Aloísio Sinésio Bohn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aloísio Sinésio Bohn, OFS
Bispo da Igreja Católica
Bispo Emérito da Diocese de Santa Cruz do Sul
Bispo Emérito da Diocese de Santa Cruz do Sul

Título

Bispo Emérito de Santa Cruz do Sul
Hierarquia
Papa Francisco
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 23 de dezembro de 1962
Ordenação episcopal 9 de setembro de 1977
Lema episcopal OMNES UNUM SINT
Que todos sejam um
Brasão episcopal
Brasão Dom Sinésio.jpg
Dados pessoais
Nascimento Brasil Montenegro
11 de setembro de 1934 (79 anos)
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Aloísio Sinésio Bohn, OFS (Montenegro, 11 de setembro de 1934) é um bispo católico brasileiro. É bispo emérito da Diocese de Santa Cruz do Sul.

Formação[editar | editar código-fonte]

Filho de João Bohn Sobrinho e Oliva Paulina Both, ambos teuto-brasileiros, da localidade de Linha Bonita, no município de Montenegro. Estudou o Liceu (atual Ensino Médio) no Seminário Menor São José de Gravataí de 1952 a 1954 e as faculdades de Filosofia, Teologia e Direito Canônico na Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma como aluno do Colégio Pio Brasileiro de 1955 a 1964.

Presbiterato[editar | editar código-fonte]

Foi ordenado presbítero em Roma em 23 de dezembro de 1962. Exerceu o cargo de vigário paroquial na paróquia São Jorge, em Porto Alegre, de 1964 a 1965. Trabalhou como professor de Teologia e assistente dos estudantes de Filosofia e Teologia da Arquidiocese de Porto Alegre no Seminário Maior de Viamão de 1966 a 1977.

Episcopado[editar | editar código-fonte]

Arquidiocese de Brasília[editar | editar código-fonte]

Nomeado Bispo Titular de Abbir Germaniciana e Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Brasília, em 27 de junho de 1977 pelo Papa Paulo VI. Possui como lema episcopal OMNES UNUM SINT (Que todos sejam um).

Foi ordenado bispo em 9 de setembro de 1977 pelo arcebispo de Porto Alegre Dom Vicente Scherer, e co-ordenantes: o arcebispo de Brasília, Dom José Newton de Almeida Baptista e pelo bispo auxiliar de Brasília Dom Geraldo do Espírito Santo Ávila.

Diocese de Novo Hamburgo[editar | editar código-fonte]

Em 13 de fevereiro de 1980 foi nomeado pelo Papa João Paulo II como o primeiro como bispo da Diocese de Novo Hamburgo. Em 23 de fevereiro de 1980 assumiu como bispo de Novo Hamburgo, função que exerceu até 1986.

Na Comissão Episcopal de Pastoral da CNBB foi o Bispo responsável pelos setores do Ecumenismo, do Diálogo Interreligioso e da Pastoral da Juventude durante os anos de 1983 a 1990. De 1992 a 1995 foi o Presidente do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC).

Diocese de Santa Cruz do Sul[editar | editar código-fonte]

Em 27 de junho de 1986 foi nomeado como sucessor do bispo Dom Alberto Frederico Etges da Diocese de Santa Cruz do Sul. Em 31 de agosto de 1986 assumiu como segundo bispo de Santa Cruz do Sul.

Foi o bispo sagrante nas ordenações episcopais de Dom Gentil Delazari, em 1994 e Dom Canísio Klaus, em 1998 e co-sagrante das ordenações episcopais dos bispos Dom Dadeus Grings, em 1991, Dom Paulo Antônio De Conto, em 1991, Dom Gílio Felício, em 1998, Dom Remídio José Bohn e Dom Alessandro Carmelo Ruffinoni, CS em 2006.

Em 19 de maio de 2010 o Papa Bento XVI aceitou sua renúncia por limite de idade (75 anos) de acordo com o Cânon 401 §1 do Código de Direito Canônico.[1]

Referências

  1. Dom Canísio é transferido para diocese de Santa Cruz do Sul. 19 de maio de 2010. Página visitada em 6 de junho de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
'
Brasão episcopal.
Bispo de Novo Hamburgo

1980 - 1986
Sucedido por
Dom Frei Boaventura Kloppenburg, OFM
Precedido por
Dom Alberto Frederico Etges
Brasão episcopal.
Bispo de Santa Cruz do Sul

1986 - 2010
Sucedido por
Dom Canísio Klaus