Alfredo Casella

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alfredo Casella.jpg

Alfredo Casella (25 de Julho de 1883 - 5 de Março de 1947) foi um compositor e maestro italiano.

A família de Casella foi sempre ligada à música: seu avô paterno foi amigo de Paganini e foi o primeiro violoncelista do Teatro São Carlo em Lisboa e eventualmente foi solista no Royal Chapel em Turim. Pai de Alfredo foi Carlo Casella, também foi um violoncelista profissional, como seus irmãos Cesare e Giacchino, sua mãe foi uma pianista e deu as primeiras lições de música para Alfredo. Casella ingressou no Conservatório de Paris em 1896 para estudar piano com Louis Diémer e composição com Gabriel Fauré. Durante esse período em Paris, Debussy, Stravinsky e Falla conheceram Casella e ele manteve contato com Busoni, Mahler e Richard Strauss.

Casella desenvoulveu uma profunda admiração por Debussy após ouvir uma obra sua em 1898, mas mesmo assim seguiu uma linha mais romântica (decorrentes de Strauss e Mahler). Sua primeira sinfonia foi feita em 1905, e foi a partir deste momento que ele fez sua estréia como maestro, quando conduziu a estréia de sua sinfonia em Monte carlo, em 1908. De 1927 até 1929 Casella foi o maestro principal da Orquestra Pops de Boston, sendo sucedido por Arthur Fiedler.

Quando retornou para a Itália, durante a Primeira Guerra Mundial, ele começou a ensinar piano na Academia Nacional de Santa Cecília em Roma. Ele foi um dos pianistas italianos mais conhecidos de sua geração, e junto com Arturo Bonucci (violoncelo) e Alberto Poltronieri (violino), ele formou o Trio Italiano em 1930. Esse grupo foi muito aclamado na Europa e na América. Sua estatura como pianista e seu trabalho com o Trio deram origem a algumas de suas composições mais conhecidas, incluindo A Notte Alta, a Sonatina, Nove Pezzi e os seis estudos para piano.

Casella teve seu maior sucesso com o balé La Giara.

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Orquestral[editar | editar código-fonte]

  • Symphony No. 1 in B minor, Op. 5 (1905-6)
  • Italia, Rapsodia per Orchestra, op. 11 (1909)
  • Symphony No. 2 in C minor, Op. 12 (1908-9)
  • Suite in C major, Op. 13 (1909-10)
  • Suite from the Ballet Le Couvent sur l'Eau (Il Convento Veneziano), Op. 19 (1912-3)
  • Pagine di Guerra, Op. 23bis (1918)
  • Pupazzetti, Op. 27bis (1920)
  • Elegia Eroica, Op. 29 (1916)
  • Concerto per Archi, Op. 40bis (1923-4)
  • La Giara, Suite Sinfonica, Op. 41bis (1924)
  • Serenata per Piccolo Orchestra, Op. 46bis (1930)
  • Marcia Rustica, Op. 49 (1929)
  • La Donna Serpente, Frammenti Sinfonici Seria I, Op. 50bis (1928-31)
  • La Donna Serpente, Frammenti Sinfonici Seria II, Op. 50ter (1928-31)
  • Introduzione, Aria e Toccata per Orchestra, Op. 55 (1933)
  • Introduzione, Corale e Marcia, Op. 57 (1931-5) for Band, Piano, Double Basses and Percussion
  • Concerto per Orchestra, Op. 61 (1937)
  • Symphony No. 3, Op. 63 (1939-40)
  • Divertimento per Fulvia, Op. 64 (1940)
  • Paganiniana: Divertimento per Orchestra, Op. 65 (1942)

Concertante[editar | editar código-fonte]

  • A Notte Alta, for Piano and Orchestra, Op. 30bis (1921)
  • Partita for Piano and Orchestra, Op. 42 (1924-5)
  • Concerto Romano for Organ, Brass, Timpani, and Strings, Op. 43 (1926)
  • Scarlattiana, for Piano and Small Orchestra, Op. 44 (1926)
  • Violin Concerto, Op. 48 (1928)
  • Notturno e Tarantella for Cello and Orchestra, Op. 54 (1934)
  • Triple Concerto, Op. 56 (1933)
  • Cello Concerto, Op. 58 (1934-5)
  • Concerto for Piano, Strings, Timpani, and Percussion, Op. 69 (1943)

Câmara e Instrumental[editar | editar código-fonte]

