Alexandre Pires

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alexandre Pires
Informação geral
Nome completo Alexandre Pires do Nascimento
Também conhecido(a) como Mineirinho
Nascimento 8 de janeiro de 1976 (38 anos)
Origem Uberlândia, MG
País  Brasil
Gênero(s) Samba, samba jazz, samba reggae, pagode, pop
Instrumento(s) Cavaquinho, Violão, Baixo, Pandeiro, entre outros
Período em atividade 1989-atualmente
Página oficial alexandrepires.uol.com.br

Alexandre Pires do Nascimento (Uberlândia, 8 de janeiro de 1976) é um cantor e compositor brasileiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Filho de músicos, Alexandre começou a carreira musical em 1989 quando decidiu, ao lado do irmão Fernando e do primo Juliano, montar o Só Pra Contrariar (SPC), nome dado em homenagem à canção do Fundo de Quintal, banda que atingiu grande sucesso em pouco tempo. Quando aprendeu a tocar em seu cavaquinho o samba "Só Pra Contrariar", do grupo Fundo de Quintal, Alexandre Pires não imaginou o quanto essa canção seria importante para sua carreira.

Reuniram alguns amigos de Uberlândia, no estado de Minas Gerais; vizinha de sua cidade natal; e começaram os ensaios. A década de 1990 foi de extrema importância para o grupo, que viu suas vendas crescerem ao longo da década. As apresentações em Uberlândia levaram o grupo a gravar o primeiro álbum em 1993, intitulado Que Se Chama Amor. Após lançar sete discos com o SPC, Alexandre Pires parte para carreira solo com o disco É Por Amor de 2001, dedicado ao mercado internacional. Mesmo cantado em espanhol, o álbum ganhou uma versão em português.

Com as músicas "Que Se Chama Amor", "A Barata" e "Domingo" que estouraram nas paradas das rádios brasileiras, o grupo de pagode ganhou fama nacional, gravou mais seis álbuns de sucesso e alcançou a impressionante marca de três milhões de discos vendidos com um único trabalho e 10 milhões ao todo. A carreira internacional do cantor também teve início com a banda. O sucesso das músicas "Depois do Prazer" e "Mineirinho", lançadas no Brasil em 1997, levou o SPC a gravar um álbum em espanhol, que vendeu 700 mil cópias nos países hispânicos.

O sucesso fez com que, em 1999, o cantor fosse convidado por Gloria Estefan para gravar um dueto na música "Santo Santo", que o consagrou como um dos grandes intérpretes da América Latina. Mesmo em turnê com o SPC, em 2001 chegou às lojas seu primeiro álbum solo em espanhol, É Por Amor, que depois ganhou versão em português. Produzido por Emílio Estefan e dirigido ao público internacional, Alexandre mudou o estilo e trouxe várias baladas românticas. A música "Usted Se Me Llevó La Vida" entrou na trilha sonora da novela Porto dos Milagres e o consagrou como o mais novo intérprete nacional de sucesso. Sem conseguir acompanhar todos os compromissos, o cantor deixou o SPC em 2002, depois de uma apresentação para mais de 14 mil pessoas em Nova York.

A boa produção do primeiro álbum rendeu, em 2002, um Grammy na categoria "Engenharia de Som" e o reconhecimento da revista Billboard, com o prêmio no Latin Music Awards, de "Melhor Artista do Ano" em 2001. No mesmo ano, lançou "Minha Vida Minha Música", um projeto da BMG que trouxe participações especiais e alguns depoimentos de artistas. No álbum de Alexandre, a atriz Suzana Vieira narrou a faixa de abertura.

Em 2003, Alexandre lançou o terceiro disco solo, Estrella Guia, com versão em espanhol para os países latino-americanos e Europa. O álbum contou com as participações de Alejandro Sanz em "Solo Que Me Falta" e de Rosário Flores na música "Inseguridad". Além disso, cantou para o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, a música "Garota de Ipanema", de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, em português, na comemoração do mês da Independência Hispânica nos Estados Unidos.

Para aumentar a sua participação no mercado musical americano, foi lançada uma tiragem especial de Estrela Guia, acompanhada de um DVD com os videoclipes já gravados por Alexandre Pires. No ano seguinte, o cantor voltou ao Brasil e realizou diversas apresentações por todo o país, enquanto preparava seu novo trabalho inédito.

Em Alto-Falante, lançado em 2004, Alexandre Pires expôs seu pensamento e mostrou um repertório quase que totalmente autoral. A exceção é uma música inédita de Jorge Vercilo, "O Que Você Fez", em rhythm and blues americano. Gravado no estúdio do artista, em Uberlândia, o álbum contou com as participações de Fat Family, Sampa Crew, Netinho de Paula e a dupla Caju & Castanha.

