Alto do Rodrigues

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Alto do Rodrigues
Bandeira de Alto do Rodrigues
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 28 de março
Fundação 1963
Gentílico alto-rodriguense
Prefeito(a) Abelardo Rodrigues Filho (Democratas)
(2013–2016)
Localização
Localização de Alto do Rodrigues
Localização de Alto do Rodrigues no Rio Grande do Norte
Alto do Rodrigues está localizado em: Brasil
Alto do Rodrigues
Localização de Alto do Rodrigues no Brasil
05° 17' 16" S 36° 45' 43" O05° 17' 16" S 36° 45' 43" O
Unidade federativa  Rio Grande do Norte
Mesorregião Oeste Potiguar IBGE/2008[1]
Microrregião Vale do Açu IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Pendências, Afonso Bezerra e Carnaubais
Distância até a capital 180 km[2]
Características geográficas
Área 191,311 km² [3]
População 12 729 hab. (RN: 43º) –  IBGE/2012[4]
Densidade 66,54 hab./km²
Altitude 13 m [5]
Clima quente e semi-árido BSh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,672 (RN: 12°) – médio PNUD/2010[6]
PIB R$ 218 193,988 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 18 464,41 IBGE/2008[7]
Página oficial

Alto do Rodrigues é um município no estado do Rio Grande do Norte (Brasil), localizado na microrregião do Vale do Açu. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano 2010 sua população era estimada em 12.306 habitantes. Área territorial de 191 km².

O município emancipou-se de Pendências através da Lei nº 2.859, de 28 de março de 1963.

Limita-se com os municípios de Carnaubais (Oeste), Pendências (Norte e Leste), e Afonso Bezerra (Sul).

A sede do município está a 5° 17’ 18” de latitude sul e 36° 45’ 44” de longitude oeste. A altitude é de 13 m acima do nível do mar e a distância rodoviária até a capital é de 180 km.[5]

O nome Alto do Rodrigues é uma homenagem à família de Joaquim Rodrigues Ferreira - fundador da cidade -, que instalou no Alto, à época apenas uma localidade do município de Pendências e deram início ao povoamento da região. O fundador Joaquim era bisavô do atual Prefeito Abelardo Rodrigues, que cumpre seu mandado até o ano de 2016.

De acordo com o IDEMA, o solo da região é do tipo cambissolo eutrófico. Sua aptidão para a atividade agrícola é restrita para lavouras e apta para culturas de ciclo longo (algodão arbóreo, sisal, caju e coco). Pequena área de várzea, a oeste, com aptidão regular para lavouras e apta para culturas de ciclo curto. Pequena área ao norte indicada para preservação da flora e da fauna ou para recreação.

Economia[editar | editar código-fonte]

De acordo com dados do IPEA do ano de 1996, o PIB era estimado em R$ 8,15 milhões, sendo que 22,1% correspondia às atividades baseadas na agricultura e na pecuária, 10,8% à indústria e 67,1% ao setor de serviços. O PIB per capita era de R$ 904,95.

Em 2006, conforme estimativas do IBGE, o PIB havia evoluído para R$ 168,191 milhões e o PIB per capita para R$ 16.135,00.

No setor agrícola, tem grande relevância a fruticultura irrigada, cuja produção é voltada para a exportação.

Nos últimos dez anos o setor industrial modificou-se completamente em função do desenvolvimento da exploração de petróleo e gás natural. Foi construída no município a Usina Termelétrica Jesus Soares Pereira, cujo projeto prevê capacidade nominal de 325 MW e produção de 610 t/h de vapor.

Produção agrícola[editar | editar código-fonte]

IBGE (2007)
Lavoura Quantidade produzida (ton.) Valor da produção (R$ mil) Área plantada (ha.) Área colhida (ha.) Rendimento médio (kg/ha.)
Algodão herbáceo (em caroço) 564 564 168 168 3.357
Banana 44.080 19.836 1.160 1.160 38.000
Batata-doce 200 30 20 20 10.000
Cana-de-açúcar 8.000 320 100 100 80.000
Castanha de caju 4 2 14 14 285
Coco-da-baía 162 (mil frutos) 32 45 45 3.600 (frutos/ha.)
Feijão (em grão) 66 53 150 127 519
Goiaba 1.080 324 60 60 18.000
Mamão 3.360 1.008 80 80 42.000
Manga 846 592 47 47 18.000
Melancia 840 504 30 30 28.000
Milho 83 33 200 184 451
Sorgo (em grão) 144 58 120 120 1.200
Tomate 150 90 5 5 30.000

Pecuária[editar | editar código-fonte]

IBGE (2007)
Rebanho Efetivo (cabeças)
Bovino 3.641
Suíno 624
Eqüinos 153
Asininos (jumentos) 172
Muares (mulas) 74
Ovinos 3.003
Galinhas 1.032
Galos, frangas, frangos e pintos 2.239
Caprinos 2.381
Vacas ordenhadas 371
IBGE (2007)
Gênero Produção
Leite de vaca 284 (mil litros)
Ovos de galinha 7 (mil dúzias)

Dados estatísticos[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

IBGE (2003)
Ensino Alunos matriculados Professores
Fundamental 2.336 119
Médio 640 17
  • Analfabetos com mais de quinze anos: 27,95% (IBGE, Censo 2000).

IDH[editar | editar código-fonte]

PNUD (2000)
IDH 1991 2000
Renda 0,487 0,602
Longevidade 0,552 0,711
Educação 0,624 0,751
Total 0,554 0,688

Saneamento urbano[editar | editar código-fonte]

IBGE (2000)
Serviço Domicílios (%)
Água 97,5%
Esgoto sanitário 11,7%
Coleta de lixo 89,0%

Saúde[editar | editar código-fonte]

Feriados municipais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. Alto do Rodrigues Eco Viagem. Página visitada em 11 de agosto de 2011.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO RESIDENTE NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2012 (PDF) Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (30 de agosto de 2011). Página visitada em 31 de agosto de 2012.
  5. a b Rio Grande do Norte Embrapa. Página visitada em 11 de agosto de 2011.
  6. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 6 de agosto de 2013.
  7. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]