Albert Ehrenstein

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Albert Ehrenstein (Ottakring, 23 de dezembro de 1886Nova Iorque, 8 de abril de 1950) foi um escritor expressionista alemão, de ascendência judaica.

A sua poesia é um exemplo de recusa dos valores burgueses e a fascinação pelo Oriente, em particular pela China.

Passou a maior parte da sua vida em Berlim, mas também viajou por toda Europa, África e o Extremo Oriente. Em 1930 viajou ao Mandato Britânico da Palestina, e publicou as suas impressões numa série de artigos. Pouco antes da tomada de posse nazista mudou-se para a Suíça e, em 1941, para Nova Iorque.

Obras[editar | editar código-fonte]

Poesia[editar | editar código-fonte]

  • Der Mensch Schreit (1916)
  • Die rote Zeit (1917)
  • Briefe an Gott (1922)
  • Das gelbe Lied (1933)

Prosa[editar | editar código-fonte]

  • Tubutsch (1911)
  • Der Selbstmord eins Katers (1912)
  • Ritter des Todes (1926)
  • Gedichte und Prosa

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Ehrenstein, Albert, artigo na Encyclopaedia Judaica.
  • Beigel, A.: Erlebnis und Flucht im Werk Albert Ehrensteins (1966).

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a), poeta ou poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.