Albert Lehninger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Albert Lester Lehninger
Bioquímica
Nascimento 17 de Fevereiro de 1917
Local Bridgeport, Connecticut, EUA
Morte 4 de Março de 1986 (69 anos)
Local Baltimore
Atividade
Campo(s) Bioquímica
Instituições Universidade de Wisconsin-Madison, Universidade de Chicago, Universidade Johns Hopkins
Prêmio(s) Prêmio Pfizer de Química de Enzimas (1948), Prêmio Remsen (1969)

Albert Lester Lehninger (Bridgeport, Connecticut, 17 de Fevereiro de 1917Baltimore, 4 de Março de 1986) foi um bioquímico dos Estados Unidos, pioneiro no campo de estudos de bioenergética. Escreveu livros clássicos na área da Bioquímica, nomeadamente Biochemistry, The Mitochondrion, Bioenergetics e Biochemistry,[1] [2] este último utilizado como manual de introdução à Bioquímica a nível universitário. Lehninger fez contribuições importantes para a compreensão do metabolismo ao nível molecular. Junto com Eugene Kennedy, descobriu em 1950 que as mitocôndrias são o local onde se processa a fosforilação oxidativa em eucariontes.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Lehninger estudou na Universidade Wesleyana entre 1935 e 1939, continuando os estudos para obtenção da graduação em 1940 e doutoramento em 1942 na Universidade de Wisconsin-Madison,[1] com uma dissertação sobre o metabolismo das gorduras.[2]

Após o doutoramento, deteve diversos cargos na Universidade de Wisconsin-Madison e na Universidade de Chicago. Em 1952, Lehninger ocupou o cargo de professor do Departamento de Química Fisiológica na Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins, que manteve durante 25 anos.[2]

Pertenceu aos quadros editoriais de diversas publicações científicas, como o Journal of Biological Chemistry e o Journal of Membrane Biology, e a associações como a Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos.[2]

Faleceu em 1986 após complicações ligadas à asma.

Principais descobertas[editar | editar código-fonte]

Em 1945, Lehninger estabeleceu a existência de uma ligação entre o ciclo dos ácidos tricarboxílicos e o catabolismo de ácidos graxos na célula.[2] Durante os anos seguintes, e graças à melhoria nos processos de separação de componentes celulares por centrifugação, Lehninger conseguiu atribuir uma localização intracelular a cada um dos processos metabólicos mais importantes..[2] Junto com Morris Friedkin mostrou a existência de ligação entre diversas vias metabólicas pela coenzima NADH[3] e o papel do NADH como fonte de elétrons na redução do oxigênio molecular na respiração celular.[4]

Referências

  1. a b The Albert L. Lehninger Collection (em Inglês). Visitado em 8 de Março de 2008.
  2. a b c d e f g Albert Lester Lehninger in the New Dictionary of Scientific Biography (em Inglês). Visitado em 8 de Março de 2008.
  3. Friedkin M, Lehninger AL.. (1949). "Esterification of inorganic phosphate coupled to electron transport between dihydrodiphosphopyridine nucleotide and oxygen". J. Biol. Chem. 178 (2): 611–623.
  4. Lane, M. D., Talalay, P.. (1986). "Albert Lester Lehninger". Journal of Membrane Biology 91 (3): 193–197.