Alentejo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Localização da Região do Alentejo.

A Região do Alentejo é uma região portuguesa, que compreende integralmente os distritos de Portalegre, Évora e Beja, e a metade sul do distrito de Setúbal e parte do distrito de Santarém, sendo assim a maior região de Portugal. Limita a norte com a Região do Centro, a este com a Espanha, a sul com a Região do Algarve e a oeste com a Região de Lisboa e também com o Oceano Atlântico. Tem uma área de 31 551,2 km² (33% do continente) e 757 190 habitantes (censos 2011)[1] (7,6% do Continente, 7,2% de Portugal). Compreende uma das NUTS 2 de Portugal.

Alentejo

O Alentejo divide-se em 5 sub-regiões e compreende 58 municípios e cerca de 400 freguesias.

Lista das cidades existentes no Alentejo por habitantes (Censos 2011)[2] :


Note-se que esta divisão não coincide com a antiga região tradicional do Alentejo (que era constituída por duas das antigas províncias: o Alto e Baixo Alentejo), a qual era ligeiramente menor que a actual e incluía apenas os distritos de Évora e Beja (na sua totalidade), praticamente todo o distrito de Portalegre (excepto o concelho de Ponte de Sôr, que fazia parte da antiga província do Ribatejo), e a metade sul do de Setúbal (os concelhos desse distrito que fazem parte da actual região do Alentejo Litoral, a saber: Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém e Sines).

Questão de Olivença[editar | editar código-fonte]

Olivença, município pertencente de facto à comunidade espanhola da Estremadura, é reivindicada por Portugal desde o século XIX, pelo qual existe uma corrente de opinião que advoga que Olivença é um concelho português do Alto Alentejo.

Turismo no Alentejo[editar | editar código-fonte]

O Turismo do Alentejo é gerido pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo que faz parte do Turismo de Portugal, IP. A E.R.T. do Alentejo tem sede na cidade de Beja.

Os principais polos turísticos do Alentejo são: Évora - Património Mundial, Elvas - Património Mundial, o Alqueva, Monsaraz, Marvão, Castelo de Vide e a zona do Alentejo Litoral como Sines e Troia.

Em 2014, o Alentejo conquistou o título de "Melhor Região Vinícola a Visitar" no concurso mundial promovido pelo USA Today.[3]

Em 2014, as Praias do Litoral Alentejano também foram destacadas pelo diário britânico "The Guardian" como as melhores da Europa. [4]

Nos últimos tempos o Alentejo tem ganho vários prémios a nível do Turismo, tanto a nível nacional como internacional. Já foi considerado por 3 vezes (2011, 2012 e 2013) como a melhor região de Turismo de Portugal. [5]

Saúde no Alentejo[editar | editar código-fonte]

Órgãos Responsáveis[editar | editar código-fonte]

  • ARSA - Administração Regional de Saúde do Alentejo
  • ULSNA- Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (Alto Alentejo)
  • ULSBA - Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (Baixo Alentejo)
  • ULSLA - Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (Alentejo Litoral)
  • ACES Alentejo Central - Agrupamento de Centros de Saúde do Alentejo Central (Alentejo Central)
  • ACES Caia - Agrupamento de Centros de Saúde do Caia - Elvas (Alto Alentejo)
  • ACES São Mamede - Agrupamento de Centros de Saúde de São Mamede - Portalegre (Alto Alentejo)
  • ACES Baixo Alentejo - Agrupamento de Centros de Saúde do Baixo Alentejo (Baixo Alentejo)
  • ACES Lezíria - Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria (Lezíria do Tejo)

Estabelecimentos Prisionais[editar | editar código-fonte]

Transportes[editar | editar código-fonte]

A principal rede de transportes públicos no Alentejo é a Rodoviária do Alentejo, que se dedica à prestação de serviços rodoviários interurbanos e de longo curso, ligando a região até Castelo Branco, Abrantes, Badajoz ou Lisboa. Dispõe ainda de concessões de longo curso para todo o país através da marca "Rede Nacional de Expressos". Na região de Santarém, a Ribatejana e a Rodoviária do Tejo efetuam as principais ligações rodoviárias interurbanas e de ligação com Lisboa.

Algumas cidades dispõem de uma rede de autocarros urbanos para o transporte público apenas na própria cidade para o centro, bairros e urbanizações, como é o caso de Elvas e Beja, neste caso através da Rodóviária do Alentejo. Noutros casos, existem redes de transportes urbanos através de empresas municipais, pertencentes à Câmara Municipal, como é o caso de Portalegre.

