Ama

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Crianças sendo cuidadas por uma ama.
(Pintura de Joshua Reynolds)

Ama é um termo histórico usado para referir-se a uma serva, escrava ou empregada encarregada de cuidar de crianças em casas mais abastadas.

O termo ama deriva da língua basca e significa mãe. A ama era responsável por cuidar de todos os detalhes envolvendo o bem-estar da criança, como alimentação, higiene e vestimenta. Frequentemente também cuidava de aspectos lúdicos ou educacionais, entretendo a criança com brincadeiras ou contando-lhe hitórias.

Quando tinham aos cuidados uma criança recém-nascida, as amas podiam ou não ficar responsáveis também por sua amamentação. No primeiro caso, elas eram denominadas amas-de-leite, e no segundo caso, de amas-secas. As amas-de-leite eram selecionadas entre as que também tinham filhos pequenos, de modo que passavam a dividir seu leite entre o filho natural e a criança a seu cuidado.

Por sua convivência com a criança ser por vezes mais constante até mesmo do que a da própria mãe biológica, frequentemente criavam-se duradouros laços afetivos ente as crianças e suas amas, a quem consideravam como uma segunda mãe.

Ver também[editar | editar código-fonte]