Alfabeto arábico meridional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Epigráfico árabe meridional
Nome Alfabeto arábico meridional.
Tipo Abjad
Família Alfabeto proto-sinaico
Derivados Alfabeto ge'ez
Relacionado Alfabeto fenício

O antigo alfabeto arábico meridional (também conhecido como musnad المُسند) se originou a partir do alfabeto proto-sinaico por vota do nono século AC. Esse sistema foi usado para se escrever os antigos dialetos árabes meridionais do Yemen como sabaeano, qatabaniano, hadrame (haḍramī), minaeano, himyarita, e proto-ge'ez (ou proto-etio-semítico) em D`mt. As mais antigas inscrições nesse alafabeto são datadas do século 9 AC em Akkele Guzay, Eritreia[1] e no século 8 AC, encontrados na Babilônia e no Yemen. Essa escrita atingiu seu total desenvolvimento por volta de 500 AC, e seu uso continuou até o século 7, incluindo as inscrições em antigo árabe setentrional utilizando variantes dessa escrita, quando então foi substituído pelo alfabeto árabe. Na Etiópia essa língua loi usada para se escrever a língua ge'ez, que, com a adição de novos símbolos no decorrer dos séculos, têm sido usado para se escrever amárico, tigrina e tigre, bem como outras línguas (incluindo várias línguas semíticas, cuchíticas, e nilo-saaranas). Uma escrita altamente cursiva conhecida como zabur também conhecida como "minúsculas arábicas meridionais"[2] — foi usada pelos antigos yemenis para se escrever documentos diários em lascas de madeira em adição a lápides monumentais; exemplos dos caracteres musnad são mostrados abaixo.

Caracteres arábicos meridionais[editar | editar código-fonte]

(epigráfico) Antigo alfabeto arábico meridional
Caractere
Transcrição
IPA
Himjar ha.PNG
h
[h]
Himjar lam.PNG
l
[l]
Himjar ha2.PNG

[ħ]
Himjar mim.PNG
m
[m]
Himjar qaf.PNG
q
[q]
Himjar wa.PNG
w
[w]
Himjar shin.PNG
s2
[ɬ]
Himjar ra.PNG
r
[r]
Himjar ba.PNG
b
[b]
Himjar ta2.PNG
t
[t]
Himjar sin.PNG
s1
[s]
Himjar kaf.PNG
k
[k]
Himjar nun.PNG
n
[n]
Himjar kha.PNG

[x]
Himjar za.PNG
s3
[s̪]
Himjar fa.PNG
f
[f]
Himjar alif.PNG
ʾ
[ʔ]
Himjar ajin.PNG
ʿ
[ʕ]
Himjar za2.PNG

[ɬʼ]
Himjar djim.PNG
g
[g]
Himjar dal.PNG
d
[d]
Himjar ghajn.PNG
ġ
[ɣ]
Himjar ta1.PNG

[tʼ]
Himjar tha.PNG
z
[z]
Himjar dhal.PNG

[ð]
Himjar ja.PNG
y
[j]
Himjar th.PNG

[θ]
Himjar sad.PNG

[tˢʼ]
Himjar dad.PNG

[θʼ]
Outras transcrições ś,š š,s s,ś
Por forma
Caractere
Transcrição
IPA
Himjar ra.PNG
r
[r]
Himjar ajin.PNG
ʿ
[ʕ]
Himjar wa.PNG
w
[w]
Himjar qaf.PNG
q
[q]
Himjar ja.PNG
y
[j]
Himjar th.PNG

[θ]
Himjar sad.PNG

[tˢʼ]
Himjar dad.PNG

[θʼ]
Himjar ha.PNG
h
[h]
Himjar ha2.PNG

[ħ]
Himjar kha.PNG

[x]
Himjar alif.PNG
ʾ
[ʔ]
Himjar sin.PNG
s
[s]
Himjar kaf.PNG
k
[k]
Himjar ghajn.PNG
ġ
[ɣ]
Himjar ba.PNG
b
[b]
Himjar nun.PNG
n
[n]
Himjar djim.PNG
g
[g]
Himjar lam.PNG
l
[l]
Himjar mim.PNG
m
[m]
Himjar shin.PNG
s2
[ɬ]
Himjar za.PNG
s3
[s̪]
Himjar ta2.PNG
t
[t]
Himjar fa.PNG
f
[f]
Himjar tha.PNG
z
[z]
Himjar dal.PNG
d
[d]
Himjar dhal.PNG

[ð]
Himjar za2.PNG

[ɬʼ]
Himjar ta1.PNG

[tʼ]
Circular Y Π Vertical Diagonal Quadrado
Uma antiga inscrição em arábico meridional.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Fattovich, Rodolfo, "Akkälä Guzay" in von Uhlig, Siegbert, ed. Encylopaedia Aethiopica: A-C. Weissbaden: Otto Harrassowitz KG, 2003, p.169.
  2. Stein 2005.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Stein, Peter. (2005). "The Ancient South Arabian Minuscule Inscriptions on Wood: A New Genre of Pre-Islamic Epigraphy". Jaarbericht van het Vooraziatisch-Egyptisch Genootschap “Ex Oriente Lux” 39: 181–199.
  • Alfred Felix Landon Beeston. (1962). "Arabian Siblants". Journal of Semitic Studies 7: 222-233.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]