Alcalieto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Alcalietos são compostos químicos nos quais um metal alcalino é o ânion (isto é, carrega uma carga negativa). O aspecto mais interessante destas espécies é que sua descoberta contradiz a noção tradicional de que estes metais formariam sais sempre na qualidade de cátions.Também entre os metais alcalino-terrosos, pelo menos o bário provou ser capaz de formar alcalietos.[1] .

A química "Normal": o caso do Na+[editar | editar código-fonte]

O sal de cozinha, ou cloreto de sódio Na+Cl, ilustra o papel usual de um metal alcalino como o sódio: sua carga positiva é compensada pela do íon carregado negativamente na fórmula empírica deste composto iônico. A explicação tradicional para este fenômeno, válida também para os demais metais alcalinos, é que a perda de um eléctron do sódio elementar produzindo um cátion com uma carga positiva simples gera uma configuração eletrônica com uma camada de valência estável. Até a descoberta dos alcalietos, sempre se pensou que os metais alcalinos só seriam capazes de se ionizar formando cátions simples.[2]

Escopo dos alcalietos[editar | editar código-fonte]

Os alcalietos incluem Na, K, Rb, and Cs. Estas espécies são denominadas sodieto ou natrieto, potassieto ou calieto, rubidieto, e cesieto, respectivamente. Ainda não foram descobertos os “litietos”, compostos contendo Li Os alcalietos conhecidos, discobertos a patir dos anos 70[3] [4] [5] , são de excepcional interesse teórico devido à sua estequiometria inusitada e seus baixos potenciais de ionização. Os alcalietos têm semelhanças com os electretos, sais que contêm eléctrons aprisionados com o papel de ânions.[1]

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Um alcalieto típico é o sal de natrieto de sódio [Na(2,2,2-cript)]+Na. Este sal contém tanto Na+ como Na. O criptante isola e estabiliza o Na+, evitando sua redução pelo Na. Dímeros de sódio catiônico e aniônico também foram observados[1] , tal como um sal H+Na conhecido como "hidreto de sódio invertido".[6]

Normalmente, os alcalietos são termicamente instáveis devido à alta reatividade do ânion alcalieto, que é teoricamente capaz de quebrar a maioria das ligações covalentes, inclusive as ligações C-O de um criptante típico. A utilização de um ligante criptante especial permitiu isolar calietos e natrietos estáveis à tempetatura ambiente.[7]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c M. Y. Redko, R. H. Huang, J. E. Jackson, J. F. Harrison, J. L. Dye. (2003). "Barium azacryptand sodide, the first alkalide with an alkaline Earth cation, also contains a novel dimer, (Na2)2−". J. Am. Chem. Soc. 125 (8): 2259–2263. DOI:10.1021/ja027241m.
  2. Holleman, A. F.; Wiberg, E. "Inorganic Chemistry" Academic Press: San Diego, 2001. ISBN 0-12-352651-5.
  3. J. L. Dye, J. M. Ceraso, Mei Lok Tak, B. L. Barnett, F. J. Tehan. (1974). "Crystalline salt of the sodium anion (Na)". J. Am. Chem. Soc. 96 (2): 608–609. DOI:10.1021/ja00809a060.
  4. F. J. Tehan, B. L. Barnett, J. L. Dye. (1974). "Alkali anions. Preparation and crystal structure of a compound which contains the cryptated sodium cation and the sodium anion". J. Am. Chem. Soc. 96 (23): 7203–7208. DOI:10.1021/ja00830a005.
  5. J. L. Dye. (1979). "Compounds of Alkali Metal Anions". Angew. Chem. Int. Ed. Engl. 18 (8): 587–598. DOI:10.1002/anie.197905871.
  6. M. Y. Redko, M. Vlassa, J. E. Jackson, A. W. Misiolek, R. H. Huang RH, J. L. Dye. (2002). ""Inverse sodium hydride": a crystalline salt that contains H+ and Na". J. Am. Chem. Soc. 124 (21): 5928–5929. DOI:10.1021/ja025655.
  7. J. Kim, A. S. Ichimura, R. H. Huang, M. Redko, R. C. Phillips, J. E. Jackson, J. L. Dye. (1999). "Crystalline Salts of Na and K (Alkalides) that Are Stable at Room Temperature". J. Am. Chem. Soc. 121 (45): 10666–10667. DOI:10.1021/ja992667v.