Aleixo (poeta)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Aleixo, também conhecido como Alexo ou Alexis (em grego antigo: Ἄλεξις; Túrio, ca. 375 a.C. — ca. 275 a.C.) foi um poeta cômico grego, pertencente à chamada Comédia Média. Nascido em Túrio, foi criado em Atenas,[1] onde se tornou um cidadão do demo Oion (Οἶον), da tribo dos Leôntidas.[2] [3]

Acredita-se que tenha vencido sua primeira vitória lenéia na década de 350 a.C.. Segundo Plutarco, teria vivido até a idade de 106 anos, e morreu no palco, ao receber uma coroa como prêmio.[4] De acordo com o Suda, escreveu 245 comédias, das quais 130 títulos foram preservados, porém apenas fragmentos das peças sobreviveram - cerca de 340 no total, cerca de 1.000 versos, que evidenciam a característica refinada e espirituosa do autor.[5]

Um tratado anônimo sobre a Comédia afirma que Menandro teria sido seu pupilo. Aleixo foi conhecido durante o período romano; o gramático Aulo Gélio comenta que a poesia de Aleixo fora utilizada por muitos comediantes romanos, incluindo Turpílio e, possivelmente, Plauto.

Referências

  1. Suda s.v. Ἄλεξις
  2. Estêvão de Bizâncio, s.v. Ἄλεξις
  3. Greenhill, William Alexander (1867). "Alexis (1)". Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology 1. Ed. William Smith. Boston: Little, Brown and Company. 128-129. 
  4. Plutarco, Defect. Orac. p. 420 e
  5. Kock, Theodor, Comicorum Atticorum Fragmenta

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Arnott, W. Geoffrey. Alexis: The Fragments. A Commentary. Cambridge: Cambridge University Press, 1996.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.