Alvim (apelido)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Armas da Família Alvim

Alvim é um apelido de família da língua portuguesa.

Uma famosa linhagem são os de Riba de Vizela. D. Soeiro Reimondo de Riba de Vizela, que em princípios do século XIII vivia na sua Quinta de Aguiar, freguesia de S. Cosme, concelho de Gondomar, junto do Porto, foi rico-homem e alferes-mor de D. Afonso II e casado com D. Urraca Viegas. Dum dos seus filhos, D. Mendo Soares de Melo, provieram os deste apelido e de outro, Pedro Soares de Alvim, os "Alvins".

Este Pedro Soares, que primeiro se chamou de Pousada, por viver durante algum tempo na Quinta deste nome, situada na freguesia de São Miguel de Carvalho, concelho de Celorico de Basto, tomou depois o apelido de Alvim por morar no lugar de Alvim, na terra de Basto, o qual ficou solar da família. Pedro Soares de Alvim recebeu-se com D. Maria Esteves, filha de Estêvão Malho de Lavadeira e de D. Maria Lourenço da Cunha, sua mulher.

A esta família pertencia a Condessa D. Leonor de Alvim, mulher do condestável D. Nuno Álvares Pereira, filha de João Pires de Alvim e de sua primeira mulher, D. Branca Pires Coelho, neta paterna de Martim Pires de Alvim e de sua primeira mulher, Margarida Pires Ribeiro, e, pela linha varonil, bisneta do referido Pedro Soares de Alvim. Entrou, pois, esta esclarecida linhagem nos Duques de Bragança, de onde se derivou a muitas casas ilustres e gerou a dinastia que, depois de 1 de Dezembro de 1640, reinou em Portugal, pelo que quase todas as casas soberanas Europeias têm sangue dos Alvins.

As suas armas são: Esquartelado: o primeiro e o quarto, xadrezados de ouro e de vermelho, de quatro peças em pala e quatro em faixa, o segundo e o terceiro, de azul com cinco flores-de-lis de ouro postas em sautor. Timbre: um leão sainte de ouro tendo na mão direita uma flor-de-lis azul.

Nota: Retirado do livro: A Família Alvim de Glorinha Alvim Martins. Estes dados sobre a família ALVIM são uma gentileza do ex-embaixador de Portugal no Brasil, Adriano Carvalho, através do sobrinho da autora, Max Alvim, Major-brigadeiro da Aeronáutica.

Personalidades[editar | editar código-fonte]

Morgadios da Família em Portugal[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Outros[editar | editar código-fonte]