Alfabeto francês

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Alfabeto francês é baseado no alfabeto latino, utilizando 26 letras para escrever a língua francesa.

Forma Maiúscula
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
Forma Minúscula
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z

Nomes das letras[editar | editar código-fonte]

Letra Nome da letra
Pronúncia Soletração
A /ɑ/ a
B /bay/
C /se/
D /de/
E /ə/ e
F /ɛf/ effe
G /ʒe/
H /aʃ/ hache
I /i/ i
J /ʒi/ ji
K /ka/ ka
L /ɛl/ elle
M /ɛm/ emme
N /ɛn/ enne
O /o/ o
P /pe/ pe
Q /ky/ ku
R /ɛʁ/ erre
S /ɛs/ esse
T /te/
U /y/ u
V /ve/
W /dublɛ ve/ double vé
X /iks/ ixe
Y /igʁɛk/ i grec
Z /zɛd/ zède

A nova soletração[editar | editar código-fonte]

No sistema da "nova soletração" (la nouvelle épellation), as consoantes seriam lidas como se segue: be, ke, de, fe, gue, he, je, ke, le, me, ne, pe, ke, re, se, te, ve, we, kse, ze. Embora possua uma base mais fonética que o sistema tradicional, esse sistema nunca teve aceitação.[1]

Ligaduras tipográficas[editar | editar código-fonte]

Ligaduras tipográficas especiais existem para algumas palavras:

  • Œ (œil, fœtus, sœur...)
  • Æ (et cætera, tænia, ex æquo...)

Observações[editar | editar código-fonte]

  • 'W' e 'K' são raramente usadas exceto em empréstimos ou palavras regionais, o ditongo 'ou' é usado para representar o som de /w/ e o 'Q' possui uso mais frequente que no inglês.
  • As vogais são A, E, I, O, U, às vezes o Y;
  • As semivogais são o Y, raramente o W (exceto regionalmente, como por exemplo no francês falado na Bélgica);
  • Os diacríticos são: o acento agudo ( ´ ), o acento grave ( ` ), o acento circunflexo ( ˆ ), o trema ( ¨ ), e a cedilha ( ¸ ). As únicas combinações possíveis são: à â ç é è ê ë î ï ô û ù ü ÿ. Os diacríticos não exercem qualquer influência na ordem alfabética.
  • O til ( ˜ ), usado apenas sobre o n, é ocasionalmente usado no alfabeto francês em palavras com origem na língua castelhana, que tenham sido incorporadas ao uso linguístico quotidiano, tais como El Niño, etc. Como os demais diacríticos, o til também não exerce qualquer impacto na ordem do alfabeto francês.
  • Os diacríticos são frequentemente omitidos nas letras maiúsculas, principalmente por razões técnicas e por o senso comum acreditar que não sejam necessários. Entretanto, a Academia Francesa e o seu equivalente em Quebec, órgãos responsáveis pelo idioma, rejeitam essa prática e confirmam que "em francês, o acento tem valor ortográfico total"[2] , exceto para acrônimos mas não para abreviaturas (p.ex. CEE, ALENA, mas É.-U.)[3] .

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Grevisse, Maurice. 'Le Bon Usage: Grammaire française avec des Remarques sur la langue française d'aujourd'hui'. 11th ed. ed. Paris-Gembloux: Duculot, 1980. ISBN 2-8011-0242-3
  2. Académie française, http://www.academie-francaise.fr/langue/questions.html#accentuation
  3. Banque de dépannage linguistique from the Office québécois de la langue française, http://66.46.185.79/bdl/gabarit_bdl.asp?t1=1&id=1438

Ligações externas[editar | editar código-fonte]