Aldicarbe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aldicarb
Alerta sobre risco à saúde
Aldicarb-2D-skeletal.png
Aldicarb-3D-balls.png
Nome IUPAC 2-methyl-2-(methylthio)propanal O-(N-methylcarbamoyl)oxime
Identificadores
Número CAS 116-06-3
Propriedades
Fórmula molecular C7H14N2O2S
Massa molar 190.27 g/mol
Densidade 1.195 g/cm³
Ponto de fusão

100 °C, 373 K, 212 °F

Ponto de ebulição

Decomposes before boiling point

Excepto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições PTN

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Aldicarb, nome químico carbamato Aldicarb (Temik 150®), é um agrotóxico de alta toxicidade, praguicida, também usado ilegalmente para a produção de raticida (rodenticida, também conhecida como chumbinho).

É responsável por milhares de envenenamentos e mortes de pessoas (especialmente crianças) e de animais domésticos e silvestres, além da contaminação do solo, de alimentos, rios e lençóis freáticos.

O Aldicarb já é proibido em diversos países, como Alemanha e Suécia desde 1990. Um único grama do veneno pode matar uma pessoa de até 60 quilos em meia hora. Se inalado, o produto percorre a corrente sanguínea e também pode levar rapidamente à morte. Toxicologistas dizem que o veneno não tem cheiro nem gosto, e lesa o sistema nervoso central, causando transtorno neurológico, parada cardíaca e paralisia dos pulmões. Quem o ingere fica inerte, baba, tem convulsões e pode morrer por asfixia. Nos animais o efeito é bem semelhante, atingindo principalmente pulmões, fígado e rins. O sofrimento das vítimas é muito grande. Apesar de teoricamente controlado, o Aldicarb, na forma de "chumbinho", é vendido livremente por todo o país, em lojas agropecuárias não autorizadas e até mesmo em feiras livres e por camelôs.

Produzido pela multinacional alemã BayerCropsciences. Tem apenas uma fábrica no mundo que fica nos EUA. No Brasil o material importado é alocado e armazenado em apenas um local, no Estado de São Paulo, de onde é distribuído para as revendas da empresa. O produto é vendido somente nos Estados da Bahia, Minas Gerais e São Paulo, através de 34 revendas da BayerCropscienses, e apenas para agricultores cadastrados e certificados.

Portugal como integrante da União Europeia, teve data limite ate 31 de dezembro de 2007 para substituir este produto por outro, como também a França, Itália, Reino Unido, Espanha, Grécia e Holanda.

Vários países da América do Sul, além da Austrália, e África do Sul, ainda usam este produto.

Anvisa, informações de segurança [1]