Alexius Meinong

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alexius Meinong

Alexius Meinong (1853-1920) foi um filósofo austríaco cuja notoriedade se deve, em grande parte, a formulação de uma teoria de objetos não-existentes, duramente atacada por Bertrand Russell (não obstante o seu profundo respeito pela obra de Meinong). A maior parte da carreira de Meinong concentrou-se na Universidade de Graz (1882-1920), onde ajudou a estabelecer um importante centro de pesquisa em psicologia e filosofia — em particular, lógica e metafísica — conhecido como Escola de Graz.

Um dos resultados dessa escola foi precisamente a Teoria dos Objetos (Gegenstandstheorie) de Meinong. A teoria se baseia na suposta observação empírica de que é possível pensar em algo, como uma montanha de ouro, mesmo que esse objeto não exista. Como podemos nos referir a essas coisas, elas devem ter algum tipo de ser. Meinong distingue assim o "ser" de uma coisa, em virtude da qual pode ser um objeto de pensamento, da "existência" de uma coisa, que é o status ontológico substantivo atribuído, por exemplo, aos cavalos, mas negado aos unicórnios.

A teoria das descrições de Russell, que distingue claramente o sujeito gramatical do sujeito lógico, é uma tentativa de superar os paradoxos resultantes da doutrina de Meinong.[1] Para Meinong, "a totalidade do que existe, incluindo o que existiu e existirá, é infinitamente pequena em comparação com a totalidade dos Objetos de conhecimento".[2] A totalidade dos objetos, eis do que trata a Gegenstandstheorie.

Obras principais[editar | editar código-fonte]

  • Über Gegenstandstheorie, in A. Meinong (org.), Untersuchungen zur Gegenstandstheorie und Psychologie, Leipzig: Barth, 1904.
  • Über Annahmen, 2a ed., Leipzig: Barth, 1910.
  • Über Möglichkeit und Wahrscheinlichkeit, Leipzig: Barth, 1915.
  • Über emotionale Präsentation, Viena, 1917.

Referências

  1. Thomas Moro Simpson, Linguagem, Realidade e Significado, Capítulo II, "O problema ontológico: Meinong e Russell".
  2. Meinong, A.,"The Theory of Objects", em Chisholm, R.M., Realism and the Background of Phenomenology, California: Ridgeview Publishing Company, 1980, p.79.

Ligação externa[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.