  • Barcarola e Scherzo for Flute and Piano, Op. 4 (1903)
  • Cello Sonata No. 1, Op. 8 (1906)
  • Sicilienne et Burlesque for Flute and Piano, Op. 23 (1914)
  • Pagine di Guerra, Op. 25 (1915) Quattro `films' musicali per pianoforte a quattro mani
  • Pupazzetti, Op. 27 Cinque Pezzi Facili per Pianoforte a Quattro Mani (1915)
  • Cinque Pezzi per Quartetto d'Archi, Op. 34 (1920)
  • Concerto per Quartetto d'Archi, Op. 40 (1923-4)
  • Cello Sonata No. 2 in C major, Op. 45 (1926)
  • Minuet from `Scarlattiana' (1926) for Violin and Piano
  • Serenata per Cinque Instrumenti, Op. 46 (1927)
  • Cavatina and Gavotte from the `Serenata Italiana' (1927) for Violin and Piano
  • Prelude and Danza Siciliana from `La Giara' (1928), for Violin and Piano
  • Sinfonia for Piano, Violoncello, Clarinet, and Trumpet, Op. 53 (1932)
  • Notturno for Cello and Piano (1934)
  • Tarantella for Cello and Piano (1934)
  • Sonata a Tre (Piano Trio), Op. 62 (1938)
  • Harp Sonata, Op. 68 (1943)

Piano[editar | editar código-fonte]

  • Pavane, Op. 1 (1902)
  • Variations sur une Chaconne, Op. 3 (1903)
  • Toccata, Op. 6 (1904)
  • Sarabande, Op. 10 (1908)
  • Notturnino (1909)
  • Berceuse triste, Op. 14 (1909)
  • Barcarola, Op. 15 (1910)
  • A la Maniere de..., Prima Seria, Op. 17 (1911)
  • A la Maniere de..., Seconda Seria, Op. 17bis (1914)
  • Nove Pezzi, Op. 24 (1914)
  • Sonatina, Op. 28 (1916)
  • A Notte Alta, Poema Musicale, Op. 30 (1917)
  • Deux Contrastes, Op. 31 (1916-8)
  • Inezie, Op. 32 (1918)
  • Cocktail Dance (1918)
  • Undici Pezzi Infantili, Op. 35 (1920)
  • Due Canzoni Popolari Italiane, Op. 47 (1928)
  • Due Ricercari sul nome B-A-C-H, Op. 52 (1932)
  • Sinfonia, Arioso e Toccata, Op. 59 (1936)
  • Ricercare sul Nome Guido M. Gatti (1942)
  • Studio Sulle Terze Maggiori (1942)
  • Sei Studi, Op. 70 (1942-44)

Vocal[editar | editar código-fonte]

  • Nuageries (1903) [Jean Richepin]
  • Five Songs, Op. 2 (1902)
  • La Cloche Felee, Op. 7 (1904) [Baudelaire]
  • Trois Lyriques, Op. 9 (1905) [Albert Samain, Baudelaire, Verlaine]
  • Sonnet, Op. 16 (1910) [Ronsard]
  • Cinque Frammenti Sinfonici per Soprano ed Orchestra da Le Convent sur l'Eau (Il Convento Veneziano), Op. 19 (1912-4)
  • Notte di Maggio, for Voice and Orchestra, Op. 20 (1913)
  • Due Canti, Op. 21 (1913)
  • Deux Chansons Anciennes, Op. 22 (1912)
  • L'Adieu a la Vie, Op. 26 (1915) for Voice and Piano
  • L'Adieu a la Vie, Op. 26bis (1915/26) Quattro Liriche Funebri per Soprano ed Orchestra da Camera dal `Gitanjali' di R. Tagore [Trans. A. Gide]
  • Tre Canzoni Trecentesche, Op. 36 (1923) [Cino da Pistoia]
  • La Sera Fiesolana, Op. 37 (1923) for Voice and Piano [D'Annunzio]
  • Quattro Favole Romanesche, Op. 38 (1923) [Trilusso]
  • Due Liriche, Op. 39 (1923) for Voice and Piano
  • Tre Vocalizzi for Voice and Piano (1929)
  • Tre Canti Sacri for Baritone and Organ, Op. 66 (1943)
  • Tre Canti Sacri for Baritone and Small Orchestra, Op. 66bis (1943)
  • Missa Solemnis Pro Pace, Op. 71 (1944) per Soli, Coro e Orchestra
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Alfredo Casella