All the President's Men

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
All the President's Men
Os Homens do Presidente (PT)
Todos os Homens do Presidente (BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos
1976 • cor • 138 min 
Direção Alan J. Pakula
Produção Walter Coblenz
Roteiro William Goldman
Baseado em All the President's Men, de Carl Bernstein e Bob Woodward
Elenco Robert Redford
Dustin Hoffman
Jason Robards
Jack Warden
Hal Holbrook
Jane Alexander
Martin Balsam
Gênero Drama político
Idioma Inglês
Espanhol
Música David Shire
Direção de arte George Jenkins
Direção de fotografia Gordon Willis
Edição Robert L. Wolfe
Estúdio Wildwood Enterprises
Distribuição Warner Bros.
Lançamento 9 de abril de 1976
Página no IMDb (em inglês)

All the President's Men (br: Todos os Homens do Presidente / pt: Os Homens do Presidente) é um filme americano de 1976, do gênero drama, dirigido por Alan J. Pakula e com roteiro baseado no livro de mesmo nome, lançado em 1974, de Bob Woodward e Carl Bernstein.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Dois jornalistas investigam o escândalo de Watergate para o jornal Washington Post. Descobrem uma rede de espionagem e lavagem de dinheiro, o que acaba por levar à renúncia do então presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon.

Tudo, porém, começou em um patamar muito pequeno na esfera política americana: uma invasão do edifício Watergate por cinco aparentes ladrões não mereceria mais do que páginas policiais, mas ganhou, com o tempo, uma proporção não imaginada. O que ocorreu de fato foi um caso amplo de espionagem política que levou o presidente republicano Richard Nixon, eleito em novembro de 1972 para seu segundo mandato, a ser forçado a sair do cargo. O filme mostra cenas históricas, permeadas às demais dirigidas por Pakula, reforçando sua intenção de bem reproduzir o que foi o caso Watergate.[2]

Alguns meses antes da reeleição de Nixon é que ocorreu a detenção dos cinco invasores, no quartel-general eleitoral do Partido Democrata, no edifício Watergate. Eles eram ligados ao FBI e à CIA, e foram apreendidos usando câmeras e microfones. Nada disso, em princípio, interferiu na reeleição de Nixon, porém, as suspeitas de que o próprio presidente estivesse envolvido no caso aumentaram. É neste momento que vão surgir no cenário jornalístico os repórteres investigativos Robert Woodward (interpretado por Robert Redford) e Carl Bernstein (Dustin Hoffman), do Washington Post. A partir daí, todo o filme mostrará o esforço e os méritos de dois profissionais em busca da verdade factual na solução de um caso extremamente obscuro.[2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1977 (EUA)

BAFTA 1977 (Reino Unido)

  • Indicado nas categorias de Melhor Filme (Walter Coblenz), Melhor Direção (Alan J. Pakula), Melhor Ator (Dustin Hoffman), Melhor Fotografia (Gordon Willis), Melhor Edição (Robert L. Wolfe), Melhor Direção de Arte (Geroge Jenkins), Melhor Roteiro (William Goldman), Melhor Som (Arthur Piantadosi, James E. Webb, Les Fresholtz e Dick Alexander), Melhor ator coadjuvante (Martin Balsam e Jason Robards).

Globo de Ouro 1977 (EUA)

  • Indicado nas categorias de Melhor Filme - Drama (Walter Coblenz), Melhor Roteiro - Cinema (William Goldman), Melhor Ator Coadjuvante - Cinema (Jason Robards) e Melhor Diretor - Cinema (Alan J. Pakula).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]