Alberto Lattuada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alberto Lattuada
Nascimento 13 de novembro de 1914
Milão,  Itália
Morte 3 de julho de 2005 (90 anos)
Roma, Itália
Ocupação Cineasta
Outros prêmios
David di Donatello
IMDb: (inglês) (português)

Alberto Lattuada (Milão, 13 de novembro de 1914Roma, 3 de julho de 2005) foi um diretor e roteirista de cinema italiano.

Vida[editar | editar código-fonte]

Filho do compositor Felice Lattuada, Alberto cresceu em Milão e, desde novo, demostrava muito interesse pela literatura. Em 1932, aos dezoito anos, ele fundou uma pequena publicação bimensal chamada "Camminare", junto a seu companheiro de colégio Alberto Mondadori.

Cursou arquitetura na Politécnica de Milão, onde entrou em contato com Renato Castellani e Luigi Comencini, outros dois arquitetos-cineastas. Em 1940, colaborou no roteiro do filme "Piccolo Mondo Antico", de Mario Soldati, que foi premiado no ano seguinte no Festival de Cinema de Veneza.

A partir daí, Lattuada se tornaria um dos expoentes do neo-realismo. Ele também foi um dos grandes estudiosos do cinema italiano do pós-guerra. Ele fundou a Cinemateca Italiana. Suas produções foram do drama à comédia, passando pela adaptação de obras literárias, principalmente de escritores russos.

Alguns de suas principais trabalhos foram "O Bandido" (1946), "Sem Piedade" (1947), "O moinho de pó" (1948), "Mulheres e Luzes"" (1950), "O Capote" (1951) e "O Mafioso" (1962).

Filmografia como diretor[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre cineastas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.