Aliança Dua

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Aliança Dua ou Dupla Aliança ou Aliança Germano-Austríaca entre a Alemanha e a Áustria-Hungria foi criada por um tratado em 7 de outubro de 1879. Nele, a Alemanha e a Áustria-Hungria se comprometeram a ajudar um ao outro em caso de um ataque por parte da Rússia. Além disso, cada Estado se comprometeu em uma neutralidade benevolente para com o outro, se um deles for atacado por outra potência europeia (geralmente, diz ser a França, especialmente depois da Aliança Franco-Russa de 1893).

Após a formação do Império Alemão em 1871, o chanceler alemão Otto von Bismarck queria retratar sua nação como pacificadora e preservadora do Parlamento Europeu e do status quo. Em 1878, a Rússia derrotou o Império Otomano na Guerra Russo-Turca (1877-1877)|Guerra Russo-Turca; e pelo consequente Tratado de San Stefano a Rússia obteve muita influência nos Balcãs. Este desenvolvimento russo deixou a Áustria-Hungria indignada, uma vez que esta era uma concorrente direta da Rússia pela influência na região dos Balcãs (apesar de ser uma aliada dos russos e dos alemães na Liga dos Três Imperadores). Assim, em 1878, uma conferência internacional foi convocada por Bismarck (o Congresso de Berlim), a fim de resolver o problema. O Tratado de Berlim, que resultou da conferência inverteu os ganhos da Rússia do Tratado de San Stefano, e deu aos austríacos com a compensação por perda de territórios. Apesar das tentativas de Bismarck em desempenhar o papel de um "intermediário honesto", no Congresso de Berlim, as relações russo-alemãs deterioraram-se após a conferência[1] . A Liga dos Três Imperadores foi interrompida, e a Alemanha e a Áustria-Hungria tornaram-se aliadas contra a Rússia.

Em 1881, a Itália perdeu na competição com a França para estabelecer uma colônia em Túnis (Tunísia nos dias atuais). Para angariar apoio diplomático, a Itália aderiu a Alemanha e a Áustria-Hungria para formar a Tríplice Aliança, em 1882[2] , que foi o primeiro agrupamento formal de guerra na Europa, o segundo é a Tríplice Entente formada em 1907.

Durante a Primeira Guerra Mundial, no entanto, a Itália não iria à guerra com os seus aliados, mas imediatamente permaneceu neutra (devido ao interesse desta nos territórios austriacos de Trentino e Venezia Giulia). Em 1915, ingressou na Entente e declarou guerra à Áustria-Hungria, e mais tarde a Alemanha no ano subsequente. A Aliança Dua persistiu durante toda a guerra e terminou com a sua derrota em 1918.

Referências

  1. José Flávio Sombra Saraiva. Relações internacionais: dois séculos de história. Entre a preponderância européia e a emergência americano-soviética. [S.l.]: IBRI,, 2001. 264 pp. 8588270021
  2. L. C. B. Seaman. Do Congresso de Viena Ao Tratado de Versalhes. [S.l.]: Taylor & Francis, 1977.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]