Alcântaras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Alcântaras
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 10 de dezembro
Fundação 10 de dezembro de 1957
Gentílico alcantarense
Prefeito(a) Francisco Eliesio Fonteles (PSB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Alcântaras
Localização de Alcântaras no Ceará
Alcântaras está localizado em: Brasil
Alcântaras
Localização de Alcântaras no Brasil
03° 35' 20" S 40° 32' 45" O03° 35' 20" S 40° 32' 45" O
Unidade federativa  Ceará
Mesorregião Noroeste Cearense IBGE/2008[1]
Microrregião Meruoca IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Sobral, Massapê, Moraújo, Coreaú e Meruoca
Distância até a capital 255km km
Características geográficas
Área 138,598 km² [2]
População 10 753 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 77,58 hab./km²
Altitude 666[4] m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,607 médio PNUD/2000[5]
PIB R$ 28 989,739 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 2 707,80 IBGE/2008[6]
Página oficial

Alcântaras é um município brasileiro do estado do Ceará. Localiza-se na microrregião de Meruoca, mesorregião Noroeste Cearense. Sua população estimada em 2004 era de 10.031 habitantes. Ocupa uma superfície de 135 km².

Etimologia[editar | editar código-fonte]

História[editar | editar código-fonte]

O atual município de Alcântaras situa nas terras nas quais habitaram os índios Anacé, Tacari-Arariu e Tabajaras. O territorio de Alcântaras já era indicado no mapa do Ceará feito por Mariano Gregório do Amaral em 1800. O marco inicial do núcleo urbano, deu-se início com a chegada de um grupo da família Alcântara de origem luso-espanhola.

Prefeitos e Administradores[editar | editar código-fonte]

DE 1959 a 2013

  • Roberto Ximenes de Aragão - 1959 a 1962 (primeiro prefeito de Alcântaras)
  • Joaquim Cunha Freire - 1963 a 1966
  • Raimundo Nonato de Albuquerque - 1967 a 1970
  • Benedito Cunha Freire - 1971 a 1972
  • Eraldo Amador da Silva - 1973 a 1977
  • Joaquim Cunha Freire - 1977 a 1982
  • José Ramos Freire 1º mandato- 1982 a 1988
  • Antonio Rocha Freire - 1989 a 14 de novembro de 1989
  • Manoel Batista da Cunha - 1989 a 1992
  • José Ramos Freire 2º mandato -1993 a 1996
  • Joaquim de Carvalho 1º mandato- 1997 a 2000
  • Joaquim de Carvalho 2º mandato - 2001 a 21 de julho de 2004
  • Gerardo Alves do Carmo - 21 de julho de 2004 a 31 de dezembro de 2004
  • Raimundo Gomes 1º mandato - 2005 a 2008
  • Raimundo Gomes 2º mandato - 2009 a agosto de 2010
  • Antonio Ximenes de Carvalho
  • Francisco Eliésio Fonteles (eleição suplementar de 5 de junho de 2011)1º Mandato - 17 de junho de 2011 a 31 de dezembro 2012
  • Francisco Eliésio Fonteles 2º Mandato - 2013

Filho ilustre[editar | editar código-fonte]

Caetano Ximenes de Aragão, escritor e poeta brasileiro.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Tropical quente semi-árido com pluviometria média de 1.124mm[7] com chuvas concentradas de janeiro à abril.[8]

Hidrografia e recursos hídricos[editar | editar código-fonte]

As principais fontes de água são o rio Coreaú (afluente) e os riachos Pau Ferrado e Bica do Pinga.

Relevo e solos[editar | editar código-fonte]

A principal elevação é a Serra da Meruoca que está 770 metros acima do nivel do mar (Atlântico). Devido ao tipo de solo, Alcântaras localiza-se numa área de abalos sísmicos. No ano de 2005, 2008 e na atualidade também aconteceram vários.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

Floresta subcaducifólia espinhosa ou mata seca, e floresta subperenifólia tropical plúvio-nebular.

Subdivisão[editar | editar código-fonte]

O município tem quatro (4) distritos. Sede da municipalidade (cidade), povoado de Ventura (noroeste), povoado Carmolândia (leste) e Santa Rosa (Rosàpolis).

Economia[editar | editar código-fonte]

Turismo e Cultura[editar | editar código-fonte]

O principal evento cultural é festa da padroeira, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, que é realizada no mês de outubro, além também do Festival de Quadrilhas, realizado todos os anos no mês de julho. Em 2013, pela primeira vez em mais de 10 anos, o Festival de Quadrilhas do município foi transmitido em tempo real via internet pelo portal da prefeitura municipal. O turista não deve se preocupar com violência, pois Alcântaras, está entre os municípios menos violentos do Ceará,[9] mas deve ficar atento ao tránsito.[10]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. http://pt.db-city.com/Brasil--Cear%C3%A1--Meruoca
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  7. Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos - FUNCEME.
  8. Instituto nacional de Pesquisa espacial - INPE.
  9. http://www.mapadaviolencia.org.br
  10. http://portaljovensac.blogspot.com

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.