Alija Izetbegović

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Alija Izetbegović.

Alija Izetbegović (no alfabeto cirílico: Алија Изетбеговић; AFI[alija izɛtbɛɡɔʋitɕ]; Bosanski Šamac, 8 de agosto de 1925Sarajevo, 19 de outubro de 2003) foi um ativista, advogado, escritor, filósofo e político bósnio. Em 1990 tornou-se o primeiro presidente da Bósnia e Herzegovina, cargo que ocupou até 1996, quando passou a fazer parte da Presidência da Bósnia e Herzegovina, onde ficou até 2000. É autor de diversos livros, como Islã entre Ocidente e Oriente e a Declaração Islâmica.[1]

Izetbegović ganhou as eleições de 1990 como candidato do Partido da Ação Democrática. Como presidente da República, tentou manter a Bósnia e Herzegovina como uma república monoétnica independente, mas não conseguiu evitar a guerra civil que eclodiu em 1992.

Em 21 de novembro de 1995, assinou um acordo de paz em Dayton (Estados Unidos) com os presidentes da Croácia e da Sérvia.

Referências

  1. Binder, David. "Alija Izetbegovic, Muslim Who Led Bosnia, Dies at 78", 20 October 2003.
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alija Izetbegović