Ali ibn Yahya

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ali ibn Yahya al-Armani foi um famoso comandante militar muçulmano em meados do século IX, morto em 863.

História[editar | editar código-fonte]

Em 840, foi enviado para o Egito como governador, substituindo Malik ibn Kaydur.[1] Mais tarde ele foi nomeado comandante da fronteira do Califado Abássida na Cilícia (o al-thughur al-Sha'miya) com o Império Bizantino. Ele é o primeiro emir de Tarso, conhecido por ter exercido a sua autoridade de forma quase independente, aproveitando a diminuição do poder do governo central do califado (vide Al-'Awasin).[2] A partir de Tarso, Ali lançou vários ataques através dos Montes Tauro na Anatólia bizantina. Há registros de ataques liderados por Ali nos anos de 851, 852, 853, 856, 859 e 860. Em 862, foi nomeado o governador da Arménia e do Azerbaijão, e no ano seguinte, morreu em combate numa batalha contra o exército bizantino.[3]

Segundo o relato do século X de Al-Masudi (Murûj adh-dhahab, VIII, 74-75), sua reputação o colocou entre os "muçulmanos ilustres" cujos retratos foram exibidos em igrejas bizantinas em reconhecimento do seu valor.

Referências

  1. Gordon 2001, p. 207
  2. Hild 1990, p. 48-50
  3. Hild 1990, p. 50

Bibliografias[editar | editar código-fonte]

  • Hild, Friedrich. Tabula Imperii Byzantini, Band 5: Kilikien und Isaurien (em <Língua não reconhecida>). [S.l.: s.n.], 1990. ISBN 3-7001-1811-2.