Alisso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAlisso
Lobularia maritima

Lobularia maritima
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Brassicales
Família: Brassicaceae
Género: Lobularia
Espécie: L. maritima
Nome binomial
Lobularia maritima
(L.) Desv.
Lobularia maritima - MHNT
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Alisso

O alisso (Lobularia maritima, antes Alyssum maritimum) também chamado alisso-doce, flor-de-mel, tomelos, açafate-de-prata,1 escudinha1 ou alyssum (o género em que antes estava classificada), é uma planta da família Brassicaceae.

Distribuição geográfica[editar | editar código-fonte]

Nativa das regiões do Mediterrâneo e Macaronésia (Canárias e Açores), pode ser encontrada desde zonas costeiras até zonas de montanha. Tornou-se largamente naturalizada em muitas zonas temperadas do mundo.

Descrição[editar | editar código-fonte]

É uma planta anual (raramente uma planta perene com período vegetativo curto) que atinge entre 10 a 30 cm de altura. Apresenta-se ligeiramente lenhificada na base, com pequenas folhas lineares, ovais a lanceoladas, com 1 a 4 cm de comprimento e 2 a 5 mm de largura, de cor esbranquiçada devido ao tomento que as cobre.

Desenvolve uma inflorescência com numerosas pequenas flores brancas (raramente de cor rosa ou ou lavanda), de quatro pétalas, que cobrem toda a planta. As flores exalam uma fragrância doce e produzem-se durante toda a estação de desenvolvimento, ou ao longo de todo o ano em zonas livres de geadas invernais. As inflorescências vão-se alargando à medida que as flores se vão abrindo e fecundando.

Os frutos maduros são muito característicos porque, após a queda das sementes, persiste um replo de forma quase circular.

Cultivo e aplicações[editar | editar código-fonte]

Um cultivar com flores de cor violeta.

O período de plantio é no princípio da primavera, requerendo poucos cuidados enquanto se desenvolve. Floresce com mais vigor se forem retiradas as flores já murchas. Nos jardins, utilizam-se para cobrir os solos, pois raramente atingem altura superior a 20 cm. Existem numerosos cultivares utilizados em jardinagem.

Prefere locais de meia sombra, é resistente ao calor e à seca. As plantas com flores de cores escuras adaptam-se melhor aos climas mais frios.

Sinónimos[editar | editar código-fonte]

  • Alyssum maritimum f. argentatum Font Quer
  • Alyssum maritimum f. crassifolium Font Quer
  • Alyssum maritimum f. densiflorum (Lange) Briq.
  • Alyssum maritimum f. densiflorum (Lange) Samp.
  • Alyssum maritimum f. virescens Font Quer
  • Alyssum maritimum var. densiflorum (Lange) Rouy & Foucaud
  • Alyssum maritimum var. genuinum Rouy & Foucaud
  • Alyssum maritimum var. lepidoides Ball
  • Alyssum maritimum var. macrophyllum Pau
  • Alyssum maritimum (L.) Lam.
  • Alyssum murcicum Sennen
  • Alyssum odoratum hort.
  • Alyssum strigulosum (Kuntze) Amo
  • Clypeola maritima L.
  • Koniga maritima var. densiflora (Lange) Rouy
  • Koniga maritima var. genuina Rouy
  • Koniga maritima var. strigulosa (Kuntze) Rouy
  • Koniga maritima (L.) R. Br. in Denham & Clapperton
  • Koniga strigulosa (Kuntze) Nyman
  • Lobularia maritima f. densiflora (Lange) Maire
  • Lobularia maritima subsp. columbretensis R. Fern.
  • Lobularia maritima (L.) Desv. subsp. maritima (L.) Desv.
  • Lobularia maritima var. densiflora Lange
  • Lobularia strigulosa (Kuntze) Willk. in Willk. & Lange
  • Ptilotrichum strigulosum Kunze2

Referências