Após o encerramento dos serviços ferroviários, da categoria Regional, Entroncamento-Marvão [6] , Setil-Coruche [7] e Setúbal-Algarve [8] em 2011 e Entroncamento-Badajoz [9] e Beja-Funcheira em 2012, o comboio praticamente deixou de ter expressão nesta região.

A região de Beja conta ainda com um serviço local ferroviário que permite a ligação entre Beja, Cuba e Alvito. Santarém e o Alentejo Litoral têm, porém, acesso às linhas de longo e médio curso que articulam Lisboa com o Algarve, o Centro e o Norte do país.

Muitas pessoas também se deslocam através de Táxis.

PSP e GNR[editar | editar código-fonte]

PSP - Polícia de Segurança Pública[editar | editar código-fonte]

A marca (*) refere-se às divisões que têm as seguintes esquadras:

  • Esquadra da PSP
  • Esquadra de Trânsito da PSP
  • Esquadra da Investigação Criminal da PSP
  • Esquadra de Intervenção e Fiscalização da PSP

GNR - Guarda Nacional Republicana[editar | editar código-fonte]

  • Comando Territorial Distrital da GNR de Beja
  • Comando Territorial Distrital da GNR de Évora
  • Comando Territorial Distrital da GNR de Portalegre
  • Comando Territorial Distrital da GNR de Santarém
  • Destacamento Territorial da GNR de Almodôvar
  • Destacamento Territorial da GNR de Aljustrel
  • Destacamento Territorial da GNR de Elvas
  • Destacamento Territorial da GNR de Estremoz
  • Destacamento Territorial da GNR de Montemor-o-Novo
  • Destacamento Territorial da GNR de Moura
  • Destacamento Territorial da GNR de Reguengos de Monsaraz
  • Destacamento Territorial da GNR de Grândola
  • Destacamento Territorial da GNR de Ponte de Sôr
  • Destacamento Territorial da GNR de Nisa
  • Destacamento Territorial da GNR de Odemira
  • Destacamento Territorial da GNR de Ourique
  • Destacamento Territorial da GNR de Santiago do Cacém
  • Destacamento de Controlo Costeiro de Sines

Consulado Honorário de Espanha[editar | editar código-fonte]

O Consulado Honorário de Espanha do Centro-Sul de Portugal, situa-se na Avenida Conde de Cantanhede na cidade de Elvas e tem jurisdição nos distritos de Beja, Castelo Branco, Évora e Portalegre. O Cônsul Honorário do mesmo é Rui Nabeiro, proprietário da empresa Delta Cafés.

Principais Tribunais[editar | editar código-fonte]

Distrito Judicial de Évora tem jurisdição no Alentejo, Algarve e parte do Centro.

  • Tribunal da Relação de Évora (Central do Distrito Judicial)
  • Tribunal Judicial de Évora
  • Tribunal Judicial de Beja
  • Tribunal Judicial de Elvas
  • Tribunal Judicial de Portalegre
  • Tribunal Judicial de Santarém


Aeroporto[editar | editar código-fonte]

  • Aeroporto Internacional do Alentejo, situado na cidade de Beja. (Inaugurado em 2011)
  • Base Aérea Militar em Beja
  • Aeródromo Municipal em Évora
  • Aeródromo Municipal em Ponte de Sôr
  • Aeródromo Municipal em Santarém
  • Aeródromo Municipal em Sines

A zona fronteiriça, mais propriamente na cidade de Elvas optam também pelo Aeroporto de Badajoz.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alentejo

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística. População residente (N.º) por Local de residência e Sexo; Decenal (2011). Página visitada em 1 de setembro de 2011.
  2. Dados dos Censos 2011
  3. Confirma-se: Alentejo é a melhor região vinícola do mundo para visitar. Dinheiro Vivo (07-08-2014). Página visitada em 07-08-2014.
  4. Praias do Alentejo consideradas das melhores da Europa.
  5. Alentejo eleita melhor região de turismo de Portugal.
  6. Sobre o ramal o blog ainda vai apanhando.Conjunto de notícias sobre a supressão do serviço Regional Entroncamento-Marvão. Acedido a 19 de março de 2013.
  7. Comboio de Coruche: mais uma ligação ferroviária encerrada em Portugal. Acedido a 19 de março de 2013.
  8. Pela manutenção do serviço de comboios Faro-Setúbal. Acedido a 19 de março de 2013.
  9. "Agora que decidi trocar o carro pelo comboio é que vão acabar com ele?". Público de 31/12/2011. Acedido a 19 de março de 2013.