico que possui a fórmula molecular C4H6N4O3.

Com nome oficial (2,5-Dioxo-4-imidazolidinil) ureia, também chamada de 5-ureído hidantoína, diureído de glioxil (glioxilato), é uma das formas de excreção de nitrogênio pelos mamíferos (exceto humanos e alguns outros primatas) resultante da degradação do ácido úrico.

Também é encontrado em plantas, como o confrei.

É usado em cosmética. Os fabricantes alegam propriedades hidratantes, queratolíticas, descamantes de pele, suavizadoras, protetoras contra agentes irritantes e curativas. Não foi provado efeito rejuvenecedor.

O seu nome provem de uma estrutura anexa ao cordão umbilical dos mamíferos que a produzem, chamada alantois ou alantoíde.

Rasburicase é a enzima que degrada o ácido úrico a alantoína, sendo usada em alguns tratamentos contra o acumulo de ácido úrico em humanos.

Hidantoína(gliconil ureia), quimicamente semelhante a alantoína, é o mono-ureato do ácido glioxílico, podendo ser obtido da hidrogenação da alantoína. Derivados da hidantoína incluem medicamentos anticonvulsão e derivados halogenados fornecem desinfetantes.

A alantoína não é tóxica. É ligeiramente solúvel em água (~5g/L).

Referências

  1. Haas, Elson M.. Staying Healthy With Nutrition: The Complete Guide to Diet and Nutritional Medicine. [S.l.]: Celestial Arts, 1992. ISBN 0890874816
  2. a b c d Herstellerangaben der Firma Merck. 4. Nov. 2007