Alcácer de Colombo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vista do Alcácer de Colombo

O Alcácer de Colombo (em espanhol Alcázar de Colón) é um palácio originário do século XVI localizado em Santo Domingo, na República Dominicana. Foi construído por Diogo Colombo, filho do navegador Cristóvão Colombo. Atualmente é um museu.

O alcácer é parte da Cidade Colonial de Santo Domingo, declarada Património Mundial pela UNESCO em 1990.

História[editar | editar código-fonte]

Diogo Colombo, filho primogênito de Cristóvão, chegou a Santo Domingo em 1509, acompanhado de sua mulher, D. Maria de Toledo. Diogo havia sido enviado à América por Fernando o Católico como sucessor de Nicolás de Ovando no cargo de governador. Para sua moradia, mandou construir um palácio entre 1510 e 1514, utilizando rochas de coral como material.1 Ali viveu a família Colombo e nasceram quatro filhos do casal. Diogo morreu na Espanha em 1529, mas Maria de Toledo continuou habitando a casa até sua morte em 1549. O imóvel continuou na posse da família até 1577.1

Com o tempo o palácio foi abandonado, e há notícias de que em 1776 estava em ruínas. Em 1783 o edifício parece ter servido de curral. Só em 1870 foi declarado patrimônio histórico, o que serviu para proteger as ruínas.1

Fachada do Alcácer de Colombo

Entre 1955 e 1957 o governo dominicano encarregou o arquiteto espanhol Javier Barroso de restaurar o edifício, que o reconstruiu num estilo romântico. O interior foi redecorado com objetos antigos trazidos da Espanha e o palácio passou a ser um museu histórico.1

Características[editar | editar código-fonte]

O arquiteto do edifício em estilo gótico mudéjar é desconhecido.1 O mais chamativo do palácio são as galerias toscanas das fachadas, com cinco arcos no lado ocidental e seis no oriental.2 Atualmente encontra-se num estado muito diferente do original, tendo perdido um pátio (a Praça de Armas) e muitos edifícios de serviço que o rodeavam, como cavalariças, cozinha, quartel, paiol, armazéns etc.2 Dos 55 espaços internos do palácio, restam hoje 22.1

Referências

  1. a b c d e f História do Alcácer no sítio do Museo Alcázar de Diego Colón (em espanhol)
  2. a b Eugenio Pérez Montás. El plateresco y los grandes conjuntos monumentales de Santo Domingo in Los espacios de Europa en América: Arquitectura y urbanismo 1492-1844 (em espanhol)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.