Em 2005, Alexandre Pires lançou o disco Meu Samba. O álbum, que contou com a produção de Cláudio Rosa, marca o retorno do cantor às raízes do samba. Ainda em 2005, no Dia Nacional da Consciência Negra, Alexandre recebeu o Troféu Raça Negra, na categoria "Melhor Cantor".[1]

Em 2007, lançou mais um álbum, visando o mercado exterior e também foi um dos seus grandes sonhos, que era gravar um álbum só com canções de Julio Iglesias, intitulado A un idolo. Mas foi em 2008 que seu maior sonho foi realizado, no dia 8 de janeiro de 2008, data em que Alexandre comemora seu aniversário, foi gravado em sua cidade natal o seu mais recente álbum, o CD e DVD Em Casa. Com uma equipe de 150 pessoas, Alexandre afirma ter acompanhado tudo de perto. Destaque para as canções "Pode Chorar", e "Delírios de Amor" com o Grupo Revelação, além de canções conhecidas da carreira do cantor. O DVD conta com a participação também de Ivete Sangalo, Daniel, Alcione, Perlla e dos cantores angolanos Yolá Araújo e Anselmo Ralph.[2]

Em 2010, Alexandre volta com um cd de inéditas, intitulado Mais Além.[3] . O álbum extraiu os sucessos "Eu Sou o Samba" que conta com a participação de Seu Jorge e as baladas "Quem é Você" e "Erro Meu". O álbum rendeu um CD/DVD ao vivo: Mais Além - Ao Vivo.

Alexandre Pires Fez Uma Participação do DVD do Raça Negra Em ( 2012 )

Raça Negra & Amigos. Junto Com Amado Batista - Belo - Michel Teló - Entre Outros.

Em 2012, Alexandre grava seu terceiro DVD da carreira solo em São Paulo no dia 11 de Abril de 2012, intitulado Eletrosamba, com a participação de Cláudia Leitte, Xuxa, Abadia Pires, Só Pra Contrariar e Mumuzinho.[4]

Em março de 2013 Alexandre retorna ao grupo Só Pra Contrariar para turnê em comemoração dos 25 anos de carreira do grupo. Foi prometido uma turnê de pelo menos 3 anos, e ainda, novo CD e DVD. O cantor já estava 11 anos em projetos solo. [5]

Acidente[editar | editar código-fonte]

No dia 6 de fevereiro de 2000, Alexandre Pires atropelou e matou com seu Jeep Grand Cherokee o vendedor José Alves Sobrinho, que estava em uma motocicleta. Alexandre havia saído de uma boate da cidade e trafegava além do limite de velocidade.[6] Ele não prestou socorro à vítima e fugiu do local do acidente

Sobrinho entrou em estado de coma após ser atropelado e morreu três dias depois.[7] O acidente ocorreu em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Alexandre negou que estivesse alcoolizado, mas nenhum exame foi feito no cantor no dia da batida para determinar se ele havia bebido.

Versões de músicas estrangeiras[editar | editar código-fonte]

Algumas das músicas de Alexandre Pires são versões de outras músicas estrangeiras. Tiveram suas letras originais trocadas por letras em português. São elas:

  • Estrela Cadente - Versão da música Hunting high and low, cantada pelo grupo A-ha.
  • Minha Fantasia - Versão da música It ain't over 'till it's over, cantada por Lenny Kravitz.
  • No Céu Da Paixão - Versão da música I believe I can fly, cantada por R. Kelly.
  • Eva Meu Amor - Versão da música Every time you go away, cantada por Paul Young.
  • A Musa das Minhas Canções - Versão da música Spanish Guitar, cantada por Toni Braxton.
  • Ao Sentir o Amor - Versão da música On the Wings of Love de Jeffrey Osborne.

Discografia[editar | editar código-fonte]

[8]

Álbuns solo[editar | editar código-fonte]

Português

Espanhol

Coletâneas[editar | editar código-fonte]

Português

Singles[editar | editar código-fonte]

Singles lançados em carreira solo no Brasil

Ano Canção Álbum
2001 Usted Se Me Llevó La Vida É Por Amor
2002 Necessidade
É Por Amor
A Musa das Minhas Canções Minha Vida, Minha Música
2003 Vem Me Amar Estrela Guia
Bum, Bum, Bum
2004 Eu Tiro a Sua Roupa
En El Silencio Negro De La Noche
Coisa do Destino Alto-Falante
2005 Ao Sentir o Amor (part.Fat Family)
A Deus Eu Peço Meu Samba
Tira Ela de Mim
Apelo
2006 Eva Meu Amor
Cuidado Com o Negão
2008 Pode Chorar (Ao vivo) Em Casa - Ao Vivo
Delírios de Amor
(Ao vivo)(part. Grupo Revelação)
Dessa Vez Eu Me Rendo (Ao vivo)
2009 Cigano (Ao vivo)
Só Por Um Momento (Ao vivo)
2010 Quem é Você? Mais Além
Eu Sou o Samba (part.Seu Jorge)
Erro Meu
2011 Sissi Mais Além - Ao Vivo
Se Quer Saber
Vou Viver a Vida
2012 Kong (Part. Neymar e Mr. Catra) Não adicionado à nenhum álbum
A Chave é o Seu Perdão Eletrosamba
Maluca Pirada (Part. Mumuzinho)


Espanhol

  • 2007: Éxitos...Só Para Usted
  • 2011: Mis FAvoritas

DVD[editar | editar código-fonte]

Álbuns com Só Pra Contrariar[editar | editar código-fonte]

DVDs[editar | editar código-fonte]

Prêmios e nomeações[editar | editar código-fonte]

Ano Organização Prêmio Nomeação Resultado Ref
2013 Grammy Latino Melhor Álbum de Samba/Pagode Eletrosamba Venceu [9]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências


Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Alexandre Pires